Fora de Série Rubricas

«The Love Boat – O Barco do Amor»

Fora de Série2012

Fora de Série2012

 

 

Esta semana no Fora de Série voltamos a ir buscar uma série de boa memória dos anos 80, The Love Boat – O Barco do Amor. O amor está no ar… bem, não só no ar mas também no mar!

A série passava-se num navio sendo que a maioria dos episódios desenrolavam-se a bordo do Pacific Princess que realizava cruzeiros de luxo por diferentes lugares do mundo, era basicamente uma comédia com um ligeiro toque de romance uma vez que a maioria do enredo passava pelos casos amorosos entre vários passageiros do navio. Juntando a isto Gopher, Dr. Adam, Isaac, Julie e o capitão Stubing que davam o seu melhor para os ajudar e por vezes a irremediavelmente apaixonarem-se e estavam lançados os dados para um típico enredo no qual o amor vence sempre no final e as pessoas acabavam o episódio visivelmente felizes.

O elenco fixo da série eram os membros da tripulação, e entre elas destaque óbvio para o capitão do navio Merrill Stubing (interpretado pelo actor Gavin MacLeod), a diretora do cruzeiro Julie McCoy (Lauren Tewes), o barman Isaac Washington (Ted Lange), a filha do capitão Vicky Stubing (Jill Whelan), o médico Adam Bricker (Bernie Kopell) e o comissário de bordo Burl “Gopher” Smith (Fred Grandy). Tínhamos ainda os passageiros do barco, que eram diferentes em cada episódio e eram interpretados por atores e atrizes conhecidos, desde Ursula Andress, Anne Baxter, Kathy Bates, Cyd Charisse, Michael James Fox ou mesmo Zsa Zsa Gabor.

Em cada episódio da série surgiam várias histórias paralelas que afetavam inevitavelmente tanto passageiros como a tripulação e relações que se estabeleciam entre uns e outros, tinha romance, comédia, drama, tudo num só episódio. O tom da série era leve, divertido e com um toque de humor. Completamente naïf, festivo e exótico o que acabava por contrabalançar com temas mais sérios e mais graves. Os cenários passavam maioritariamente pelo navio ou pelos lugares onde o navio atracava, tínhamos sempre um lugar diferente o que acaba por não ser nada monótono porque conhecíamos vários sítios diferentes e igualmente atraentes.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=vTK0hr5oAOk]

 

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close