Frente de Destaques

Início de Verão Pesado

Frente de Destaques

Início de verão, fim de aulas para uns, bom tempo lá fora, nada melhor do que uma boa tarde de praia ou piscina. E o que levar para ler na praia, já que não se pode, ainda, levar uma televisão? Revistas e jornais com notícias sobre o pequeno ecrã, claro está!

E, numa semana como estas, há notícias para todos os dias! Desde a apresentação à imprensa de Rosa Fogo, à possível mudança de Manuela Moura Guedes para a RTP, não esquecendo a substituição de Júlia Pinheiro na segunda temporada de Peso Pesado ou o trágico acidente que colocou Angélico Vieira em risco de vida.

Senhoras e senhores, está em linha mais uma Frente de Destaques!

Sábado de manhã, exame às 10 horas, e, mais uma vez, na minha rotina diária, acordar mais cedo e dar uma vista de olhos pelas notícias do dia. Nenhum desenvolvimento sobre a televisão, nada de interessante para ler. Poucos minutos faltavam para desligar o computador, quando tomo conhecimento do terrível acidente que vitimou Angélico Vieira. Pensei: “há coisas do diabo, no dia em que o rapaz ia apresentar o novo CD”… de facto, há coisas que não se compreendem, e há coincidências impensáveis. À hora a que escrevo esta crónica, o cantor e ator continua ligado ao ventilador e a lutar pela vida. Oxalá recupere e volte rápido para o calor dos seus inúmeros fãs, que muito têm rezado por ele. Por tudo isto, e pela gravidade da situação, Angélico Vieira acaba mesmo por ser o Protagonista da semana.

Depois de, na semana passada, aqui ter comentado o nome provisório, finalmente conhecido, da nova trama de Patrícia Müller, eis que a televisão de Carnaxide decidiu reunir a imprensa e grande parte do elenco para a apresentação da nova trama. E o verdadeiro nome surgiu: Rosa Fogo. Não que seja muito bonito, pelo menos à primeira vista, mas é muito melhor do que Beijo à Chuva. e a história parece-me muito boa, a avaliar pela sinopse disponível e um dos segredos para o sucesso poderá ser a exploração de uma área muitas vezes “marginalizada”, a dança, bem como os idílicos cenários de Buenos Aires. Quanto ao elenco, muito bom mesmo. Talvez um dos melhores que a estação já conseguiu reunir, mas, mais uma vez, e à semelhança do que aconteceu com Joana Santos em Laços de Sangue, tenho algumas dúvidas de que Ângelo Rodrigues tenha “estaleca” para ser protagonista, mas, se acontecer o mesmo do que com a Diana da “novela da nossa gente”, então darei a mão à palmatória. Senti apenas que faltavam alguns nomes que também mereciam a aposta, como Maria João Abreu, Patrícia Bull ou Alda Gomes.

E de Rosa Fogo passamos diretamente para a segunda temporada de Peso Pesado que, agora já é oficial, chegará aos ecrãs da SIC em setembro. No entanto, e para grande tristeza minha, ao que tudo indica e de acordo com a Notícias TV, não terá como apresentadora Júlia Pinheiro. Segundo a referida revista, o objetivo é que a comunicadora se concentre totalmente em Querida Júlia e que se dedique mais às funções que tem na direção de programas. Penso que será um passo atrás mudar, neste momento de apresentadora. E a outra questão é saber quem a substituirá. Sinceramente, neste momento, não vejo na SIC ninguém com “estaleca” para ocupar o lugar de Júlia Pinheiro. É claro que o papel da apresentadora em Peso Pesado não é de muita relevância, mas é importante saber fazer a pergunta certa no momento certo. E, na SIC, só vejo Rita Ferro Rodrigues, Sofia Cerveira, ou, em último caso, Ana Rita Clara com argumentos para a substituir. Mas será estranho não ver os concorrentes chamarem “Júlia”, mas sim outro nome. Para isso, mais-valia não ter sido ela a apresentar a primeira temporada…

E desta mudança na apresentação de Peso Pesado passamos diretamente para Manuela Moura Guedes. De acordo com a TV Guia desta semana, a jornalista esteve reunida recentemente com Nuno Santos que a pretende “desviar” da SIC e recrutá-la para a RTP. A confirmar-se seria algo bastante surpreendente, até porque, recorde-se, Manuela Moura Guedes foi anunciada como grande reforço da televisão de Carnaxide em novembro último. Fiquei bastante surpreendido, mas não duvido de que acabe por se tornar realidade. Seria uma grande perda para a SIC? Talvez, mas como ainda não se estreou, até que os riscos seriam diminuídos. Mas, na RTP? O jornalismo praticado pela esposa de José Eduardo Moniz vingará com o da televisão pública? É essa a minha grande questão…

