Frente de Destaques

Diz que é marketing

Frente de Destaques

Semana de grandes notícias na nossa imprensa, anúncio de estreias para a rentrée televisiva, guerras que são autênticas estratégias de marketing dão o mote a mais uma edição de Frente de Destaques. Júlia Pinheiro e Teresa Guilherme estão em “guerra aberta”, Pedro Granger é o elo que a RTP quer usar para conquistar telespetadores e Rosa Fogo foi apresentada à impensa.

Senhoras e senhores, sejam bem-vindos a mais uma Frente de Destaques!

A polémica continua e esta semana recebeu novos contornos. Depois das críticas e farpas de Teresa Guilherme, Júlia Pinheiro não teve receios e afirmou que tal comportamento da colega se devia à possibilidade de estar “na menopausa” e que seria também uma forma de a antecessora “marcar território”. Sinceramente, não creio que a cara de Querida Júlia tenha estado muito bem com a frase sobre a “menopausa”. Mais do que ninguém ela bem sabe que tudo isto não passa de um excelente “golpe de marketing” por parte da dupla TVI e Teresa Guilherme. Ainda assim, recusou-se a entrar em polémicas e ainda desejou que a segunda edição do programa que apresentou no passado tivesse sucesso. O politicamente correto, convenhamos. E a prova do “golpe de marketing” de que falei está nas declarações posteriores de Teresa Guilherme à Notícias TV. Arrasar com o Querida Júlia e criticar o percurso de Júlia Pinheiro talvez não tenha sido a melhor solução, mas lá está, a nova anfitriã de Secret Story “não tem papas na língua” e diz tudo o que pensa. Por vezes é o melhor caminho, mas também há momentos em que o politicamente correto lhe ficaria melhor. Duas das melhores comunicadoras da nossa televisão, mas que podiam ter estado melhor, apesar de serem, inevitavelmente, as Protagonistas da semana.

Falando de Secret Story 2, foi esta semana oficializado que o programa estreia já no próximo domingo, muito provavelmente com 19 concorrentes, muitos segredos, quatro apresentadoras para as diferentes emissões do programa, muita polémica e mudanças na casa também são esperadas. Elogio a escolha de Leonor Poeiras para a condução, a solo dos Diários após o Jornal das 8, que me parece bastante acertada, mas não sei até que ponto Mónica Jardim foi a melhor opção para os Diários da Tarde. Eu talvez optasse antes por Marta Cardoso, por exemplo. Mas vamos aguardar para ver como se sairá a antiga cara do Perfil. Ainda a propósito da segunda temporada de Casa dos Segredos, a revista Nova Gente é vontade da produção do programa contar com ainda mais polémica (algo que não surpreende) e para isso são pedidos concorrentes “sem tabus” e dispostos a envolverem-se fisicamente. A mesma publicação adianta ainda prováveis concorrentes do programa, que, sinceramente, me parecem que acabarão por não entrar. Mas vamos ver.

De Secret Story passamos diretamente para Peso Pesado 2. Surgiram esta semana as primeiras imagens de Bárbara Guimarães nas gravações do programa. Escreve a TV Mais que a apresentadora já se emocionou e que tem surpreendido a produção. Penso que essa poderá ser uma das diferenças entre a cara da segunda temporada de Peso Pesado e Júlia Pinheiro. Certamente que a podermos ver derramar algumas lágrimas, o que, no meu entender, será positivo. Mas resta aguardar. A diretora de conteúdos da SIC, pelo menos, mostra confiança de que o programa terá argumentos para continuar a cativar os telespetadores. Eu tenho algumas dúvidas, mas vamos aguardar.

