Holofotes

Late-night

Não obstante, os canais generalistas preparam as suas armas na Primavera para depois as apresentarem na estação do calor. Como exemplo, temos a RTP2 que começou a preparar um talk-show de nome 5 Para a Meia-Noite e que durante o Verão teve e tem cativado muitos telespectadores.

O programa é diário e, em cada dia da semana, um apresentador diferente apresenta-nos um ou mais convidados para falarem de um tema comum a essa semana. São eles: Filomena Cautela, Fernando Alvim, Nilton, Pedro Fernandes e Luís Filipe Borges respectivamente distribuídos pelos dias de segunda, terça, quarta, quinta e sexta-feira. Inicialmente, o programa foi quebrando o gelo e durante as duas primeiras semanas cativou um determinado público num determinado dia da semana pois para além de mecanismos diferentes de condução do programa temos o favoritismo por parte de alguns telespectadores em relação aos apresentadores pois já os viram em produções anteriores.

De facto, o programa é diferente daquilo que a RTP2 costuma exibir. Contudo, mostra uma RTP diferente e, consequentemente, uma RTP2 forte, madura, corajosa.

No final de Julho, como lead-in do programa, o canal colocou a série 30 Rock em exibição e que terminou ontem, dando por concluída a segunda temporada. De entre bons e maus resultados, a série conseguiu impôr-se e concluir a sua missão com eficiência.

Da parte dos outros canais e falo, naturalmente, da SIC e da TVI decidiram aumentar o tempo das suas novelas para combater directamente com o talk-show. Mas esta situação só aconteceu no início de Agosto pois a RTP2 lucrava bastante chegando o programa até quase aos 12% de share diário ajudando, obviamente, a RTP2 nas contas finais. Como a SIC e a TVI notaram que tinham um trunfo à altura decidiram “contra-programar” com os seus sucessos: as novelas e até séries como House, M.D (por parte da TVI) e, futuramente a quarta temporada de NCIS (por parte da SIC).

O medo de perder o dia, o medo do arrebatamento de audiências por parte do Serviço Público e a incapacidade de criar formatos novos, dinâmicos e interessantes coloca a SIC e a TVI em tal posição que são obrigadas a, simplesmente, aumentar o intervalo de tempo das suas amadas novelas.

Quando a RTP2 soube de tal acontecimento (leia-se patranha), colocou um outro episódio da série 30 Rock para que o talk-show começasse por volta da meia-noite e vinte para dar tempo às novelas acabarem.

E, esta semana, a minha estrelinha de ouro vai mesmo para a RTP2 pela sua perserverança, pela sua coragem, pela sua luta e pela sua originalidade em nos proporcionar um bom momento de humor, de conversa e de cultura. 5 Para a Meia-Noite é um programa no qual ponho as minhas mãos no fogo porque vale a pena e a RTP2 deve apostar nele.

Quanto às outras estações, devem pôr as suas cabeças a funcionar para criarem novos formatos que cativem o público português porque se continuar assim, a RTP2 vai sempre sair vencedora.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close