Frente de Destaques

Nem tudo o que parece, é

Conceição Lino é a substituta de Fátima Lopes. Hernâni Carvalho diz “olá” à SIC. António Pedro Cerdeira esteve quase a assinar com a estação de Carnaxide. Malmequer, finalmente, começa a ser rodada. André Saraiva, de Projecto Moda com declarações polémicas à imprensa.

Senhoras e senhores, sejam bem-vindos a mais uma edição de Frente de Destaques!

altDepois de, há sete dias a Notícias TV revelar que Nuno Graciano e Rita Andrade eram as escolhas para a apresentação do substituto de Vida Nova, eis que surge esta semana toda a verdade sobre o apresentador do novo formato. Ao contrário do previsto, o programa não terá uma dupla de apresentadores, mas sim uma única anfitriã. E uma “pseudo-estreante”. Falo, claro está de Conceição Lino. À semelhança do que aconteceu, por exemplo, com Rita Ferro Rodrigues, também esta jornalista se aventura agora no entretenimento.

Faz ou não sentido uma aposta deste calibre? Os riscos que a estação corre serão suficientes para o possível sucesso que possa acontecer. O que terá levado Luís Marques e Nuno Santos a apostar em alguém que se torna numa clara surpresa? Penso que é precisamente este um dos factores-chave para esta escolha. A surpresa. A surpresa de ver Conceição Lino à frente de um talk-show, a surpresa que pode surgir com este formato. Desde sempre que gosto desta jornalista. Tem uma excelente imagem televisiva, como podia ser visto nos tempos em que chegou a conduzir o Jornal da Noite, ou mais recentemente com o Nós Por Cá.

A par de tudo isto, está também patente a aposta da estação. Tenho muitas dúvidas de que se faça algo que vá muito na “onda” dos habituais talk-shows. A meu ver, será um espaço de conversa, mas que incluirá também muitas histórias do povo, casos semelhantes ao de Nós Por Cá, quem sabe, que terão outra forma de ser apresentados, ou, numa ultima hipótese, algumas semelhanças com As Tardes da Júlia. O certo é que pelo menos um passo importante será dado: não será feito algo semelhante aos programas passados e isso é desde já um factor a enaltecer.

Todavia, há um grande risco. Num passado recente, Conceição Lino apresentou um programa que deixou muito a desejar e que teve pouca aceitação por parte do público. Não será isso, desde já, um motivo para “atacar” com algumas cautelas? Talvez sim, talvez não. Sinceramente, acredito que a aposta possa dar frutos, no entanto, terá que possuir uma grande estratégia por detrás. Quanto à apresentadora, não tenho qualquer tipo de dúvidas de que mostrará o outro lado da jornalista, o lado mais humano, mais emotivo e será, claramente, um motivo para apreciar alguém que está na SIC desde que o canal nasceu. Acima de tudo, espera-se que o formato seja bem pensado, porque Conceição Lino está preparada para “avançar”.

No entanto, há uma questão que se coloca. E se o programa não resultar? Estará a jornalista “condenada” a regressar ao Jornal da Noite? Estarão as tardes de Carnaxide condenadas ao fracasso? Tudo isto são questões cujas respostas só surgirão daqui a uns tempos, até porque, por enquanto, poucos pormenores foram revelados.

 

altE se Conceição Lino se prepara para uma “aventura” no entretenimento, Hernâni Carvalho decidiu dizer “adeus” a Queluz de Baixo e fazer o mesmo percurso que Gabriela Sobral, ou seja, trocar a TVI pela SIC. Especialista em criminologia, este é um dos jornalistas que mais sucesso tem trazido aos programas com que tem colaborado. Mas parece que esta mudança não será somente para aparecer directamente no ecrã.

Pelo que a imprensa escreveu, ao que tudo indica, já a partir de 2011, o antigo responsável pela rubrica Crime, Diz Ele, do Você na TV, irá também ajudar na produção de alguns programas e, quem sabe, ele próprio dar a cara por um novo formato. Talvez seja uma boa aposta do canal. Falta algo do género na actual grelha das nossas televisões. Um espaço de comentário, de análise, de revelação de crimes, como há uns anos existia. E, com a recente onda de criminalidade que se tem revelado, há que aproveitar e avançar com novos formatos, de modo a que a oferta para os telespectadores seja mais diversificada.

Num futuro próximo, já em Setembro, o jornalista será um dos comentadores residentes do Companhia das Manhãs, não se sabendo ainda se fará algo semelhante ao que fazia recentemente no programa da TVI. A meu ver, talvez Hernâni Carvalho devesse mesmo fazer parte do lote de comentadores do programa das tardes, até porque desempenhou essa função nos primeiros tempos de As Tardes da Júlia e conseguiu obter sucesso. Talvez a direcção de programas ainda esteja a estudar tudo isto.

