Frente a Frente

Frente a Frente – finalistas “Peso Pesado 2”

A segunda edição do “Peso Pesado” estreou poucos meses depois do fim da primeira edição. Mas, a nova temporada, trouxe consigo novidades, a par do objectivo de sempre: perder peso e lutar contra a obesidade por uma vida saudável.

A grande novidade, apresentada logo na Gala Final do “Peso Pesado” a 31 de Julho, seria a da apresentação: Júlia Pinheiro iria dar lugar a Bárbara Guimarães. E assim foi. A par desta mudança, também a competição se alterou: as duplas pelo elo afectivo iriam deixar de haver na nova temporada para dar lugar a uma competição onde agora seria “cada um por si”. Os concorrentes entraram, então, na mesma Herdade, mas agora como individuais. E, para os ajudar nessa luta, iriam ter dois treinadores: o Rui regressou, mas agora acompanhado pela Conceição que substituiu a treinadora Sara da primeira edição.

Foram 12 as semanas que mostraram a luta dos 17 concorrentes contra o seu peso. Entre entradas e saídas da Herdade, a par de uma desclassificação, foram 4 os concorrentes que chegaram ao fim. O Marco e a Sara já são finalistas, enquanto que o Diogo e o Alexandre estão a votos para conquistarem o lugar de 3º finalista (e competirem para o título de “Peso Pesado de Portugal”). A Gala Final de “Peso Pesado 2” é já amanhã à noite, dia 31 de Dezembro.

Conheça agora os motivos que lhe apresentamos para cada um deles ser merecedor do tão ambicionado título…

Esteve com um pé fora da Herdade da Boavista, mas treinou afincadamente com o comando e acabou por mostrar a todos os colegas a sua força. Marco é hoje o grande candidato à vitória final no reality-show da SIC e a sua consagração há muito que já é anunciada.

Num programa como estes, em que o esforço é quase sempre recompensado, sem sombra de dúvidas que há muito mérito deste jovem, caso alcance, de facto, a vitória final. Ele conviveu de perto com quem o quis expulsar, ele superou tudo e todos, mesmo que para isso tivesse que mostrar melhor o seu lado de jogador, cedendo por inúmeras vezes à tentação, para alcançar a tão desejada imunidade.

Marco foi o primeiro a conquistar lugar na grande final de Peso Pesado e amanhã, quando o virmos subir à balança, acredito que termos uma surpresa ainda maior. Afinal de contas, não há dúvidas de que foi um dos concorrentes, se não mesmo o concorrente, que mais se esforçaram por perder peso e mudar a sua vida. E não precisou de ser expulso, de prejudicar os restantes colegas para tal.

Um jovem, mas que tem tudo para ser um grande homem!

A Sara poderia ser apelidada de “guerreira”, pois foi a única mulher a sobreviver até ao fim na competição. É uma das favoritas à vitória, como a Marta também o era (e continuaria a ser se não tivesse sido eliminada) até à penúltima semana (do programa) na Herdade.

Desde o início que a Sara se destacou. Foi uma líder na equipa azul, foi uma resistente nas provas físicas, perdeu peso quando o jogo a impediu de ter acesso ao ginásio e aos treinadores no ‘treino de última oportunidade’. Quando a competição passou a duplas, quando constituiu a equipa roxa juntamente com o Ivo, foi ela que, muitas vezes, segurou a equipa e os impediu de ficarem abaixo da linha amarela. Nunca “baixou os braços”, nunca se queixou, nunca deixou de lutar para alcançar o seu propósito.

Desceu dos três dígitos de peso, mostrou que era possível perder peso apesar das mulheres terem mais dificuldade e sobreviveu à linha amarela quando, nas últimas semanas, ficou abaixo dela. Manteve a fé e mostrou que, como noutros tempos, é uma atleta!

Chegou à final por mérito próprio e é possível que nunca tenha manipulado o jogo a proveito próprio. Na última pesagem, foi a concorrente que perdeu a maior percentagem de peso e foi o ‘peso pesado’. Mostrou a guerreira que é ao apurar-se finalista.

A Sara merece ser a vencedora. Mostrou (e assim poderá mostrar ainda melhor!) que as mulheres também podem ser vencedoras, que conseguem perder peso (apesar de todas as dificuldades) e que toda a sua garra, desde o início, compensou. Ter chegado a finalista já foi uma grande vitória, é certo, mas o primeiro lugar do pódio seria a “cereja no topo do bolo” numa edição do “Peso Pesado” que foi sempre diferente do que já conhecíamos!

O dentista do Peso Pesado foi, desde o primeiro minuto, um dos candidatos mais fortes e que mais deu nas vistas, pelas estratégias montadas e por não ter papas na língua. Ainda assim, soube fazer um jogo limpo, ou pelo menos não tão sujo como o de Carlos e manteve-se distante de muitas das grandes polémicas.

Até ao momento, já perdeu uma grande percentagem de peso, e tem que receber todos os elogios, até porque é um homem casado, que foi pai durante o programa e esteve ainda mais sujeito às saudades de casa. Mas não desmoronou e manteve sempre a postura de guerreiro e de quem queria chegar à grande final.

Contudo, ainda não tem o seu lugar garantido, pois está a lutar pelo lugar de terceiro finalista. Não sei se o conseguirá alcançar, mas pensado de forma estratégica, não acabaria por ser mais fácil para ele derrotar os concorrentes que já foram expulsos e levar os 25 mil euros para casa, uma vez que os 50 mil parecem ir já direitinhos para a conta de Marco?

Certo mesmo é que, independentemente do que possa vir a acontecer, Diogo tem todo o mérito por estar no lugar em que está!

O Alexandre foi o concorrente que mais injustamente saiu da competição: saiu da Herdade a meio de uma semana, a meio da competição, por expulsão directa proveniente de um poder da caminhada. Não o merecia, não era um concorrente problemático ou que, na altura (na equipa vermelha), fosse um entrave para o sucesso da sua equipa! E, por ironia do destino, a saída forçada do José trouxe à competição o Alexandre… com o Bruno “atrelado”!

Voltou à competição na fase em que as duas equipas se desintegraram e passou a haver duplas. Não tinha uma pessoa forte ao seu lado, apesar de, nesta fase, o Bruno ter entrado com “a vontade toda”! “Fogo de vista”, portanto. E quem acabou por sair prejudicado foi o Alexandre que, mais uma vez, voltou a sair.

Mas como o “Peso Pesado” gosta de ser imprevisível, quando todos os ex-concorrentes tiveram a oportunidade de voltar à competição, o Alexandre conseguiu alcançar a ambicionada t-shirt cinzenta. E, mais uma vez, voltou com toda a força para a competição.

Chegou até à última semana e, quando não ficava abaixo da linha amarela, uma imunidade de um concorrente que iria enfrentar a Sala de Eliminação, empurrou-o para a expulsão. Mas a ironia do destino voltou a falar a seu favor…

A desclassificação do Ivo voltou a trazer o Diogo para a competição, a possibilidade de o tornar num dos finalistas e de subir ao pódio (ficando no TOP3) do “Peso Pesado”. Está, agora, a competir com o Diogo por esse lugar… qual dos dois conseguirá ser finalista? A meu ver, e apesar do Diogo nunca ter sido expulso da Herdade, quem deveria ser um dos finalistas seria o Alexandre que mostrou ser um verdadeiro “sobrevivente”! Ganhar? Quem sabe… Mas, ser finalista, seria um grande prémio para alguém que nunca desistiu, apesar do jogo nunca lhe ter sido favorável!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close