O Protagonista

O Protagonista

O Protagonista

Estreou ontem na estação pública o formato original britânico MasterChef. Com a apresentação de Sílvia Alberto, a direção de programas da RTP1 voltou a apostar num programa que já havia sido exibido por um canal temático. Na SIC Mulher, MasterChef deu nas vistas, pelo enorme talento dos participantes. Ao contrário de Hell’s Kitchen, o formato do primeiro canal oferece um espírito mais amável por parte dos júris, aposta nas histórias dos concorrentes e, essencialmente, na sua dedicação à cozinha.

No dia de ontem, tivemos a oportunidade de contactar com os primeiros aspirantes a MasterChef na RTP1. Seguindo a vertente dos castings, visualizamos diferentes concorrentes, com diferentes dotes para a cozinha. Desde os mais talentosos, aos menos experientes, várias foram as caras que passaram pelo concurso da estação pública. Uma delas levou mesmo o Chefe Ljubomir Stanisic a praticamente vomitar no prato. Com mais ou menos nervos à mistura, a verdade é que foram vários os concorrentes que não colocaram quaisquer dúvidas na passagem à próxima fase por parte do júri. Desde a estudante de Hotelaria em pós-laboral, à nova oportunidade para o psicólogo e para o linguista cuja filha lhe entregou o avental de MasterChef, ou até ao amor da estudante de Engenharia Industrial, os portugueses tiverem a oportunidade de saborear os diferentes pratos apresentados.

Depois de Project Runwaw, ou melhor, Projeto Moda, conduzido pela modelo Nayma, a estação pública voltou a apostar num concurso bastante interessante para o verão. Diferente das próximas cantigas de Canta Comigo, A Voz de Portugal e de Chamar a Música, e das pesagens de Peso Pesado, é uma mais-valia para a televisão portuguesa este MasterChef. Por outro lado, e com o profissionalismo de Sílvia Alberto, não tenho dúvidas de que este concurso correrá melhor do que Projecto Moda.

Já chega de mais do mesmo. Numa altura em que os telespetadores tendem a fugir para a televisão por cabo, é necessário apostar em conteúdos diferentes, que não sejam uma mistura de formatos passados. Os novos programas que irão estrear na SIC e TVI serão uma prova disso, o que me desilude.

Noutro plano, e no que toca às audiências de ontem, a direção de programas da estação pública deve estar satisfeita. Com 8,3% de audiência média e 26,1% de share, a versão portuguesa de MasterChef venceu Tás Aqui Tás Apanhado, e posicionou-se no quarto lugar dos cinco programas mais vistos do dia. Mesmo tendo a RTP1 ficado em último lugar, parece-me que no próximo sábado o valor alcançado por este novo concurso se deva manter ou registar um crescimento. Os talentos do programa assim o exigem, o à vontade de Sílvia Alberto assim o merece, a diferença televisiva promovida pela RTP1 assim o garante.

Apesar disso, os telespetadores têm a decisão final no comando da sua “caixinha mágica” e, como tal, teremos de esperar mais uma semana para compreender qual a sua ligação a MasterChef!

Será que teremos surpresas?

  • Geninha Cabeleireira

    Para mim o Diogo é o melhor escritor
    Gosto de tudo o que escreve
    Vê-se que o faz com amor
    Que A Televisão o brinde com muitos sucessos
    e o refresque neste dia de calor.

  • Geninha Cabeleireira

    Para mim o Diogo é o melhor escritor
    Gosto de tudo o que escreve
    Vê-se que o faz com amor
    Que A Televisão o brinde com muitos sucessos
    e o refresque neste dia de calor.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close