Ídolos

Diário de um Ídolo – Sandra e Martim finalistas!

alt

Boa noite! Este 26 de Dezembro foi marcado pela descoberta dos dois grandes finalistas do “Ídolos”. Depois de, na semana passada, os nervos terem estado à flor da pele com duas expulsões, neste domingo a tensão continuou ao de cima. Carolina Deslandes, Martim Vicente e Sandra Pereira provaram o que valiam! Neste sentido, passemos para a análise individual a cada um dos concorrentes.
Sandra Pereira
 alt
A sua primeira actuação foi totalmente em português e acompanhada por um dos grandes músicos nacionais, Jorge Palma. Em “Encosta-te a Mim”, Sandra Pereira esteve afinada. No entanto, senti alguma falta de atitude e garra na sua interpretação. Apesar de a sua felicidade ter estado estampada nos seus olhos por actuar com um grande artista nacional, a sua performance não me surpreendeu.
Mais intensa, mais forte, mais Sandra. De facto, na minha opinião, a garra da concorrente de Albergaria-a-Velha voltou na actuação de um tema dos Pink Floyd. A sua melhor prestação desde o início da terceira temporada do “Ídolos”. Laurent Filipe arrepiou-se com a sua performance, e Pedro Boucherie Mendes considerou-a “segura”. Na opinião de Manuel Moura dos Santos “faltou qualquer coisa”.
A sua última performance, num tema dos The Police, foi interpretada de uma forma mais alternativa. Comparei-a um pouco ao estilo de Diana Piadade, numa “onda” mais rock. Esteve afinada, mas tal como no primeiro tema, não me conseguiu surpreender.
“Tem um enorme power”, afirmou Roberta Medina. O arranjo musical composto para Sandra Pereira por parte da banda foi bastante elogiado pelo quarteto dos jurados.

Nota final: 7
Martim Vicente

 alt

“Man In The Mirror”, foi este o primeiro tema a que deu vida. Martim Vicente teve uma grande presença em palco. Não notei grandes desafinações, e a sua postura foi a adequada para o tema que interpretou. Procurando demonstrar uma veia mais rítmica, o estudante de Sociologia conseguiu colocar a plateia de pé. “Não tendo sido perfeito, acho que não estiveste nada mal”, referiu Manuel Moura dos Santos. Já Roberta Medina afirmou que Martim Vicente “esteve fantástico”.
Foi com “orgulho” que o jovem de 19 anos encarou o desafio de cantar com Jorge Palma. Em português, uma das suas paixões, o concorrente tentou dar um pouco de si a “Deixa-me Rir”. Sem nunca ter imaginado chegar à semi-final do “Ídolos”, Martim Vicente tentou aproveitar cada segundo com um dos seus artistas de eleição.
A sua última actuação foi em “Porto Sentido”. Com a promessa de “muito sentimentalismo”, o estudante do Instituto Superior de Ciências Socias e Políticas procurou defender a língua portuguesa. Com uma performance intensa, o jovem deu à música de Rui Veloso um toque especial, uma marca à Martim Vicente!
“Achei absolutamente brilhante”, avaliou Roberta Medina. Pedro Boucherie Mendes afirmou que o concorrente foi o “que mais arriscou” durante a presente temporada do “Ídolos”.

Nota final: 7

Carolina Deslandes
alt
Dedicada a Roberta Medina, a sua actuação centrou-se num tema de James Brown. Numa praia totalmente sua, Carolina Deslandes demonstrou garra, atitude e presença em palco na sua primeira prestação. Tendo conciliado a sua voz com a banda, a jovem de 19 deixou o júri bastante agradado com a sua convicção. “Deste o salto que era preciso dar”, confessou Laurent Filipe. “Voltou a Carolina das primeiras galas”, acrescentou Pedro Boucherie Mendes. Manuel Moura dos Santos ficou à espera de “um passo em frente”.
“I’m Outta Love”, foi este o tema que dominou a segunda performance de Carolina Deslandes. Numa versão mais pop, a concorrente de Lisboa apostou numa música conhecida pela maior parte dos telespectadores do “Ídolos”. Estratégia ou não, a verdade é que a jovem esteve bem, e tentou trespassar a sua garra para a plateia quando subiu às bancadas.
“Foi o momento da noite até agora”, afirmou Pedro Boucherie Mendes. Em suma, o quarteto dos jurados foi unânime na opinião em relação à segunda prestação de Carolina.

A última actuação deste domingo pertenceu a Carolina Deslandes. Com Jorge Palma, a jovem de 19 anos confessou que já se imaginou a cantar com o cantor, sendo este um sonho seu. “Cara de Anjo Mau”, um tema de “Laços de Sangue”, foi o escolhido para o dueto. Sentada no palco, a concorrente não se preocupou com a postura ou com os saltos altos. Aproveitou o momento, e fez dele uma grande performance. Com um toque seu, Deslandes superou Sandra Pereira e igualou Martim Vicente no dueto com o músico português.

Nota final: 8

Depois das nove actuações da noite, os concorrentes ficaram a par do veredicto final dos portugueses. Contabilizados os votos, apenas dois finalistas tiveram o passaporte final para Albufeira. Ei-los: Sandra Pereira e Martim Vicente. Assim, Carolina Deslandes acabou por ficar fora do caminho do talent-show da SIC, com 5 mil euros na mão do Santander Totta. Para a semana, há mais!
Até lá!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close