Frente a Frente

Frente a Frente – “Peso Pesado”

Frente a Frente

E depois do duelo entre Último a Sair, Peso Pesado e Perdidos na Tribo – Famosos, esta semana o Frente a Frente tem em conta a final que irá ocorrer no dia de amanhã. Os portugueses estão à espera de saber qual o vencedor do reality-show da estação de Carnaxide, ou melhor, qual o concorrente que perdeu mais peso em jogo, e em casa. Qual o seu prognóstico?

Entretanto, fique com uma opinião dos quatro finalistas na edição do Frente a Frente! Conte connosco, porque nós contamos consigo!

Desde o dia 1 de maio, data em que foi emitido o primeiro capítulo de Peso Pesado que tenho seguido este reality-show de sucesso. A um dia da grande final, torço para que o grande vencedor seja o jovem Fábio. Um rapaz do mais humilde que já vi nos reality-shows da televisão portuguesa e que, mesmo sabendo de antemão que estava num jogo, soube jogar e cumprir os objetivos a que se propôs.

Dos quatro grandes finalistas foi o único que nunca teve direito a uma visita da família, a uns dias de descanso em casa, ou até mesmo a correr o risco de abandonar a Herdade da Boavista por estar abaixo da linha amarela. Se, inicialmente foi um jovem que parecia “apenas mais um”, com o evoluir do jogo tornou-se numa das figuras mais simpáticas e sinceras de Peso Pesado.

Nem mesmo quando o principal concorrente à vitória final, curiosamente hoje eliminado, o tentou “picar” psicologicamente, desarmou. Foi o último concorrente a fazer a tão apetecida caminhada do poder e o primeiro a tornar-se finalista da versão portuguesa de The Biggest Loser. Mérito do próprio e um exemplo para os senhores que se seguem. A prova provada de que não é preciso fazer jogo sujo para ser um dos principais candidatos à vitória final.

E tanto que eu gostava de que Fábio fosse o primeiro Peso Pesado português. Amanhã à noite, sentado no meu sofá, lá estarei eu a torcer para que o portuense consiga vencer esta dura batalha contra a tão afamada balança. Mas, mais do que os 50 mil euros em jogo, Fábio já conquistou um lugar no coração dos portugueses pela sinceridade, humildade e vontade de mudar de vida. E, embora seja cedo para o dizer, arrisco-me a dizer que está um homem completamente novo e ainda mais saudável e pronto para  dura realidade que vai enfrentar a partir de agora.

Alguém que tenha marcado esta edição de Peso Pesado? Fábio, por, “grão a grão” ter enchido o “papo”. Só resta o round final. E oxalá que ganhe!

Com 33 anos, chegou à balança de Peso Pesado com 153 quilos e 100 gramas. Foi com desilusão que visionou os valores registados, mas foi também com bastante empenho que agarrou o desafio que lhe foi proposto. Com a sua ex-mulher ao lado, João tentou ultrapassar todas as barreiras que o corpo encontrava mediante os exercícios que lhe eram propostos. Apesar de na terceira semana ter ficado abaixo da linha amarela, tendo por isso sido expulso do programa, regressou no episódio 39, quando Sandra acabou por abandonar Peso Pesado devido a uma lesão. Assim, ocupando o lugar da mulher, João deu nas vistas pelo seu esforço, para além da sua história de vida. Separado, mas com uma amizade enorme por Sandra, com quem tem dois filhos, o concorrente de Rio de Mouro protagonizou uma história no programa diferente de todas as outras, pelo facto de ter aberto de certa forma a possibilidade de reatar com a sua ex-mulher.

Sendo um dos finalistas de Peso Pesado, e tendo a possibilidade de levar 50 mil euros para casa, defendo a sua vitória pelo facto de não ter baixado os braços depois de ter abandonado o programa pela primeira vez. Por outro lado, pareceu-me correto desde o início, tentando defender os seus valores juntos dos restantes participantes. O amor e amizade a Sandra provaram que tinha dentro dele um grande coração e, em equipa, demonstrou ser um dos mais fortes. Com a saída dos membros da equipa azul, como quem diz, Ricardo e Filipe, as hipóteses aumentaram para chegar à final.

Apesar de não ter acompanhado todos os episódios do programa, simpatizei com João desde o início, o que me levou a escrever sobre ele nesta edição do Frente a Frente. Mesmo não tendo a história de vida de Susana, ou o peso de Ricardo com uma idade tão jovem, João ultrapassou obstáculos, e demonstrou a Portugal que também é possível conviver com uma pessoa que se amou durante um determinado período de tempo, proporcionando aos filhos alguma estabilidade emocional.