 

E já que se fala em mudanças para a SIC, o que dizer das revelações que António Pedro Cerdeira fez à Nova Gente desta semana, onde revelou que já tinha contrato com a estação e que “ia assinar”, mas que uma súbita reunião com José Eduardo Moniz fez com que permanecesse em Queluz de Baixo. É bem patente mais uma vez a grande influência que o antigo director de programas tinha junto dos seus profissionais, até porque conseguiu, por exemplo, fazer com que este actor continuasse a vestir a camisola da TVI.

Com tudo isto, houve algo em que pensei, de imediato. Será que o recente falatório em torno de alegadas aproximações dos responsáveis de Carnaxide a actores da estação concorrente não poderão acabar por dar em sucesso para o canal. É que já não há Moniz para os lados de Queluz de Baixo, nem tão pouco Gabriela Sobral, que tanta influência tinha junto dos mesmos. É certo que André Cerqueira também possui uma boa relação com os seus actores, mas, tudo isto não deixa de ser estranho, até porque a recente aposta do canal em formatos de entretenimento poderá fazer alguns actores “abrandar”.

 

E já que falo de ficção, iniciaram-se, finalmente, esta semana as gravações da nova trama de Rui Vilhena. A história que era para começar a ser rodada ainda em 2009, ganha agora “luz verde”. A imprensa não deixou este assunto de lado e pôs mãos à obra e chegou à fala com o argumentista. Poucos pormenores, para além do que já havia sido falado, foram revelados, mas é sempre bom ler depoimentos do próprio autor.

Confesso que tenho sempre uma grande curiosidade em ver telenovelas escritas por Rui Vilhena. Têm aquilo que falta em muitas outras, acção, e emoção até ao último momento. São sempre demasiado misteriosas, e pouco previsíveis. E eu, gosto disso. Para além de tudo isto, Malmequer vai também abordar um mundo que me interessa particularmente, o universo da televisão. Mais uma vez confesso: estou mesmo muito entusiasmado! E o elenco, de luxo, desperta curiosidade em qualquer pessoa. Venha de lá a estreia, TVI!

 

Para ultimo destaque desta semana vou falar de um programa que não perco na televisão: Projecto Moda. Esquecendo um pouco a fraca qualidade da apresentadora e a pouca ajuda que os jurados dão aos candidatos, a versão portuguesa de Project Runway é daqueles programas que todos devíamos ver. Sim, eu sei que na actualidade pouca gente tem interesse pelo mundo da moda, mas no Projecto Moda, temos a possibilidade de apreciar aquilo por que passam os jovens designers que querem vingar num mundo tão complicado como este, o processo doloroso de criação de um simples vestido, que vemos determinado apresentador usar durante um programa. Confesso, tudo isto me fascina.

Mas não é só por isto que resolvi falar sobre o programa. Como “viciado” que sou, não me passou despercebida o artigo sobre o concorrente André Saraiva, que integra a revista TV Mais desta semana. Por muito que não goste deste jovem, embora lhe reconheça talento, acho que é extremamente negativo vir para a imprensa revelar que o seu sonho é: “chegar aos 30 anos e ver, numa feira, a minha roupa toda contra faccionada.” Que tipo de estilista é este que tem o sonho de ver a sua roupa contra faccionada? É este o caminho para quem quer entrar no difícil mundo da moda? Não partilho desta opinião e, a meu ver, é extremamente incorrecta.

alt

Terminados os destaques, chega agora o tempo de lhe revelar quem protagonizou esta semana. Rita Pereira está de férias e, com o mais do que “quase assumido” namoro, deixa de ser tão falada na imprensa. Quem será, então, o seu substituto? Viu a capa das revistas Nova Gente, Notícias TV, Flash! Ou Vidas desta semana? Exactamente, em todas elas o destaque maior era para José Carlos Pereira. Ainda antes de partir para o processo de reabilitação no estrangeiro, o actor foi de férias até ao Algarve e, ao que parece, arranjou uma nova namorada. Amores à parte, o que se poderá dizer sobre isto? É assim que o Eduardo de Mar de Paixão quer levar a sua carreira? Por outro lado, qual será dentro em breve o mais destacado da imprensa? É que José Carlos Pereira e Rita Pereira estão, teoricamente, “indisponíveis”. Será outra pessoa com o apelido Pereira? Vamos aguardar.

Antes das despedidas, é claro que lhe trago algumas sugestões para a semana que se aproxima:

Amanhã, pelas 13h20, não perca a estreia de mais uma temporada de Disaster Date, na MTV. Segunda e terça feira veja, na TVI, a minissérie Os Cavaleiros do Reino, pelas 00h30. Quarta-feira, às 20h45 não se esqueça de que a RTP2 estreia a quarta temporada de O Meu Nome é Eral. Domingo, não deixe de ver a última edição de Mulheres da Minha Vida, em que Manuel Luís Goucha terá uma emocionada conversa com a sua mãe, no TVI 24.

Termina assim mais uma edição de Frente de Destaques.

A, si, que está aí desse lado, votos de uma excelente semana!

Até domingo!

Tags

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close