De saída, não da SIC, mas da TVI, poderá estar João Cotrim de Figueiredo. De acordo com a mesma revista, a chegada de José Fragoso à televisão de Queluz de Baixo poderá ser um prenúncio da demissão do ainda diretor-geral do canal. É que, por aquilo que se pode ler, o antigo diretor de programas da RTP passará a ter quase que as mesmas funções de Cotrim Figueiredo, fazendo com que este perca poderes. Ainda assim, na mesma revista, há várias fontes que garantem que, caso se quisesse mesmo demitir, o diretor-geral já o teria feito, mas, arrisco eu, talvez ainda esteja a aguardar pelo momento certo. É que, pensando nos resultados dos últimos tempos, pouco ou nada João Cotrim de Figueiredo conseguiu acrescentar à TVI…

De partida para a estação de Queluz de Baixo, ou melhor, de regresso, poderá estar, segundo a revista Mariana Carlos Vieira. Parece que a excelente performance em Laços de Sangue fez despertar o interesse da TVI e o contrato de exclusividade já foi proposto ao intérprete do terrível Ricardo. A confirmar-se, seria uma excelente aposta da televisão do grupo Media Capital, mas, também uma grande perda para a SIC, que lhe deu a oportunidade de o fazer brilhar e o acabaria por perder para a concorrência. Talvez tudo isto não passe de uma manobra para pressionar Carnaxide a avançar para a exclusividade…

E, para último destaque, as críticas de Nicolau Breyner à forma como a RTP promove os seus programas. Foi em entrevista à Notícias TV desta semana que o ator e apresentador, sem papas na língua, não rejeitou lançar farpas à televisão pública e ao facto de esta pouco ou nada promover Nico à Noite. Numa atitude verdadeiramente de elogiar, Nicolau Breyner não se fez de rogado e disse tudo o que pensava. Acho que fez muito bem e que não se trata de nenhum desrespeito pela entidade patronal, apenas uma manifestação daquilo que todos nós sabemos. Agora, será que tudo isto surtirá efeitos na direção de programas? Não sei, mas seria positivo uma mudança na estratégia, agora que a direção será alterada.

Terminados os destaques, as declarações que deram do que falar nos últimos dias:

“Eu adoro a Júlia. Não fico nada contente que ela tenha maus resultados, mas claro que gosto de ganhar. Isto é uma corrida de fundo, é preciso conquistar o coração das pessoas e isso leva tempo”, Manuel Luís Goucha (in TV Guia)

“Acho engraçado que se fale nas manhãs, mas ninguém fala do prime time. Eu tenho uma vitória à noite e a TVI tem três novelas em queda… mas ok, querem falar das manhãs, falamos.”, Júlia Pinheiro (in TV Guia)

“Esta personagem (Pepito Martin) vai trazer mais alegria à novela. Quem vir, vai divertir-se imenso, porque a personagem é ótima. É muito bom para nós recebermos o Zeca”, Pedro Teixeira (in TV 7 Dias)

“Se calhar, já era altura de ser exclusiva da TVI”, Marta Melro (in TV 7 Dias)

Antes das despedidas, a Rosa e o Espinho da semana:

Rosa

Mais uma vez sinto-me quase que “obrigado” a destacar pela positiva mais um excelente artigo da revista Notícias TV. Desta vez a investigação sobre as tristes reformas dos atores que tanto nos fazem rir, chorar e que na vida real, acabam por passar por algumas privações que nunca imaginámos.

Espinho

Já o menos da semana pertence a Filipa de Castro e à opção da RTP em torná-la atriz em Pai à Força. Nada contra, mas a participante de Último a Sair é tão fraquinha a fazer a personagem que fez na sátira aos reality-shows que conseguirá fazer algo de jeito numa das melhores séries da televisão pública? Tenho tantas dúvidas. E há por aí atrizes com muito melhores cartões de visita, para quê escolher Filipa de Castro?

E assim termina a octogésima sétima edição de Frente de Destaques!

Voltamos a ver-nos para a semana!

Até lá, aproveite o verão, e, se for caso disso, Boas Férias!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close