Para mim, e pelo percurso que teve no reality-show do canal de Pinto Balsemão, merecia uma oportunidade clara. Mesmo tendo sido expulso, João conseguiu manter os hábitos de exercício e alimentares, acabando por chegar ao patamar dos 100 quilos. Segundo a TV Mais desta semana, o concorrente passou de 153 para 98 quilos.

Eu voto nele, e você?

A Paula, desde o início (em que pesava 113,1kg), foi uma das concorrentes que mais passou despercebida, talvez por se ter mantido atrás do filho Rodrigo que acabou por se destacar e ser eliminado (por se ter tornado numa “ameaça”)! Mas, sem grandes polémicas, foi traçando o seu caminho e perdendo peso. Ficando de semana para semana, por perder peso, por se ter “aliado” às pessoas certas, chegou à casa dos 80kg. Os outros, preocupados com os potenciais vencedores, com aqueles que teriam mais probabilidade de se consagrarem o “Peso Pesado” de Portugal, foram deixando a Paula ficar de semana para semana. E, subestimando-a, ela acabou por passar à frente daqueles que talvez fossem dados como certos na final!

A dupla castanha, Paula e Rodrigo, foi responsável pela separação das duplas, pela criação da dupla azul e vermelha. Na fase posterior, com a tensão criada pela disputa, a Paula teve de sobreviver às dúvidas dos colegas e às intrigas criadas por alguns. Manteve-se firme e não se desviou do seu caminho, do seu objectivo. Sempre com a missão de ajudar o filho, ela acabou por permanecer em jogo mais tempo. E, mesmo quando poderia sair, quando já tinha um pé na final e a poderiam expulsar, ela acabou por ganhar a possibilidade de ser a terceira finalista.

E, agora, a Paula “luta” com a Vanessa por um lugar no TOP3 e pelo prémio de 50 000€. Ela deveria ser uma das finalistas (e até ganhar) por ser a segunda concorrente mais velha do programa (mostrando, assim, que desde que haja força de vontade, tudo e possível, que nunca é tarde), por ter feito (à partida) um jogo limpo, por ser das concorrentes mais íntegras e com o mesmo perfil desde o início e por nunca se ter negado a nenhum desafio, a nenhuma actividade (ao contrário de muitos concorrentes mais novos). A “luta” não promete ser fácil e, domingo à noite, se revelará quem é a terceira finalista (Paula ou Vanessa?) e quem será o “Peso Pesado” de Portugal.

“É uma rebelde e a típica mulher do Norte, muito refilona e, ao mesmo tempo, muito protetora daqueles de quem gosta”, disse Júlia Pinheiro sobre Vanessa. Não podia estar mais de acordo. Foi logo no primeiro dia em que a vi na Herdade da Boavista que fiquei com uma excelente ideia desta rapariga. Uma cara de menina e uma atitude de uma senhora.

É talvez aquela que mais amigos fez dentro do programa e que pouco ou nada ligou ao jogo. Esteve ali focada em perder peso e em ajudar o namorado, Fábio, a mudar de vida. Chegou a ser o Peso Pesado da semana, contra todas as expetativas e está neste momento na luta para ser a terceira finalista do programa.

Muito se tem escrito que foi graças às amizades que Vanessa se manteve na Herdade. Concordo em parte, mas também defendo que teve um pouco de sorte e sem ela, o jogo não teria sido o turbilhão de emoções que foi. Revoltou-se contra quem fez jogo sujo e não teve problemas de o admitir na cara. É isso que admiro nas pessoas e passei a seguir ainda mais esta jovem com atenção desde o dia em que “enfrentou” Filipe. É isso que também se pede num programa deste género e ela esteve muito bem.

Como mulher que é, ainda não perdeu tanto peso como os rapazes, mas é de louvar a atual forma em que está e a sua mudança de atitude ao longo das semanas. Ao lado de Fábio fez a dupla ideal para um programa deste género e ficará para sempre na memória dos portugueses por ter sido a primeira noiva a estar durante três meses num reality-show.

É um exemplo para muitas jovens e, embora muitas vezes tenha sido traída pelas suas emoções está no lugar em que está por mérito próprio e merece-o. Gostei bastante dela e, não sei porquê, acho que os portugueses ainda vão ouvir falar bastante desta jovem. Eu fiquei fã e oxalá consiga tornar-se numa jovem ainda mais saudável e bonita. Merece-o como ninguém!

 

  • Ana Cláudia Oliveira

    São todos vencedores, mas gostei particularmente da Paula, pelas razões aqui em cima mencionadas

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close