Frente de Destaques

Polémica e Estreias

Achas que Sabes Dançar? provoca falatório entre os críticos da imprensa. Festival da Eurovisão segue o mesmo caminho. Augusto Madureira revela polémica com responsável da RTP. Novos actores confirmados no elenco de Malmequer. Voo Directo chega em Outubro à RTP.

Senhores e senhoras, sejam bem-vindos a mais uma Frente de Destaques!

altComeçaram no passado domingo as galas em directo de Achas que Sabes Dançar?. Como não podia deixar de ser, vários foram os críticos que, nos seus espaços de opinião, falaram sobre o programa. Desde o erro técnico que marcou o inicio da gala, até às expulsões de Bruno Abreu e Cátia Fonseca, nada passou ao lado. Fui um dos muitos telespectadores que esteve atento à “estreia”. Percebi logo o que se passou com João Manzarra e tenho a dizer que, a meu ver, se desenrascou muito bem. Conseguiu dar uma imagem descontraída e assim dar a volta à situação. Quanto ao espectáculo em si, é claro que há arestas por limar e pormenores a melhorar. Achei o júri pouco duro e ainda muito apagado. Os concorrentes conseguiram provar mais uma vez o porquê de se apostar num formato de dança. Por muito que um programa sobre esta arte não consiga fazer frente a um de música, é uma realidade o enorme talento que existe entre os bailarinos do nosso país. Quanto a resultados audiométricos, é claro que estão dentro das minhas expectativas. Penso, sinceramente, que os portugueses precisam de despertar para a dança, necessitam de criar gosto por esta arte. É por aí que a SIC deverá pegar, se quiser que Achas que Sabes Dançar? aumente os resultados. Uma coisa o programa conseguiu: mostrar que há muito talento na dança portuguesa!

À semelhança do que aconteceu com a primeira gala de Achas que Sabes Dançar?, também a grande final do Festival da Eurovisão foi esmiuçada pelos comentadores da nossa praça. Houve os que defenderam piamente Filipa Azevedo, mas também houve quem a criticasse. “Há Dias Assim” ficou-se pela décima oitava posição, algo que nenhum mérito traz ao nosso país. Todavia, é uma opinião geral a de que o certame já não é o que era. Luísa Jeremias escreveu inclusivamente, na sua crónica da TV Guia, que não há uma única música que fique no ouvido. E esta é uma realidade. Este facto talvez se deva à cada vez maior tendência para um mesmo estilo musical, no entanto, a meu ver, há algo que, no nosso país, não é feito e deveria de ser: promoção ao Festival da Eurovisão. Sim, creio que a estação pública poderia ter usado um trunfo tão importante de outra forma. Bastava um especial de cinco, dez minutos em horário nobre e talvez a realidade defendida por Luísa Jeremias não fosse a que vivemos actualmente. Quem lucraria com tudo isto? A RTP, o EuroFestival, a canção portuguesa e, claro está, os telespectadores.

altAinda sobre o Festival da Eurovisão, e depois de já ter vindo a público demonstrar a sua tristeza quanto à forma como foi tratado pela RTP, Augusto Madureira voltou a vir a público falar sobre esta situação e dar conta de novos pormenores. Foi à Notícias TV que o jornalista da SIC relatou os momentos de tensão que a comitiva portuguesa viveu em Oslo. Entre acusações de faltas de planeamento a nível cénico, de visual e ameaças de agressões, por parte do chefe da delegação da RTP, Augusto Madureira revelou tudo. Confesso que esta notícia me apanhou um pouco de surpresa. Já me tinha apercebido de que entre o autor de Há Dias Assim e o responsável da RTP o ambiente não era o melhor, mas nunca pensei que na Noruega tal situação se verificasse. Tudo isto só vem manchar ainda mais a prestação nacional e, a meu ver, quem acaba por ficar mal na fotografia é mesmo José Poiares, o chefe da delegação da RTP. É por estas razões que são cada vez menos os cantores “com carreira feita” a concorrer ao Festival da Canção, uma atitude que em nada ajuda o nosso país.

A imprensa desta semana anunciou três novos nomes para o elenco da nova trama de Rui Vilhena. Nuno Pardal, Pedro Barroso e Ruy de Carvalho. Foi com muito agrado que li estas notícias. Desde Chiquititas que passei a gostar ainda mais de Nuno Pardal. Penso que é um actor cheio de talento e que ainda não recebeu aquele papel que o faça “explodir”, oxalá que o argumentista brasileiro lhe dê o verdadeiro desafio e o faça demonstrar que merece mais do que participações esporádicas, com aquela que fez recentemente em Espírito Indomável. Já Pedro Carvalho foi uma autêntica surpresa. Nunca pensei que lhe oferecessem um papel na substituta de Meu Amor, onde está actualmente. No entanto, percebo a aposta. Desde Destino Imortal, onde deu um grande pulo, que o companheiro de Isabel Figueira tem dado mostras do seu talento. Então o seu Jorge de Meu Amor bate tudo! Acredito piamente que, em Malmequer explodirá ainda mais! Quanto à aposta em Ruy de Carvalho, parece-me a mais correcta. Num elenco de estrelas como será este, tem que haver sempre um lugar aos “mestres da representação”. Por muito pequeno que seja a sua personagem, é sempre um “clássico”, até porque Ruy de Carvalho é sinónimo de sucesso.

O último destaque desta semana vai para Voo Directo. A série da RTP, embora só se inicie em Outubro, já foi apresentada à imprensa. Confesso que tenho grandes expectativas para com esta nova trama. Parece-me uma história interessante, nunca vista em televisão e que poderá ter pernas para andar. Há que ter em mente que é feita em parceria com uma produtora angolana, e que poderá trazer algo de novo à ficção portuguesa. Destaco ainda o elenco, encabeçado por Maya Both e Soraia Chaves, duas actrizes com provas mais que dadas, bem como Gonçalo Diniz ou João Ricardo, entre outros. Resta agora aguardar que Voo Directo se inicie para ver se o tal passo que a estação pública precisa de dar, se verifica. Oxalá que a série seja “bem tratada”.

alt

Chega agora o momento de lhe revelar o Protagonista desta semana! Essa distinção vai para Meu Amor. Com os últimos capítulos a aproximarem-se cada vez mais, a trama de António Barreira começa a ter grande destaque na imprensa nacional, que vai dando pistas sobre aquilo que será o desfecho da história. Resta saber se alguma das publicações “diz a verdade”, ou se o argumentista reserva uma grande surpresa para os portugueses.

Ainda antes das despedidas, é tempo de lhe deixar algumas sugestões para a semana que se avizinha:

Amanhã, pelas 21h05, não perca a última edição de Cuidado com a Língua, na RTP. Quarta-feira, veja também o último episódio da primeira temporada de Trauma, no AXN, pelas 22h25. No dia seguinte, chega ao mesmo canal o primeiro capítulo da oitava temporada de CSI Miami, quando o relógio marcar 22h25. E porque sábado é a véspera do dia de Santo António, a RTP reservou uma programação especial. Durante todo o dia, veja os Casamentos de Santo António, e à noite delicie-se com as Marchas de Santo António, em directo da Avenida da Liberdade.

Termina assim a Frente de Destaques desta semana!

De hoje a uma semana estou de volta, sempre com os destaques da imprensa!

Até lá,

Votos de boa semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close