Frente de Destaques

Brincar às escondidas

Frente de Destaques2012

Mais uma semana, mais um cem número de destaques na nossa imprensa. Desde a disponibilidade de Maria João Bastos e Maria João Luís para se mudarem para Carnaxide, até às novidades sobre o novo reality-show de Queluz de Baixo, não esquecendo, claro está, as nomeações de duas séries da RTP para o Festival de Monte Carlo.

Senhoras e senhores, sejam bem-vindos a mais uma Frente de Destaques!

A Tua Cara Não me é Estranha 2 chegou aos ecrãs da TVI no passado domingo e, como não podia deixar de ser, continua a encher páginas e páginas de jornais e revistas. Seja pelo regresso de Luciana Abreu, pela oportunidade de amigos a elogiarem, de esta falar sobre os dramas que enfrentou, enfim, é, como se diz na gíria “à vontade do freguês”. Mas, ainda assim, Luciana Abreu não foi a única a merecer destaque. Micaela falou com a revista Maria e revelou um drama que passou em tempos, Dora esteve à conversa com a Nova Gente e falou de amor, Manuel Melo encheu umas boas páginas a falar sobre o seu passado com dependência de álcool e drogas e Merche Romero, sim, Merche Romero, deu do que falar por uma situação que a própria talvez não esperasse. Exatemente, a participação inesperada do seu filho António em direto na gala de estreia. Algo que, por aquilo que me pareceu, foi uma iniciativa de Cristina Ferreira e que não contou lá com muito apoio nem da concorrente nem da avó da criança, mas que acabou por marcar a noite e sobretudo os dias que se chegaram pelas notícias que surgiram, inclusivamente de que a continuidade da rapariga podia estar em causa. É a fórmula que dura há já muitas semanas. A Tua Cara Não me é Estranha vende, vende e vende… e é mais uma vez A Protagonista!

A ver-se a perder telespectadores e telespectadores para a concorrência está o Ídolos, contudo, a emissão desta noite promete surpresas e está agendada já a emissão desse polémico casting que foi o de Luísa Abreu, a irmã de Lucy, e que vai colar muitos portugueses aos ecrãs. A antiga cantora das Doce não perdeu tempo e teve algum destaque na imprensa desta semana e viu mesmo a sua irmã deixar-lhe algumas palavras, numa conversa com a revista Maria. A SIC surpreendeu-me, confesso, e fê-lo muito a pensar nas audiências. Sinceramente, nunca pensei que o casting da mais nova irmã Abreu fosse para o ar. E acredito que faça o programa crescer um pouco. A ver vamos.

Ainda sobre Ídolos e A Tua Cara Não me é Estranha, uma polémica antiga reacendeu-se. Há quem diga que entre marido e mulher não se mete a colher e eu começo a pensar que entre cunhados também não se devia meter. Desta feita foi o sempre polémico Luís Jardim quem, em pleno programa da TVI lançou duras críticas a Manuel Moura dos Santos, que, por muito válidas do que fossem, perdem toda a razão quando são ditas da forma que foram e no momento em que foram. O presidente do júri do programa da TVI acabou mesmo por ficar mal na fotografia e podia tê-lo evitado. Já o da SIC, preferiu remeter-se ao silêncio, e fez muito bem. Louvo-lhe a paciência. Mas acredito que haverá novidades nos próximos episódios.

Voltando a Queluz de Baixo, surgiram esta semana mais novidades sobre Quem Quer Casar com o Meu Filho?, esse reality show que promete surpreender os portugueses, mas que, contudo, não vai ter o tão falado casal homossexual. Algo perfeitamente previsível e que em nada surpreende. Mas, para mim, a maior das mudanças seria mesmo emiti-lo em direto, isso sim, faria sentido. E mais ao estilo Big Brother e menos documentário. Caso contrário, a santa casamenteira Teresa Guilherme, mais do que escalada para o projeto, terá muito menos piada. E fará com que o programa perca algum do brilho que eventualmente poderia conquistar.

E será provavelmente a pensar neste reality show (e em outros formatos) que a TVI continua a cortar nas renovações de contratos de exclusividade e parece que já há duas actrizes dispostas a mudarem de camisola. De acordo com a edição desta semana da revista Notícias TV, Maria João Bastos e Maria João Luís estão disponíveis a mudarem-se para Carnaxide. Se será verdade ou mentira, não se sabe por enquanto, mas que seriam boas aquisições, não há dúvidas. Para Queluz de Baixo não seriam assim tão grandes perdas, apesar de o talento de Maria João Bastos, em particular, ser particularmente cativante pelos telespectadores que sempre adoram as suas personagens. Mas talvez José Fragoso lhes acabe por conceder o tão desejado renovado contrato. Por outro lado, também não me parece que haja lugar para elas em Carnaxide, pensando nos cortes que por lá se aplicam…

Para último destaque, falo-lhe das séries da RTP que estão nomeadas para Prémios Internacionais. Velhos Amigos e Os Compadres, bem como alguns dos seus atores. É mais uma prova de que nem só as telenovelas portuguesas dão provas lá fora e de que também as séries são sinónimo de qualidade. É claro que trazer o prémio pra Portugal vai ser muito complicado, tendo em consideração a forte concorrência, mas sem sombra de dúvidas que são produtos vencedores só por receberem as nomeações. Parabéns a quem neles apostou e que continua a mostrar que não é preciso ter atores assim tão mediáticos para fazer produtos de qualidade.

Findos os destaques, as declarações que deram nas vistas nos últimos dias:

“Mais do que o sítio onde trabalho, a TVI tem sido uma escola para me formar como atriz”, Jéssica Athayde (in TV Guia)

“O público das novelas não é muito exigente. Mas o público da SIC é muito exigente”, Cláudia Vieira (in Notícias TV)

“Quando faço um sketch penso se o Herman está a ver, ou o Júlio Isidro, ou a direção da SIC, ou milhões de pessoas…”, César Mourão (in Correio TV)

“Ao longo deste tempo, tive vários convites da TVI mas nunca foi possível conciliar. Porém, isso não quer dizer que não volte”, Mafalda Pinto (TV Mais)

Antes das despedidas, a Rosa e o Espinho da semana.

Rosa

O destaque maior desta semana bem podia ir para a grande entrevista de Nuno Azinheira a Cláudia Vieira, contudo, decidi distinguir outra conversa interessantíssima. A entrevista de Teresa Guilherme a… Teresa Guilherme, que fez capa da revista Nova Gente desta semana. Uma ideia muito ousada e que resultou muito bem!

Espinho

O menos da semana pertence à notícia do fim do Dá Cá Mais 5. Não pelo final do programa em si, mas pelo facto de, com esta situação, não existirem, no momento, projetos para duas comunicadoras como são Iva Domingues e Leonor Poeiras. Uma pena.

E assim termina mais uma Frente de Destaques!

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close