Holofotes

RTP2

2011. O ano começou promissor e assim se mantém a nível cultural, a nível profissional, a nível pessoal. Este ano promete ser de mudança, promete trazer novos horizontes, novas metas e novos rumos a cada um de nós. Uma nova década para encher os nossos corações de puro entretenimento e de pura felicidade.

E assim começa mais uma temporada deste espaço, Holofotes. Continuando com a mesma fórmula, eu, Jorge Pontes, pretendo continuar a analisar de perto os programas ou temáticas que surjam na nossa televisão e que devem ter o merecido destaque no que toca aos nossos gostos televisivos. Porque não começar bem o ano e falar da RTP2?

Pois bem, a RTP2 está a ter um excelente início de ano e basta olharmos para a nova aposta Fá-las Curtas e a terceira temporada de 5 para a Meia-Noite. É, sem dúvida, com enorme agrado que vejo a RTP a apostar na Juventude e nas suas capacidades enquanto comunicantes. É, com certeza, do vosso conhecimento que a Estação Pública tem lançado várias iniciativas que visam chamar os jovens dos cursos relacionados com a Comunicação a realizar vários workshops e vários programas de especialização nestes mesmos ramos de aprendizagem. Um desses programas é o Fá-las Curtas que reúne Filomena Cautela como apresentadora e duas equipas (um realizador + um argumentista) numa disputa para ver quem faz a melhor curta-metragem, em, apenas, um dia. Estas iniciativas, para mim, são as melhores e as mais fascinantes pois colocam cá fora, os “artistas de rua” que andam escondidos por esse Portugal fora tanto a nível de escrita tanto a nível de realização, áreas que tanto precisamos de desenvolver.

Por outro lado, tivémos, no passado mês, o regresso de 5 para a Meia-Noite e, consequentemente, o regresso dos cinco apresentadores mais irreverentes e mais interessantes do nosso late-night televisivo. É com enorme agrado que os congratulo e os felicito por mais uma temporada de sucesso pois é, sem dúvida, gratificante voltar e ser ansiado pelos inúmeros fãs que enchem as redes sociais com os desejos de mais uma temporada e de mais uma mão cheia de episódios novos.

E para não destoar, Hoje, o noticiário da RTP2, volta a marcar pontos pela sua qualidade, pela sua simplicidade e pela sua alta fidelidade na informação. Em apenas meia-hora, ficamos a saber tudo aquilo que se passa no mundo e arredores sem nunca nos sentirmos “violados” pelo excesso de informação ou pelo sensacionalismo de muitos outros canais de notícias.

E já que falamos da RTP2, não deve passar em branco o facto de o canal ter exibido, embora numa hora menos boa, a série Sherlock da BBC que conta a história do detective Sherlock num mundo muito mais moderno.

Sendo, pois, um ano de grande mudança, a RTP2, em apenas um mês fez questão de nos abraçar com a diversidade e irreverencia de conteúdos. Isto sim é televisão. Isto sim é programar. Isto sim é pensar no espectador. Isto sim é a RTP2.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close