O Melhor & Pior da Semana

O Melhor & Pior da Semana (6 a 12 de agosto)

A Televisão regressa como habitualmente aos domingos com mais uma edição d’O Melhor & Pior da Semana. Desta feita, farei uma análise mais qualitativa com a diferenciação entre os canais e as suas ofertas.

MELHOR DA SEMANA RTP1

Embora não obtenha grandes resultados a nível audiométrico, MasterChef é um programa muito bem conseguido, mas talvez não o mais adequado para a época do ano. A produção e conceito estão irrepreensíveis, já o júri por vezes deixa um pouco a desejar. Mas Sílvia Alberto comanda o programa de forma natural e num registo adequado ao formato, demonstrando ser uma das melhores apresentadoras portuguesas.

MasterChef acaba por ser penalizado, quanto a mim, pela falta de promoção e pela época do ano. Ao ser emitido aos sábados acaba por usufruir de um dos piores horários no verão, pois o consumo aos sábados à noite é reduzido. Sem dúvida que os participantes conseguem despertar o nosso apetite e demonstrar que em Portugal também existe uma cozinha muito requintada e algumas das receitas tradicionais podem ser reinventadas. Criatividade e inovação são fundamentais nas grelhas dos canais. MasterChef cumpre.

PIOR DA SEMANA RTP1

Quem Quer ser Milionário – Alta Pressão. Neste âmbito o meu comentário é mais sucinto. Ainda alguém tem paciência para isto? Não. As audiências demonstram isso mesmo. É urgente que a RTP1 crie um novo concurso deste género mas que em nada tenha a ver com o anterior formato. Para tal, dêem descanso ao Malato, ou deixem-nos descansar do Malato… como preferirem.

MELHOR DA SEMANA SIC

Os portugueses andam a Chamar a Música. Apesar de ser um formato já antigo, a verdade é que resulta e é extremamente adequado ao verão. Sendo barato, gravado e “simples” acaba por ter uma relação custo/benefício fabulosa. João Manzarra está bastante bem a liderar o formato, fazendo esquecer o anterior apresentador, Herman José, exceto nos momentos musicais, quando “lança” o passatempo de casa.

As opiniões dividem-se quanto à prestação de João Manzarra, se uns criticam ferozmente, outros adoram. Creio que comparar Manzarra a Herman é impensável, mas o jovem apresentador está a marcar o seu espaço na televisão nacional. Têm formas de apresentar e até de humor diferentes. Herman continua a ser o “rei” do humor, mas Manzarra enquadra-se neste formato que nem uma luva. Leve, divertido e com timing, Manzarra faz deste Chamar a Música um sucesso de verão.

PIOR DA SEMANA SIC

Muito se tem falado do ligeiro aumento audiométrico da SIC, mas a grelha da estação continua com um precipício – as manhãs e a Querida Júlia. Não há hipótese e o programa não cativa minimamente os portugueses. Apesar de Júlia Pinheiro estar muito empenhada em melhorar os resultados do seu Querida Júlia, não vejo como isso possa acontecer.

É certo que Júlia Pinheiro é uma das melhores apresentadoras portuguesas, já tendo passado por todos os horários, mas creio que as manhãs talvez não seja aquele em que mais se enquadra. Por vezes, a apresentadora é apanhada a brincar com coisas sérias, ridicularizando mesmo os seus convidados. Quanto a mim, Júlia Pinheiro deveria apostar noutro horário, particularmente mantendo-se nos reality-shows ou até mesmo nas tardes.

Contudo, também há que realçar que não é em pouco tempo que se obtém a liderança, mas em pouco tempo se consegue afundar um horário. É o que está a acontecer.

MELHOR DA SEMANA TVI

Você na TV é o programa mais sólido da estação de Queluz de Baixo. Demorou a alcançar a liderança nas manhãs, mas agora creio que será quase impossível perdê-la, pelo menos nos atuais moldes e com a equipa atual. Ou a concorrência cria algo fabuloso ou não vejo como o Você na TV vá deixar de acompanhar as manhãs dos portugueses.

Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha são a companhia dos portugueses, o que também é provado pelas suas incursões por outros horários, cujos resultados não desiludem. São, sem dúvida, a dupla mais conhecida e reconhecida do nosso país.

PIOR DA SEMANA TVI

É inevitável. Canta Comigo alcançou um resultado desastroso no passado domingo e, para além disso, e mais importante, é um formato que não convence. Ou antes, a produção e apresentação deixam a desejar. Certamente, as condições climatéricas prejudicaram substancialmente o desempenho sonoro do Canta Comigo, mas só isso não pode ser desculpa para aquilo que a TVI nos apresentou. Um programa com um júri “desinteressado”, uma apresentadora inconstante, Eiró a encher chouriços, e sobretudo, talentos escassos.

Rita Pereira não esteve à altura, mas temos de dar o benefício da dúvida, se considerarmos que tem muito pouca experiência na apresentação e só isso lhe poderá dar o à vontade para conseguir levar a bom porto este projeto. Tenho dúvidas que em mais cinco programas o consiga, mas isso já é outra história.

E deste modo terminamos mais uma edição d’O Melhor & Pior da Semana. No próximo domingo há mais. Fique atento.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close