Frente de Destaques

Correspondências

Frente de Destaques

Mais uma semana, mais uma viagem pelo mundo da nossa imprensa. E, na semana em que foi oficializado que é Teresa Guilherme a apresentar a segunda temporada de Secret Story, conheceu-se a data de início das gravações de Peso Pesado e Mário Crespo deu do que falar, entre muitos outros temas.

Senhoras e senhores, sejam bem-vindos a mais uma Frente de Destaques!

Jornalista com créditos firmados, pivô do principal bloco noticioso do canal líder do conjunto Cabo e IPTV, Mário Crespo deu do que falar nesta semana e por isso é o Protagonista da semana. Foi na quarta-feira que o Expresso on-line lançou a “bomba”. Alegadamente, o jornalista fora convidado diretamente por Miguel Relvas para assumir o cargo de correspondente da RTP em Washington. Uma situação que iria contra os habituais procedimentos nestes casos e que gerou logo inúmeras polémicas. Como seria de esperar, vieram em seguida os desmentidos e o próprio Mário Crespo o fez, quando abriu o Jornal das Nove na SIC Notícias. Não estou muito dentro destes assuntos, mas vejo-me a concordar com quem defende que tudo isto não passou de uma manobra para que o jornalista acabasse por não conseguir concretizar o desejo antigo de ganhar o lugar. Sim, é verdade que a prioridade é sempre para quem está na RTP, mas a experiência de Mário Crespo poderia ser bastante útil para o canal que ainda é do estado. Mas, enfim, o “mal” está feito e agora de uma coisa há certezas: não será ele a suceder a Vítor Gonçalves.

Outra “bomba” da semana foi a confirmação de Teresa Guilherme como apresentadora de Secret Story II. À revista Lux, como não podia deixar de ser, a apresentadora deu uma grande entrevista e confirmou aquilo que há muito se esperava. Entrou a matar, prometendo mais polémica e “cuscuvilhice”. Lançou algumas farpas a Júlia Pinheiro, mas também a soube elogiar. Ai está a grande senhora dos reality-shows e um dos motivos para o sucesso desta segunda temporada. Mas será o suficiente para uma grande vitória sobre Peso Pesado? Eu acredito vivamente que sim. E é claro que estou bastante contente e satisfeito por Teresa Guilherme estar de regresso aos ecrãs. Afinal de contas, merece-o mais do que ninguém e é a “senhora televisão”.

E, se uns entram, outros saem. Depois de a TV Guia escrever que a TVI preparava uma série “de luxo” para 2012 com a autoria de Rui Vilhena, eis que o Diário de Notícias revela que o argumentista está de saída da TVI e de partida para o Brasil. Fiquei extremamente surpreendido, mas há muito que já esperava a saída do canal de Queluz de Baixo. Afinal de contas, a forma como as suas produções vinham a ser tratadas eram um prenuncio de que este fim se iria dar. Embora não o admita, tenho para mim que Rui Vilhena parte com o sentimento de dever cumprido, mas com alguma mágoa pela forma como os últimos acontecimentos se desenvolveram. É triste para a ficção portuguesa perder um génio como Vilhena, mas é uma lufada para a ficção brasileira, que precisa urgentemente de uma renovação. Eu cá estou ansioso para ver o seu primeiro trabalho!

De Rui Vilhena passamos diretamente para Maya. Ela que está a preparar o regresso aos ecrãs. E um regresso que já está a causar falatório, precisamente pelo conteúdo do programa. De acordo com a TV 7 Dias desta semana, a taróloga vai ter um formato em direto, diariamente das 8 às 9 da manhã. Poucos são os pormenores conhecidos, mas sabe-se que Maya vai ter um convidado em estúdio e lançar as cartas aos telespetadores. Sinceramente, e não querendo ser arrasador, penso que este é um “tiro no escuro” da televisão de Carnaxide. Sou fã da taróloga pela sua exímia capacidade enquanto organizadora de eventos, mas não fiquei muito satisfeito com a sua prestação enquanto apresentadora. E, ainda para mais, para o horário que lhe destinaram, não consigo perceber, por mais que tente, esta estratégia. Será para ser um flop logo na primeira semana e sair do ar? Não entendo, mas espero vir a compreender nos próximos dias.

