Frente de Destaques

De Perfil


Muito boa Tarde! E pronto, a última semana “completa” de Março chega hoje ao fim e, depois de sete dias em que houve dias de sol e praia, bem como de chuva, o mesmo se passou nos nossos jornais e revistas. Para além da trágica notícias da morte do sempre sorridente Artur Agostinho, Perdidos na Tribo foi apresentado à imprensa e um novo magazine se prepara para chegar a Queluz de Baixo. Já os próximos Morangos com Açúcar deixarão de se centrar na música e passar a criar “modas”, enquanto que Nuno Santos já tem a sua equipa RTP quase fechada.

Senhoras e senhores, sejam bem-vindo a mais uma Frente de Destaques!

Foi na passada terça-feira que o país acordou com a notícia do falecimento de um dos mais célebres comunicadores do nosso país. Com 90 anos de idade, internado há já uma semana, Artur Agostinho acabou por se despedir do seu povo. Em hora de despedida, resta dizer que, embora não tenha muitas lembranças dele enquanto jornalista, radialista, guardo as melhores recordações da sua carreira enquanto actor, que tantas alegrias e sorrisos me provocou. Na realidade, se há coisa de que não me lembro em Artur Agostinho foi de uma expressão de tristeza. Assim era ele, um homem sempre de sorriso nos lábios. Como não podia deixar de ser, tudo o que era jornal ou revista não ficou indiferente e as homenagens ao senhor da rádio e do desporto multiplicaram-se. E é claro que é ele o Protagonista desta semana!

Mas não só de homenagens se fez a semana que agora termina. Depois de há sete dias aqui ter falado sobre o programa que a TVI estava a preparar para combater Peso Pesado, eis que já se sabe quase tudo sobre o mesmo, em apenas uma semana! Algo quase que inédito para os lados de Queluz de Baixo: conseguir manter tudo no segredo dos deuses. Pois bem, foi na passada terça-feira que o canal apresentou à imprensa Perdidos na Tribo – Famosos. Uma apresentação “em grande”, que pecou por ainda não revelar os doze concorrentes, mas apenas dez. ao que parece os responsáveis da TVI pretendem guardar “surpresa”, mas, na realidade, o mais provável é ainda não terem fechado contrato com todos os participantes. Ainda assim, por aquilo que já se pôde ver, a avaliar pelos concorrentes, não será assim que o programa vingará. Apenas José Castelo Branco poderá fazer palhaçadas ao ponto de causar interesse nos telespectadores, bem como José Carlos Pereira, por ser um alvo quase que sempre certeiro das nossas revistas. Agora famosos, que quase nada o são, como Sérgio Vicente, Io Apolloni, Mafalda Teixeira ou Jorge Kapinha? A ideia que dá é que a TVI não conseguiu arranjar melhores concorrentes. E, se quer mesmo vencer Peso Pesado deveria ter feito um casting melhor. Mas esta é apenas a minha opinião, claro está. Por outro lado, a Nova Gente desta semana publicou ainda os cachets que cada participante deverá receber. E por aquilo que pôde ser lido apenas o polémico actor terá um pagamento que, a avaliar pela sua popularidade, até me parece um pouco baixo, bem como os restantes. Submeter-se às condições apresentadas por apenas 4.500€? Sinceramente, acho muito pouco, mas pronto, isto sou eu, que pouco ou nada percebo disto.

Outro novo programa da TVI falado esta semana foi também Perfil, o novo magazine da estação. Se, por um lado, a revista TV Guia confirmou a notícia avançada em primeira mão pelo TV Universo, de que a estação de Queluz iria voltar a apostar num formato deste género, a Mariana revelou o nome da apresentadora escolhida. Embora ainda não seja oficial, Marisa Cruz deverá ser a cara de Perfil e terá como repórteres Marcos Pinto, Miguel Domingues, Tatiana Figueiredo e Mónica Jardim. Parece-me uma boa aposta este formato, até porque é uma forma de mostrar aos telespectadores aquilo que se passa nos bastidores dos seus diferentes programas, telenovelas, entre outros. Quanto à apresentadora, não sei se terá sido a melhor aposta, até porque não sou particularmente fã de Marisa Cruz, mas já era tempo de a comunicadora receber um novo projecto e também talvez seja a opção mais aceitável, dentro dos actuais profissionais de Queluz de Baixo.

