O Melhor & Pior da Semana

O Melhor & Pior da Semana (20 a 26 agosto)

O futebol e a estação pública estiveram em especial destaque ao longo da última semana com três jogos, todos eles transmitidos pela RTP1, a obterem excelentes resultados. Apesar do Cabo ter continuado a liderar confortavelmente, esta última semana de agosto trouxe ainda assim algumas glórias mas também pesadas derrotas às três principais generalistas.

Tudo isso em análise no Melhor & Pior desta semana!

MELHOR DA SEMANA RTP1

Já sem Volta a Portugal, a última semana foi para o canal 1 particularmente mais difícil que as anteriores. E só não foi pior porque, felizmente, três jogos de futebol fizerem três autênticos milagres na sua exibição e equilibraram minimamente os números para a Marechal Gomes da Costa.

Na madrugada do passado fim de semana, a final do Campeonato do Mundo Sub-20, uma inesperada fava oferecida de bandeja à RTP1, rendeu números astronómicos à televisão pública com um assombroso share médio situado nos 74,2 pontos percentuais, sendo aliás o programa mais visto da RTP1 daquele dia, apesar de ter sido transmitido entre as 2 e as 4 da madrugada.

Já na última quarta-feira, o Benfica vs Twente, a contar para a Liga dos Campeões, rendeu ao canal público mais uns excelentes números e uma liderança destacada nos 43,8 pontos de share médio em pleno horário nobre.

Na sexta-feira, foi a vez da final da Supertaça Europeia bater recordes e tornar-se de imediato num dos programas mais vistos deste verão com uma média que superou o milhão e seiscentos mil espetadores e aglutinou praticamente metade da audiência televisiva àquela hora.

 

PIOR DA SEMANA RTP1

Mas nem só de futebol se fez a semana da RTP1. E para além das dores de cabeça em que o late-night ou as novelas de hora de almoço se tornaram para Hugo Andrade, o acesso ao prime-time foi, talvez, dos problemas mais críticos da semana do canal 1, até porque a quebra neste horário tornou-se já num hábito ao longo destes meses mais quentes.

O Preço Certo, que em época alta conseguia alcançar, também ele, altos voos e ultrapassar a brilhante fasquia dos 30 pontos de share no horário 19/20, desce à terra por esta altura e não ultrapassa a casa dos 20% de quota de mercado.

Já o Portugal em Direto também vacila e é posto completamente de lado pelo público por esta altura. Esta semana esteve sempre abaixo da linha de segurança dos 20 pontos de share, tendo apenas respirado na quinta-feira, quando antecedido pelo sorteio da Liga dos Campeões transmitido em direto pela estação.

 

MELHOR DA SEMANA SIC

Esta semana por Carnaxide os resultados também não foram os melhores. Com problemas em todos os horários, mais uma vez ficou provada a máxima de que quando tudo vacila apenas a produção Globo se mantém minimamente competitiva e oferece uma réstia de esperança. Nem que sejam, pelo menos, as reposições dessa mesma ficção…

Numa semana crítica para a SIC, Alma Gémea continuou a brilhar passando completamente ao lado de qualquer crise de resultados. Humilhou Ilha dos Amores, não deixando a novela da TVI fazer mais do que 15% de share e deitou a um canto a concorrência da RTP1, Ribeirão do Tempo e Redenção.

Numa altura em que a aposta de Carnaxide caminha a largos passos para os últimos caminhos, Alma Gémea provou, mais uma vez, ser um autêntico sucesso por terras lusas depois de já ter brilhado em 2005, aquando da sua exibição inédita e em pleno horário nobre da SIC.

 

PIOR DA SEMANA SIC

À tarde, a luta entre as privadas continua taco-a-taco. A SIC humilha a TVI aquando da luta entre reposições (Alma Gémea vs Ilha dos Amores), saindo completamente furada a aposta recente de Queluz de Baixo. Mas quando a luta se trava entre os talk-shows vespertinos (A Tarde É Sua vs Boa Tarde) é a vez das duas estações trocarem de posições e Fátima Lopes levar a melhor sobre a sua ex-colega da SIC, Conceição Lino.

Apesar de todos os melhoramentos e do cada vez maior à-vontade de Conceição na condução deste talk-show estreado em setembro e que, curiosamente, veio substituir o lugar deixado vago por Fátima Lopes, continua a ser a antiga cara da SIC, agora à frente das tardes da TVI, quem acaba por levar a melhor, afundando por completo o Boa Tarde que nem com a excelente antecedência de Alma Gémea mantém os bons números.

Na última sexta-feira, e em plena emissão especial de entrega do automóvel, que se prolongou até às 19:00, o programa afundou por completo perdendo até contra o Agora É Que Conta e prejudicando fortemente a média diária da SIC que insiste eu manter este programa no ar durante umas largas 3 horas, diariamente.

 

 

MELHOR DA SEMANA TVI

Mais uma semana de vitórias para a segunda novela da noite da TVI. Anjo Meu continua a consolidar a sua supremacia sobre Laços de Sangue e nem os jogos da estação pública demovem o público da novela que retrata os anos 80, continuando a trama da TVI na fasquia confortável dos 35% de quota de mercado, diariamente. Números que, por estes dias, são sagrados, ainda para mais quando alcançados em pleno horário nobre.

Anjo Meu consegue assim renascer de uma série de mais resultados e inverter uma situação que muitos viam como irreversível, quando, em junho, perdia sistematicamente e em larga escala contra Laços de Sangue. Novela que, sem a ajuda de Peso Pesado, acabou por cair e, apesar de permanecer como o programa diário mais visto de Carnaxide e com números que não deixam de ser honrosos, acaba por sair derrotada e fazer um retrocesso do seu brilhante desempenho de algumas semanas atrás.

 

PIOR DA SEMANA TVI

Inicialmente, e quando a TVI anunciava a sua aposta para os inícios de tarde, havia um mero fator que ia contra o meu otimismo para com a aposta: a questão do timming. E, de facto, estrear uma novela (embora que em reposição) em pleno mês de agosto e em semana de Volta a Portugal na RTP1 não deixava de ser estranho e nada auspicioso sobre um hipotético sucesso dessa mesma reposição.

Semanas depois, esse mesmo fator apenas veio fundamentar todos os receios criados em torno dele. Ilha dos Amores tem-se revelado um autêntico fracasso. Perde contra toda a concorrência que, curiosamente, até tem conseguido consolidar ainda mais a sua vantagem depois da estreia da novela rodada nos Açores.

Com shares na casa dos 14, 15 e 16 pontos percentuais, Ilha dos Amores passou de besta a bestial e, ao invés de ser uma solução para as tardes da TVI acabou por ser tornar um mais empecilho, fazendo companhia ao Agora É Que Conta no que toca a maus resultados. Ou setembro e, mais concretamente, o fim de Alma Gémea trazem os ambicionados bons resultados deste produto que não deixa de ser um produto de excelência, ou então Ilha dos Amores vê o caso muito mal parado e corre sérios riscos de não permanecer no ar por muito tempo…

/* ]]> */