Frente de Destaques

Peso, Estratégia e Perda

Frente de Destaques

Última semana de julho, inúmeras notícias sobre televisão na nossa imprensa. Desde o adeus de Pedro Granger à TVI às inúmeras notícias sobre Peso Pesado, passando pelas polémicas na gravação do especial de Perdidos na Tribo, não esquecendo ainda o adiamento do Factor X.

Senhoras e senhores, sejam bem-vindos à Frente de Destaques desta semana!

É já hoje à noite que a SIC emite a caminhada final dos concorrentes da versão portuguesa de The Biggest Loser. Como é habitual, em finais de concurso, a imprensa muito destaque deu ao programa em questão. Desde a eleição dos melhores momentos, por parte da apresentadora, às declarações dos treinadores e da fisiologista sobre o desempenho de cada um, nada ficou por dizer. Gostei do artigo da TV Mais em que os ex-concorrentes disseram de sua justiça. Ainda se viu muita mágoa por parte de alguns e inveja por também quererem estar na corrida aos 50 mil euros. É triste que isto exista, mas também já seria de esperar. Afinal de contas, embora muitos não o admitissem, estavam lá, sobretudo, pelo prémio final. Também a TV Guia deu do que falar, com um artigo em que se dizia que houve sexo dentro da herdade da Boavista. O concorrente em causa? Ricardo Guerreiro, claro está. Fiquei, de facto, um tanto ao quanto surpreendido com a notícia, tendo até em conta que o próprio ex-concorrente não a negou e foi até ele quem o deu a entender. Ora, tudo isto até poderia ser aceitável, mas o alentejano namora agora com outra ex-concorrente. Sede de uns minutos de fama, não será? E já hoje, surgiu a confirmação. Bárbara Guimarães é a escolhida para suceder a Júlia Pinheiro na segunda temporada de Peso Pesado. Foi a própria quem o garantiu, em entrevista à TV Guia que saiu neste domingo para as bancas. Já aqui discuti este tema e a minha opinião mantém-se. Não creio que Bárbara Guimarães seja a melhor opção, mas vamos ver como se desenrascará. Por outro lado, penso que a televisão de Carnaxide deveria ter tido outra abordagem a esta questão, até porque prometeram uma “grande declaração” para esta noite que não passará da confirmação daquilo que toda a gente já esperava. Contudo, creio que o mais importante neste formato também não se trata da apresentadora, mas sim concorrentes e treinadores, afinal de contas, são eles quem mais aparece, ao longo das emissões. Por tudo isto, e muito mais, Peso Pesado é o Protagonista da semana.

Da versão portuguesa de The Biggest Loser passamos para Factor X. Tal como também já era de esperar, a versão portuguesa deste formato de sucesso acabou por ser adiada. Foi em entrevista ao Correio da Manhã que Luís Marques o confirmou que o programa acabou por ser adiado devido à segunda temporada de Peso Pesado. É a opção que faz mais sentido, até porque, agora que se sabe que Bárbara Guimarães é a escolhida para suceder a Júlia Pinheiro e sendo ela o nome mais falado para Factor X seria impossível conciliar os dois formatos, já para não falar que as inscrições para os castings ainda nem tinham arrancado. Vamos ver é se será já para o início de 2012 que o programa arranca.

Esquecendo agora os formatos da SIC, é tempo de dar destaque a um programa da TVI. Foi no passado dia 21 de Julho que a estação de Queluz de Baixo gravou o especial final de Perdidos na Tribo. Já aqui  falei sobre a opção da TVI em gravar previamente esta gala, mas adiante. Como seria de esperar, estas gravações também deram do que falar na imprensa. Mas pelos piores motivos. É que a grande maioria das revistas da nossa praça deu importância às tricas e criticas dos concorrentes. Ao que parece, esta foi também uma das estratégias do canal para vencer a aposta da televisão de Carnaxide. Colocar pessoas a lavarem a roupa suja num programa de televisão e ainda dar azo a que venham para a imprensa lançar mais farpas não tem sequer outra discrição. Opções estratégicas que são discutíveis e que, quanto a mim, tendo em conta as opções da TVI, acabam por fazer sentido, não sendo, até nada que me espante. A ver vamos como se sairá na batalha desta noite.

