Frente de Destaques

Surpresas sem sabor a morango

Frente de Destaques2012

Mais uma semana, mais um sem número de destaques na nossa imprensa. E que semana, há que frisar. Desde a polémica entrevista de Manuela Moura Guedes à TV Guia, passando pela conversa de Júlia Pinheiro com a Correio TV, não esquecendo ainda as novidades sobre Morangos com Açúcar, as declarações de Pedro Granger à TV 7 Dias ou as novas movimentações para a segunda temporada de A Tua Cara Não me é Estranha.

Senhoras e senhores, sejam bem-vindos a mais uma Frente de Destaques!

Parece que o efeito “fim de Morangos” veio para ficar e esta semana é importante falar novamente sobre este “acontecimento”. É verdade que não se falou só do término da série juvenil, mas quem leu a imprensa não ficou indiferente ao que se escreveu. Desde os pormenores sobre o desfecho da série de inverno, passando pelas primeiras emoções do verão, anunciadas pela TV Guia, à confirmação do fim da série juvenil, dada pelo Diário de Notícias de ontem, não esquecendo ainda o tão aguardado filme, que a Telenovelas dá como certo. Vamos então por partes. Não tenho acompanhado esta temporada como desejaria. Sou viciado no mundo da moda e adoraria ver o desenvolvimento da trama, mas, infelizmente, é-me impossível. Gostei do que li na TV Guia e acho que a chegada das novas personagens da série de verão vão ajudar a dar uma volta e a aproximar novamente Morangos com Açúcar dos mais novos. Quanto ao final da série, já aqui escrevi sobre esse tema e continuo a achar que, neste momento em particular, não faz qualquer sentido. É certo que vem aí uma novela juvenil para o horário, mas, ou eu muito me engano, ou será algo parecido, já sei a obrigação de ser numa escola e com atores totalmente desconhecidos. O que poderá não ser necessariamente mau, mas acho que tinha lógica que se fizesse a décima temporada, precisamente pelo número que representa. Mas parece que a ideia da TVI foi comemorar a data com o filme da série que, me parece mais um documentário do que um filme mesmo. Porque não algo onde todas as personagens se encontrassem? Que se cruzassem e partilhassem experiências de vida? Creio que teria mais interesse. Para fechar o tema, um pequeno apontamento sobre a polémica lançada por um dos atores de uma temporada anterior, em declarações à TV 7 Dias desta semana. Terá assim tanta relevância vir agora a público revelar o que se passou? Alertar para quem vai agora? Não me parece, sinceramente…

Continuando na TVI e voltando a um tema que tem sido discutido muito nos últimos dias e semanas, há que falar sobre as novidades para a segunda temporada de A Tua Cara Não me é Estranha. As revistas e jornais continuam a insistir no tema e esta semana surgiu um nome interessantíssimo, na minha opinião. Parece que a TVI apostou forte, juntou o útil ao agradável e vai proporcionar a Merche Romero o tão esperado regresso aos ecrãs. Gostei muito de saber tal noticia e estou bastante feliz com a decisão. Mais do que merecido. Quanto a outros nomes, ressalvo Fernando Fernandes, que está a um passo de aceitar, bem como o de Gabriela Barros, que continua a ser muito querida pelos telespectadores. Mas vamos ver se se confirmam.

Falo agora sobre Manuela Moura Guedes. Depois de muito tempo sem dar notícias, a jornalista acedeu ao convite da TV Guia e deu uma grande entrevista, onde não deixou escapar algumas farpas à TVI e à SIC, no seu habitual estilo. Não sou particular fã da sua forma de exercer a profissão, mas admiro a sua frontalidade. E achei curioso a forma como manifestou a mágoa pelo modo como a trataram em Queluz de Baixo. Das farpas lançadas a Francisco Pinto Balsemão. Da certeza com que disse que não acredita no seu regresso aos ecrãs. Já aqui o escrevi e volto a deixar claro: goste-se ou não se goste, Manuela Moura Guedes faz falta aos ecrãs nacionais. Mas não há espaço para ela na televisão portuguesa…

Outra entrevista com grande destaque e a merecer uma análise foi a de Júlia Pinheiro à Correio TV desta semana. Uma simpática e direta Júlia que não fugiu a qualquer questão. Lançou farpas à concorrência, como não podia deixar de ser, mas também disse algumas verdades. E até na forma como abordou o assunto Teresa Guilherme se notou a elegância que a caracteriza. Gostei do que li e acredito que não foi apenas marketing por parte da comunicadora. Há ali verdade e certeza no que se diz. Por outro lado, um especial agradecimento também à ideia do Correio da Manhã em colocar um pouco da entrevista em vídeo no site para se perceber melhor como Júlia diz certas palavras, algo que por vezes parece de uma forma no papel, quando é de outra, na realidade.

E, como não há uma sem duas, nem duas sem três, resta ainda falar sobre outra entrevista, desta feita a de Pedro Granger à TV 7 Dias, que, apesar de ocupar apenas duas páginas, focou muitos temas passíveis de análise. Como a saída da TVI e o convite para apresentar Perdidos na Tribo (?) ou o facto de ter recusado entrar em Rosa Fogo, mas, sinceramente, o maior destaque tem que ir para as palavras sobre os resultados de O Elo Mais Fraco. Tenho todo o respeito por Pedro Granger, de quem sou, inclusivamente, fã, mas vê-lo frisar que o programa da RTP é um sucesso de audiências? Das duas uma, ou eu ando a ver muito mal, ou passa-se aqui alguma coisa. E não me parece que os números que o jovem apresentam sejam assim tão verdade como ele faz querer parecer. E nada disto tem que ver com a qualidade do programa, atenção!

Findos os destaques, as declarações que deram nas vistas nos últimos dias:

“Acho estranho que o Zé Alberto Carvalho e a Judite Sousa, directores de Informação da TVI, não se dêem”, Manuela Moura Guedes (in TV Guia)

“Não sei como é que se lembraram de mim na TVI. Não sei mesmo. Fui contactado pela Endemol”, João Paulo Rodrigues (in Notícias TV)

“Encaro a comparação (com Judite Sousa) como natural. Percebo que os espectadores a façam e respeito absolutamente as conclusões a que chegam”, Sandra Sousa (in Notícias TV)

“Acho que o João Manzarra, apesar de só o ter visto num tipo de registo de programa, tem qualquer coisa. Tem ali um brilho, uma chama, uma originalidade que se forem bem trabalhados e se ele investir a sério na sua formação de apresentador acho que o podem levar longe”, Manuel Luís Goucha (in Correio TV)

Antes das despedidas, a Rosa e o Espinho da semana:

Rosa

O destaque maior dos últimos dias vai para a revista TV Mais, que atingiu esta semana um número histórico: as 1000 edições. Há muito tempo que sigo o trabalho realizado nesta publicação e é com muita alegria que tenho visto a subida generalizada que tem conseguido nos últimos meses. Mais do que merecido. A prova de que não é preciso inventar para cativar leitores. Parabéns a todos aqueles que fazem esta revista, semanalmente.

Espinho

Já o menos da semana vai para a TV Guia, com uma capa que não lembra a ninguém. Afirmar que Maria João Abreu ainda gosta de José Raposo e da forma como aproveitaram uma frase da atriz. Bem sei que há interesse em vender revistas, mas podiam ter um pouco mais de cuidado com o que escrevem. E não é nada contra a publicação em questão, da qual sou fã.

E assim termina mais uma Frente de Destaques!

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close