E se o novo programa de Maya me parece um “tiro no escuro”, o mesmo não penso sobre a segunda temporada de Peso Pesado. Ou melhor, de certo modo até penso. Passo a explicar. Foi esta semana, através da Notícias TV que ficámos a saber que as gravações do reality-show arrancam no próximo dia 29. Com esta data é possível adiantar o dia de estreia. E não há quase dúvidas nenhumas de que será a 2 de Outubro, já depois de a TVI arrancar com a nova temporada de Secret Story. Será esta a melhor estratégia? Temo que Peso Pesado acabe por sofrer do mesmo mal que sofreu Perdidos na Tribo e que, com isso, perca por vários pontos. Na minha opinião seria de todo indicado que o programa começasse pelo menos uma semana antes do rival da TVI. Mas os responsáveis da SIC lá saberão o que fazem.

Para último destaque, falo-lhe de Eládio Clímaco. Esse grande senhor da televisão portuguesa e que hoje está renegado a um programa na RTP Memória. As minhas recordações de infância são muito posteriores aos míticos Jogos Sem Fronteiras, mas, do que me lembro, eram daqueles programas que cativavam, e muito. Muito mais do que uma simples telenovela. E foi precisamente isso que o apresentador defendeu na entrevista concedida ao Diário de Notícias de segunda-feira. Também eu sou a favor do regresso deste formato, mas, com a certeza da privatização da RTP, tenho para mim que nunca passarão de uma ilusão. E é pena, porque seriam uma lufada de ar fresco na televisão portuguesa. Ainda na mesma entrevista, notei alguma mágoa nas palavras do comunicador, precisamente pela forma como tem sido tratado pela RTP. Percebo perfeitamente e defendo-o, mas também tenho consciência de que, neste momento, e por força dos últimos anos, muita gente já nem sabe quem é Eládio Clímaco. E é uma pena, porque é um homem de grande talento e que muito admiro. Quem sabe não acabe por ter melhor sorte com a privatização do canal por Cabo.

Terminados os destaques, as declarações que deram do que falar nos últimos dias:

“Cabe tudo em televisão. Há uma coisa de que não abdico: seja qual for o formato, tem de revelar um enorme respeito pelos telespetadores e participantes. Bons ou maus, não se ridiculariza ninguém ou brinca em excesso com as emoções das pessoas prefiro priveligiar o talento do que o resultado.”, Hugo Andrade (in TV 7 Dias)

“Isto não é um regresso à TVI. A estação convidou-me para eu apresentar a Casa dos Segredos e eu concordei, mas não há uma relação contratual com a TVI. Nunca houve. Foi tudo decidido em dois dias ao telefone, mandaram o contrato por e-mail e eu vi”, Teresa Guilherme (in Lux)

“Fazer perguntas é um privilégio e acho que posso fazer disso a minha vida. As pessoas devem fazer aquilo em que se sentem bem. E eu parece-me que faço isto bem. Comunicação é mais aquilo que ouvimos do que o que dizemos, e eu gosto de estar nesse papel de servir as pessoas”, Daniel Oliveira (in Notícias TV)

“Sinto-me uma privilegiada porque nestes anos todos sempre fiz televisão, teatro e cinema, onde me estreei este ano no filme Teia de Gelo, do Nicolau Breyner”, Patrícia Tavares (in Correio TV)

Antes das despedidas, a Rosa e o Espinho da semana!

Rosa

O destaque maior dos últimos dias vai para a excelente entrevista dada por Daniel Oliveira à Notícias TV. As perguntas que todos queríamos fazer, as respostas que queríamos obter conjugadas com um excelente texto da jornalista Ana Filipe Silveira. Digno de guardar para arquivo!

Espinho

Já o menos da semana vai para as notícia de que tanto Maya como José Castelo Branco vão ter programas a solo na televisão portuguesa. É por aí que passa a tão desejada inovação?

E assim termina mais uma Frente de Destaques!

Até para a semana!

  • dulio093

    José Castelos Branco, segundo li, não vai ter um programa a solo mas sim uma rubrica… A Maya é que, supostamente, terá um projecto das 8h às 9h, nos dias úteis. Ela chegou a falar disso, quase nada, na entrevista ao 5 Para a Meia Noite.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close