Falando em tribais, as edições desta semana das revistas ANA e Notícias TV deram destaque a declarações dos concorrentes de Perdidos na Tribo que “pediram” à televisão de Queluz de Baixo para trazer para Portugal um Perdidos na Cidade, à semelhança do que aconteceu em Espanha. Sinceramente, não sei se terá muita aceitação do público, tendo em mente que foi um projeto que já deu do que falar noutros países e as recentes noticias que dão conta de que alguns dos indígenas não são assim tão pouco civilizados quanto parecia. Contudo, também admito que poderia ser um sucesso, caso houvesse o acompanhamento dos famosos que estiveram Perdidos na Tribo.

É agora tempo de falar em Pedro Granger. Foi na passada segunda-feira que, finalmente, se soube o desfecho do seu futuro, ou melhor, um protótipo desse desfecho. A revista TV Guia anunciou, finalmente, que o apresentador não renovou o seu contrato com a TVI e adiantou que estava a caminho da SIC. Contudo, o próprio confirmou que agora é um profissional livre, desmentindo que vá assinar com a televisão de Carnaxide. Sinceramente, creio que vá mesmo ser a nova contratação de Gabriela Sobral e companhia, só não o quer admitir já por motivos estratégicos. Até porque, quem é que, com uma proposta da TVI preferiria não aceitar e manter-se livre no mercado? Até podia ser uma alternativa válida, mas, tendo em conta aquilo que se especula que os responsáveis de Queluz de Baixo “ofereceram”, não me parece que seja verdade. Mas é apenas a minha opinião.

Para último destaque, falo-lhe das primeiras declarações de José Fragoso enquanto responsável máximo da TVI. Gostei de ter afirmado que pretende manter a aposta na ficção, estando assim confirmado que a identidade do canal de Queluz de Baixo não será afetada, uma estratégia que tem que se enaltecer, claro está. Por outro lado, creio que a promessa de que a TVI será líder durante muitos anos, numa clara hipérbole, não deixa de ser curiosa, até porque o grupo a que pertence é aquele que, dentro da conjetura atual, tem menor número de canais por Cabo, o universo que mais tem crescido ao longo dos tempos e que continuará a crescer. A menos que estejam a trabalhar nisso e seja aí que os responsáveis depositam confiança. Já o pequeno “recado” que deixou a José Alberto Carvalho também me pareceu curioso, um claro “marcar terreno” por parte de Fragoso. Mas vamos ver o que dirão os resultados.

É tempo de lhe deixar, agora, algumas declarações que deram do que falar ao longo dos últimos dias:

“Acho que a TVI tem muita vontade em continuar a trabalhar comigo, não so a nível da apresentação mas também da representação. Eu tenho a camisola mais do que vestida! Ai haver surpresas”, Jorge Kapinha (in TV Mais)

“O único conselho que lhe dou (A João Manzarra) é watch your back (atenção à retaguarda). O Jorge Gabriel, o João Baião, a Catarina Furtado e o José Alberto Carvalho, entre muitos outros, que lhe expliquem o conselho!”, Herman José (in Notícias TV)

“Tenho as maiores expetativas, porque nós (Perdidos na Tribo) somos vencedores e quando se vence, não se perde”, José Castelo Branco (in Mariana)

“Já vinha de alguma forma magoada com a situação do André Cerqueira na TVI, que foi um bocadinho parecida, e agora estava a acontecer de novo. Senti-me um bocado o louva-a-deus dos diretores de programas: eu chego e eles piram-se. e isso causou-me alguma preocupação e stresse adicional”, Júlia Pinheiro (in TV Mais)

Antes das despedidas, a Rosa e o Espinho da semana:

Rosa

O destaque maior dos últimos dias vai para a notícia da revista TV Guia sobre o final de Laços de Sangue, que, a confirmar-se, será verdadeiramente curioso e muito bem conseguido.

Espinho

Já o menos da semana vai também para a mesma publicação que parece querer confundir os seus fiéis leitores. Então não é que, depois de um mês a sair às segundas-feiras se lembraram de vir para as bancas mais cedo esta semana? Será esta a melhor estratégia para aumentarem as vendas? Pelo menos podiam avisar…

E assim se despede mais uma Frente de Destaques!

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close