Holofotes

Sonhos Disney

Todos nós já estivemos em contacto com o mundo Disney seja em desenhos animados, seja em bandas desenhadas ou até em bolos!

Esta aventura que em tempos e ainda hoje se chama Disney teve o seu nascimento a 16 de Outubro de 1923. Fez, portanto, 86 anos no passado 16 de Outubro. 86 anos esses a criar e a maravilhar milhões e milhões de pessoas de todo o mundo, todos os dias.

Desde a criação do Mickey e da Minnie em 1928, do Pluto em 1930 do Pateta em 1932 e do Pato Donald em 1934, surgiram imensos cartoons e programas infanto-juvenis onde toda a família se ria, se emocionava, chorava, gargalhava, … , entre muitas outras emoções que todo este grande Universo nos transmite.

Destes personagens surgiram a Margarida (1940), os sobrinhos do Donald (Huguinho, Zézinho e Luisinho), Tio Patinhas (1947), Ludovico, Pardal (1952), Gastão e muitos outros que fazem parte das bandas desenhadas e cartoons, “contracenando com o Mickey e os amigos.

Ainda me lembro de todos os domingos ir com o meu pai a um quiosque e comprar as bandas desenhadas da semana: Pato Donald e Tio Patinhas e, ainda, o Disney Especialíssimo ou o Hiper Disney (quando calhava). Lia-as antes do almoço e adorava, simplesmente. Tempos esses que nunca mais voltam por já não se encontrarem à venda essas pequenas caixinhas de sonho.

Orgulho-me de ter uma colecção delas e, um dia, hei-de pegá-las e relê-las. A inocência, a aventura, o mistério, o brio… Tudo ali se concentra e parece que entramos num outro mundo, num outro Universo.

Quem, de vós, mais velho, não se lembra de uma colecção sobre os Escuteiros Mirins? Ou até dos DuckTales? Ou recente House of Mouse? Ou até das novas comédias adolescentes: Raven, Os Feiticeiros de Waverly Place, Hannah Montana?

Por acaso, os DuckTales foi uma série de animação produzida pela Disney em 1987 e que durou até 1990 e que hoje podemos acompanhar não só no Disney Kids (SIC), mas também no Disney Cinemagic.

Eternas serão as bandas desenhadas. Contudo, ver esta série de animação, série essa pela qual tenho uma adoração imensa, é inexplicável.

Podem pensar que estou a ser criança ou demasiado ingénuo mas, reparem, lá no fundo, não somos todos assim?

Num mundo cada vez mais negro onde os 7 Pecados Mortais regem cada vez mais a população, a Disney é aquela que consegue, nem que seja por 30 minutos, transmitir inocência e maravilhosos desenhos que enchem o nosso coração de um chocolate tão mole que derrete ao som do genérico dos desenhos.

Devemos perder, nem que seja um dia da semana, e estar ou sozinho ou com os seus filhos (se os tiver) e ver para além do negro do nosso mundo actual porque a Disney é a principal no que toca à transmissão de bons valores que vão servir para um crescimento rico de todos e de cada um.

Fiquem com o genérico da série que agora me delicia todos os fim-de-semana, Ducktales ou Patoaventuras, em português.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close