Frente de Destaques

Fogo de Vista

Frente de Destaques

Semana de muito calor um pouco por todo o país e muito quente nas páginas de revistas e jornais da nossa praça. Desde a quebra de silêncio de Rogério Samora, à nomeação de Laços de Sangue para os Emmys, passando pela saída de João Cotrim Figueiredo da TVI ou pelas declarações de Fátima Lopes sobre A Tarde é Sua.

Senhoras e senhores, sejam bem-vindos a mais uma Frente de Destaques!

Depois de Peso Pesado 2 e Secret Story 2 terem dado do que falar nas últimas semanas, os primeiros dias de Outubro ficam marcados pelas diversas entrevistas de Rogério Samora, nomeadamente à TV 7 Dias, Notícias TV e Nova Gente. O tema da saída da TVI e consequente processo, a depressão causada pelo terrível vilão de Rosa Fogo foram alguns dos temas em análise. Um Rogério Samora magoado com a televisão de Queluz de Baixo, mas confiante de que é na SIC que estão reunidas as melhores condições para assegurar o seu futuro profissional. Gostei da sinceridade com que abordou os diversos temas, percebo a mágoa que sente em relação à TVI e fiquei bastante surpreendido por saber que o ator chegou a ter medo de ir preso. Já sobre o José da Maia da nova telenovela da TVI, nunca imaginei que estivesse a ser tão complicado para Rogério Samora interpretá-lo. Tomar comprimidos e estar em princípios de depressão acaba por ser preocupante, mas profissional como é, o ator promete não baixar os braços e vai continuar totalmente concentrado neste terrível vilão. Por ser um dos melhores atores da nossa praça, aqui vão os meus votos de força! Rogério Samora é, claro está, o Protagonista desta semana.

Mas houve muito mais para ler e, aproveitando que se fala em Rosa Fogo, foi em entrevista à edição desta semana da revista TV Guia que Cláudia Vieira confessou que antes de aceitar o convite para a nova telenovela da SIC rejeitou uma abordagem da TVI para voltar a Queluz de Baixo. Algo que, sinceramente não me surpreende. Afinal de contas, e mesmo na estação dirigida por José Fragoso, a atriz já vinha a dar do que falar e desde que chegou a Carnaxide conseguiu valorizar-se ainda mais, nomeadamente como apresentadora que, embora não seja a sua melhor versão, sempre consegue ser melhor do que a colega Rita Pereira, por exemplo. E, embora a TVI tenha já uma autêntica galáxia de estrelas, nunca seria de mais ter Cláudia Vieira. Mas compreendo a opção da companheira de Pedro Teixeira em preferir continuar para os lados de Carnaxide, afinal de contas, por enquanto, há por lá mais possibilidades de explorar as duas áreas pelas quais tem mostrado interesse, representação e apresentação. E seria uma grande perda para a SIC se o convite tivesse sido aceite.

Continuando na ficção do canal de Carnaxide, e depois de um derradeiro episódio que conquistou uma excelente audiência, surgiu no início desta semana a notícia de que Laços de Sangue está na corrida à sucessão de Meu Amor, que é como quem diz, é candidata aos Emmys 2011, cuja cerimónia decorre já no próximo dia 21 de Novembro. Fiquei bastante surpreendido com esta nomeação, mais do que justa, diga-se de passagem, e que só prova a qualidade da trama escrita por Pedro Lopes. Contudo, ao contrário do que aconteceu no ano passado, penso, sinceramente, que, infelizmente, Laços de Sangue não se sagrará vencedora. A concorrência, este ano, parece-me muito mais forte do que em 2010, e há Araguaia, da TV Globo. Essa sim, parece-me ter mais capacidades para se tornar vencedora, nada contra a produção portuguesa, claro está. Mas vamos aguardar e pode ser que eu esteja enganado. Assim o espero. Seria um orgulho ver a trama protagonizada por Joana Santos, Diana Chaves e Diogo Morgado conquistar além fronteiras.

De Laços de Sangue passamos diretamente para Remédio Santo que foi novamente aumentada, tendo agora, pelo menos, 245 episódios, anuncia a revista Notícias TV. Esta que me parece, sinceramente, outra trama com todas as capacidades para lutar por um Emmy Internacional é, neste momento, a melhor das telenovelas da TVI, na minha opinião, claro está. E este aumento do número de capítulos em nada me surpreende, até porque é algo bastante comum quando uma trama começa a ter sucesso. Para além desta notícia, também a TV 7 Dias desta semana deu destaque à história protagonizada por Margarida Marinho, revelando que António Barreira ainda não decidiu quem é a tão temida “morte”. Na minha humilde opinião, até acredito que possa ser essa a verdade, mas creio que o argumentista já deverá ter algumas ideias, afinal de contas, a pessoa em questão terá que ter alguma ligação com quem tem morrido. Mas é, de facto, um grande mistério e que aguça a curiosidade de muitos portugueses.

A propósito do canal de Queluz de Baixo, ainda esta semana, surgiu a notícia de que João Cotrim Figueiredo estava de saída da estação. Algo que eu próprio já previa há muito tempo desde que foi quase que “despromovido”. Embora não tenham revelado os motivos que levaram a tal saída, penso que o gestor acabou por seguir o caminho natural e, com certeza que dentro da TVI já há muita gente a comemorar a saída. Perante esta notícia, apetece-me perguntar: “é desta que vamos ver uma televisão de Queluz de Baixo cada vez mais semelhante à RTP”? Ops, acho que falei de mais…

Para último destaque, é tempo de falar sobre Fátima Lopes que está prestes a receber uma nova casa no seu A Tarde é Sua, mas que, antes disso, voltou a abrir portas à imprensa e recebeu a revista Telenovelas, que acompanhou o seu dia-a-dia. E foi na conversa com esta publicação que a apresentadora se mostrou satisfeita com o seu formato e revelou que este é líder dentro dos programas do género. Percebo o ponto de vista de Fátima Lopes, mas, a avaliar pelos números recentes será que vale assim tanto a pena vangloriar-se pelas audiências conquistadas? Atenção, isto não é nenhuma critica, apenas uma constatação e muita gente sabe da admiração profissional que tenho por esta excelente profissional. Mas há certas palavras que mais vale às vezes não dizermos.

Terminados os destaques, as declarações que deram do que falar nos últimos dias:

“(Cartas da Maya – O Dilema) Está a correr muito bem, acima das expetativas para o horário. Estou satisfeita e a adaptar-me”, Maya (in TV Mais)

“Não há diferenças (entre as produções SIC e TVI). As melhores novelas estão aqui, na SIC. A vontade de inovar está aqui. O futuro da ficção passa por este lado”, Rogério Samora (in Notícias TV)

“A SIC está completamente madura, vai retomar a liderança e a nomeação para o Emmy de Laços de Sangue é uma vaidade”, Júlia Pinheiro (in Jornal de Notícias)

“(Doce Tentação) Vai ser uma novela diferente. Estou muito confiante”, Mariana Monteiro (in TV Mais)

Antes das despedidas, a Rosa e o Espinho da semana:

Rosa

O destaque maior dos últimos dias vai para a inauguração dos estúdios da ficção TVI, noticiada um pouco por todos os órgãos de comunicação social e onde puderam ser vistos os novos visuais de alguns atores paras as próximas produções do canal de Queluz de Baixo.

Espinho

Já o menos da semana é como que uma repetição do passado. À semelhança do que aconteceu com a primeira temporada, grande parte das nossas revistas já começam a revelar os nomes de quem foi expulso da Herdade Peso Pesado. Assim, perde um pouco a “piada”…

E assim termina mais uma Frente de Destaques!

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close