Ídolos

Diário de um Ídolo – 7ª Gala

alt

Boa noite! O Diário de um Ídolo já está em linha! Neste domingo, os cinco grandes finalistas deram voz aos ouvintes da RFM. Afinal, foram estes que escolheram os primeiros temas para Adriano Diouf, Carolina Deslandes, Maria Bradshaw, Martim Vicente e Sandra Pereira cantarem. Numa segunda fase, a decisão esteve mesmo a cabo do quarteto de jurados do “Ídolos”. Preparado para as avaliações individuais a cada um deles? Aqui vão elas!
Adriano Diouf
alt

Num estilo mais soul, Adriano Soul deu vida a “Im Yours” de Jason Mraz. Aparentemente afinado, o concorrente demonstrou segurança e confiança durante toda a sua actuação.
Quanto ao segundo tema, a meu ver, considerei o concorrente da Moita bastante intenso. Concordei com a apreciação de Roberta Medina. A brasileira salientou a atitude de Adriano que, de gala para gala, o diferencia dos restantes finalistas.
“Estou um bocadinho dividido entre a opinião do Manuel e da Roberta”, referiu Laurent Filipe. O jurado afirmou que Adriano Diouf, em comparação com os seus colegas, está a ficar para trás.
Depois de ter confessado que era seu fã, Pedro Boucherie Mendes referiu que o finalista da Moita era “demasiado amador”.

Carolina Deslandes

 alt

Interpretou Teenage Dream, de Katy Perry, um dos temas do momento. Cantou, dançou e saltou durante a maior parte da sua actuação e, mais uma vez, conseguiu alcançar o patamar que tem habituado não só os telespectadores do “Ídolos”, como o quarteto dos jurados do concurso da estação de Carnaxide. Caracterizada à altura, Carolina Deslandes surpreendeu no corpo de uma autêntica adolescente!
Quanto à segunda actuação, sem dúvida que encantou. Apenas ao som do piano, a jovem de 19 anos, numa perspectiva mais adulta, deu vida a Blower”s Daughter de Damien Rice. Com grande sentimento, Carolina despertou a atenção do público em estúdio e dos quatro jurados.
“Foi altamente potente e poderoso”, foi assim que Roberta Medina avaliou a prestação da concorrente.

Sandra Pereira
alt
Durante a primeira actuação, na qual encarnou o papel de Pink, conseguiu demonstrar dois lados, aparentemente opostos. Iniciou o tema com uma postura mais calma e sensível para, posteriormente, aumentar a intensidade da música, e começar a dar uma faceta mais sua, mais alternativa.
Em Natural Woman, e numa versão mais a solo, Sandra Pereira transmitiu o porquê de ter ficado contente com o tema que o júri lhe atribuiu. Tal como na primeira actuação, teve uma grande presença em palco, e fez justiça às expectativas que nela estavam depositadas.
“Estiveste à altura daquilo que nós te lançámos. Tu és uma cantora fantástica”, comentou Manuel Moura dos Santos.
Pedro Boucherie Mendes denominou-a como a “furacão Sandra”.
Martim Vicente
alt

Os ouvintes da RFM escolheram para o estudante de Sociologia a música You Found Me, dos The Fray. Se na semana passada Manuel Moura dos Santos realçou o facto de ter notado que faltara à a actuação de Martim Vicente o seu cunho pessoal, este domingo, o jovem de 19 anos pareceu ter tido em conta o comentário do jurado do “Ídolos”.
Na minha opinião, a segunda actuação do concorrente foi mais marcante. Me and Mr. Jones veio reforçar novamente o artista que há em si. Prova disso foi o facto de Roberta Medina se ter levantado aquando da sua performance.
Para o júri, a prestação de Martim Vicente em You Found Me não se comparou à sua segunda actuação, que foi bastante superior.
“Estiveste lindamente neste tema”, referiu Manuel Moura dos Santos.

Maria Bradshaw
alt
A meu ver Maria Bradshaw torna-se cada vez mais uma das possíveis finalistas do concurso da SIC. As suas actuações têm subido de qualidade de semana para  semana. A primeira deste domingo, provou que a jovem de 20 anos conseguiu interpretar uma personagem mais “teen”.
Na segunda actuação, Maria Bradshaw esteve à altura. Numa faceta mais mexida, a concorrente teve presença, atitude e muito sentimento a cantar. Sem dúvida que, a meu ver, Maria Bradshaw continua a merecer o voto dos portugueses aos domingos. Roberta Medina não se cansou de elogiar a jovem de 20 anos.
“Acho que deste um passo gigante esta noite”, afirmou Pedro Boucherie Mendes.
Os dois melhores da noite:
Carolina Deslandes
Maria Bradshaw
Depois de terminadas as actuações dos cinco finalistas, os portugueses votaram e decidiram. Os telefonemas foram contados, e anunciados os três concorrentes com bilhete de entrada na oitava gala do “Ídolos”. Assim, Carolina Deslandes, Martim Vicente e Adriano Diouf foram os sortudos! No lado oposto estiveram Sandra Pereira e Maria Bradshaw, as concorrentes que menos votos registaram.
Ainda assim, foi Maria Bradshaw a menos votada do talent-show da SIC. Sandra Pereira deu, desta forma, mais um passo em frente para uma caminhada que termina no dia 31 de Dezembro.

Confrontados com a continuação da concorrente de vinte anos, os quatro jurados do concurso de Carnaxide acabaram por utilizar a opção de resgate. Desta forma, ninguém saiu esta semana. No próximo domingo dois dos finalistas do “Ídolos” dirão adeus ao sonho de se tornarem na próxima estrela de Portugal.

Para a semana há mais! Não perca.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close