Fora de Série

«Whitney»

Fora de Série2012

Na sua rubrica semanal dedicada à análise das séries televisivas, trazemos, desta vez, uma série que não é assim tão «Fora de Série».

whitney

«Whitney» conta a história de um casal pouco comum, interpretado por Whitney Cummings e Chris D’Elia, que se vai vendo metido em várias aventuras para apimentar e fugir à rotina da sua relação de vários anos. Naturalmente, a comédia surge, mas não muito.

A verdade é que «Whitney» era uma das séries que mais expectativas havia gerado na temporada passada, mas que acabou por, na minha opinião e reforçando que apenas vi os primeiros episódios, cair no ridículo. A naturalidade que é exigida em qualquer sitcom para de, alguma forma, manter um fio condutor que acrescenta alguma credibilidade à produção foi perdido. Ridicularidade, certamente, é algo a desejar numa sitcom. Mas não assim. Não utilizar piadas já mais do que usadas e abusadas, de um modo forçado e muito pouco natural.

Qualquer sitcom vive dessa naturalidade, de um timming apurado para o lançamento das piadas. Apesar de ser de notar um esforço do elenco, de facto, o enredo é muito fraco. E aqueles risos estridentes também não ajudam. Nada. Há anos que não ouvia aquelas faixas de riso ao estilo de «Malucos do Riso» e outras tantas séries de comédia portuguesas. Eu a pensar que já se tinha acabado com esse recurso. Não faz sentido e apenas contribuiu para uma irritação de quem vê. Nem todas as piadas geram gargalhadas, nem risos iguais. Assim, sente-se mais uma vez o enredo forçado, as piadas forçadas e pouco naturais.

Admito que a série possa vir a melhorar, mas infelizmente dificilmente vai contar comigo. Vendo «The Big Bang Theory» e existindo «How I Met Your Mother», «Modern Family» e outras séries de excelência, esta «Whitney» não vai merecer o meu tempo. Isso será certo.