Fora de Série

«The Carrie Diaries»

Fora de Série2012

Fora de Série2012

The Carrie Diaries vinha com um legado importante, pois seria supostamente a prequela da popular série da década de 90 – Sex and the City. Por outro lado, vinha com também a marca da The CW, e aí traz naturalmente toda aquela auréola de adolescência e séries mais «ocas». Será que ainda assim The Carrie Diaries consegue ser Fora de Série? A ver vamos.

images

Na primeira temporada, a série foca-se na vida de Carrie Bradshaw (AnnaSophia Robb), que está nos seus anos de Liceu em 1984 e acaba de ser contratada para ser estagiária em Nova Iorque num escritório de advogados. Ela tem de enfrentar o recente falecimento da mãe, lidando com a perda, desenvolvendo a sua relação com o seu pai, uma irmã mais nova problemática e ainda todos os dramas que a adolescência acarreta e a descoberta de um mundo novo em Nova Iorque.

Naturalmente, The Carrie Diaries deveria ter aquela visão descomplexada e sem quaisquer tabus quanto à sua sexualidade, mas especialmente quanto ao desenvolvimento daquelas personagens. O curioso é que acabamos mais interessados na história dos amigos de Carrie, do que na protagonista (em Sex and the City também acontecia o mesmo, por vezes, admito). Não creio que isto tenha necessariamente a ver com os desempenhos dos atores, que considero positivos, mas com diálogos e um enredo cheio de clichés. Na realidade, esta série não passa de uma tentativa de tentar lucrar com a marca Sex and the City com uma série à la Gossip Girl.

Posso ser eu que tenho algum preconceito quando a este tipo de séries, que admito que entretêm, mas que realmente não trazem nada de novo à televisão. Além disso, acho que o legado de Sex and the City merecia uma série numa HBO. Considero que é certo que esta série foca-se nos anos da «inocência» de Carrie e companhia, mas poderíamos ser poupados aos lugares comuns e à previsibilidade. Então aquela irmã de Carrie é o aborrecimento em pessoa. Não compreendo porque todas as protagonistas têm de ter um irmão ou irmã que se mete em todos os sarilhos possíveis e imaginários… que atravessam aquela fase ad rebeldia… Senhores… Vamos tentar fugir desse rumo.

Apesar de tudo o que mencionei, julgo que a série terá potencial para crescer, durante a segunda temporada e nota-se já alguma evolução, tendo cativado os americanos, mas ainda lhe falta algo mais. Algo mais Fora de Série.

[youtube id=”PBctXyhhRq8″ width=”620″ height=”360″]

  • Ana C Oliveira

    Espero ansiosa pela 2ª temporada.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close