Quem chegou a ser pensado para apresentar o programa da SIC foi Pedro Granger, que esta semana foi confirmado, imagine-se, como cara da nova temporada de O Elo Mais Fraco. A TV Guia de segunda-feira avançou com a notícia em primeira mão, confirmando-se depois que esta seria a aposta da RTP, quinta-feira. Sinceramente, creio que não foi a melhor opção. Nada tenho contra o ator, mas penso que Tânia Ribas de Oliveira ou Jorge Gabriel teriam, certamente, mais argumentos para um programa na linha do que foi feito anteriormente. Talvez o melhor caminho seja a inovação, e aí até posso concordar com a escolha de Pedro Granger, mas, convenhamos, numa altura de crise, e com o leque de apresentadores de que a RTP dispõe, esta opção acaba por ser um tanto ao quanto surpreendente. Mas vamos aguardar para ver como se sairá.

Também no próximo dia 19 de Setembro chegará aos ecrãs a nova telenovela da SIC, Rosa Fogo, que foi apresentada à imprensa na última segunda-feira. Num evento que foi bastante interessante, onde os três protagonistas dançaram, que contou com a presença de vários dos atores que fazem parte do elenco da história e de responsáveis do canal de Carnaxide, ficaram-se a saber vários pormenores, como o facto de Iva Domingues ajudar Ângelo Rodrigues, de Andreia Dinis e Cláudia Vieira já terem levado as filhas para as gravações. Mas, mais do que tudo isso, choveram imagens que me despertaram um interesse ainda maior por esta história. E acredito que poderá ter mais sucesso do que Laços de Sangue. A ver vamos!

De Rosa Fogo regressamos à RTP. Surgiu esta semana o rumor de que a televisão pública apostaria na segunda temporada de MasterChef já para 2012. Uma excelente notícia, na minha opinião, fã confesso do formato, mas espero que, desta vez a televisão do estado consiga surpreender e, pelo menos, promovê-lo ainda mais do que fez com esta temporada. E parece que um dos segredos poderá ser a substituição da produtora, o que, sinceramente, não me parece que seja essencial que aconteça, até porque a Endemol tem feito um excelente trabalho. Mas vamos aguardar para ver, até porque o rumor já passou a notícia confirmada, pela própria apresentadora durante uma emissão especial da RTP no passado sábado.

Para último destaque, falo-lhe de Alexandra Lencastre. Essa grande senhora e diva da nossa televisão. Há perto de duas semanas que a atriz está em casa com um problema de saúde e muitas notícias têm surgido sobre esta situação. É pena que sempre que faz parte de alguma telenovela, Alexandra Lencastre se vá abaixo, muitas vezes pelo excesso de dedicação que dá ao seu trabalho. Mas, por outro lado, não deixa de ser de elogiar que o faça. Mas há alturas em que é preciso pensar também em si, e espero que fique a 200%. Afinal de contas, é uma das melhores atrizes da atualidade e daquelas que mais intensidade dá aos seus trabalhos.

Terminados os destaques, as declarações que dera do que falar nos últimos dias:

“Vou esperar que seja momentâneo e que tenha a ver com grande nervosismo e necessidade de marcar território. Não dou continuidade a esse tipo de confronto, que acho francamente desajustado e pouco elegante entre pessoas do mesmo setor de atividade”, Júlia Pinheiro (in TV Mais)

“Fartei-me de esperar que a TVI me chamasse, que as coisas caíssem do céu. Todos sabem que tenho formação em representação e no entanto ninguém me pergunta se quero fazer uma telenovela”, Joana Janeiro (in TV Mais)

“Não gosto de ter novelas brasileiras às 14.00. É um produto a eliminar”, Hugo Andrade (in Diário de Notícias)

“Houve conversas com a SIC, mas eu quero fazer entretenimento que o canal agora não tem”, Pedro Granger (in Correio da Manhã)

Antes das despedidas, a Rosa e o Espinho da semana:

Rosa

O destaque maior desta semana vai para a entrevista de José Carlos Pereira à TV Guia, onde o ator falou sobre os diversos temas que marcaram os últimos tempos da sua vida.

Espinho

Já o destaque menor pertence agora à polémica entre Teresa Guilherme e Júlia Pinheiro, que podia, e devia, ter sido evitada.

E assim termina mais uma Frente de Destaques!

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close