Ainda dos lados TVI surge a notícia, através da TV 7 Dias desta semana de que Morangos com Açúcar se prepara para receber uma nova remodelação. Depois de criar “modas” na dança e na música, a série juvenil vai agora virar-se mesmo para a moda. Pois é, ao que tudo indica, a nona temporada já não será numa escola de artes performativas, mas sim numa escola de moda. E, para isso, nenhum dos nomes do anterior elenco transitará, até porque serão duas séries totalmente diferentes, arrisco-me a dizer. Sinceramente, tenho para mim que será uma boa aposta de Queluz de Baixo, até porque os telespectadores já estão cansados de tanto talento musical e a moda é cada vez mais uma paixão de tantos jovens no nosso país. O problema será mesmo, no meu entender, fazer com que os mais novos também ganhem gosto por este mundo, sobretudo os rapazes, que têm sempre a ideia de que a moda é coisa de “menina”.

E de Queluz de Baixo vamos directamente até à televisão do estado. Pois é, esta semana Nuno Santos recebeu, finalmente, um parecer positivo por parte da ERC e já começou a formar a sua equipa para a direcção de informação da RTP. E o escolhido para “número dois” foi Vítor Gonçalves, antigo correspondente nos Estados Unidos, sendo que Luís Castro e Rosário Salgueiro também vão integrar a equipa. Embora nunca tenha estado muito atento ao trabalho de cada um deles, parecem-me boas opções, mas creio que falta aqui um nome: António Esteves. Ou será que, depois da saída repentina do jornalista da SIC, na época em que Nuno Santos estava a chegar ao canal foi prenúncio de que os dois profissionais não são, de todo, amigos? Sinceramente, não consigo perceber porque é que o actual coordenador do Hoje, da RTP 2, não faz parte da equipa, a menos que seja anunciado daqui a algum tempo.

Aproveitando que abri o tema informação, escolhi para último destaque as declarações de Marcelo Rebelo de Sousa ao Correio da Manhã de segunda-feira, em que o professor anuncia que para além de José Alberto Carvalho, também Judite Sousa vai apresentar o Jornal Nacional. Se já se sabia que o jornalista ia ter esta responsabilidade, a minha desconfiança também foi confirmada esta semana, até porque seria um erro da TVI não colocar uma jornalista experiente como Judite Sousa a apresentar o seu principal bloco noticioso. Por um lado, parece-me bem esta aposta, mas por outro creio que será difícil para os portugueses perceberem que o Jornal Nacional que vão ver na TVI não será o Telejornal da RTP, até porque, caso os responsáveis o queiram dar a entender, será um grande erro. Mas vamos aguardar, até porque sexta-feira que vem é o grande dia da chegada dos dois novos responsáveis pela informação a Queluz de Baixo.

Terminados os destaques, as citações que marcaram a semana:

“Fui uma privilegiada porque trabalhei anos com regularidade em televisão. Sou uma privilegiada porque todos os programas que fiz em televisão são recordados pelas pessoas. Sou uma privilegiada porque embora tenha feito imensos personagens que as pessoas gostaram de ver, o meu nome continua a ser Marina Mota. Nunca me chamaram outras coisas, conseguem fazer a distinção entre a actriz e a personagem que veste, ao contrário de alguns colegas”, Marina Mota (in VIP)

“Teria medo da reacção do público caso fosse a minha primeira telenovela mas, passados oito anos, tenho a certeza que as pessoas já sabem distinguir entre a Rita e a personagem”, Rita Pereira (in TV 7 Dias)

“(Peso Pesado) Vai ser um programa de primeira”, Júlia Pinheiro (in Telenovelas)

“Carlos Rodrigues é só uma das pessoas que mais sabe de televisão. Ele vai ser o meu braço-direito”, Manuela Moura Guedes (in Correio da Manhã)

E, antes das despedidas, a Rosa e o Espinho da semana!

Rosa

A distinção maior dos últimos dias vai para a notícia de que a série Pai à Força está nomeada para o Festival de Televisão de Monte Carlo, o que começa a ser já uma espécie de hábito por parte das séries da RTP.

Espinho

Já o “menos” da semana pertence a Vera Ferreira, precisamente pelas infelizes declarações à Maria, onde confessou que a TVI “fez questão de a ter” em Perdidos na Tribo. Por muito que seja verdade, não deixa de ser um acto um tanto ao quanto dispensável.

E assim termina a septuagésima quarta edição de Frente de Destaques!

Até para a semana!

  • Luis fernandes

    O programa Perfil da TVI é uma cópia ou foi baseada no magazine E-especial da SIC pelo que vi.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close