Fora de Série

Suits

Hoje é terça-feira e, como tal, é dia de Fora de Série.

O leitor sempre se imaginou num universo corporativo? Um universo onde os melhores são seleccionados? Um universo onde tudo deve ser feito com o máximo rigor, eficiência e prontidão? Sou o Jorge Pontes e hoje trago-vos a série Suits.

Imagine que é um advogado de uma firma que anda à procura de um novo candidato para o lugar de associado. Imagine, ainda, que o leitor não está com paciência para reuniões cujo o objectivo é garbar-se e que, de súbito, surge um rapaz que não foi sequer à universidade, que anda a fugir da polícia e que tem uma mende brilhante. Que fazia?

Pois bem, o parágrafo anterior não é mais do que a premissa da série. “Harvey Specter”, um advogado de renome e reconhecido por todo o seu árduo trabalho na firma “Pearson & Hardman”, anda à procura de um pupilo. Contudo, não tem cabeça para todas aquelas entrevistas dos grandes egos vindos de Harvard. Eis que surge “Mike Ross”, um rapaz perdido na vida e que ia ganhando uns trocos a marcar presença por outras pessoas em dias de exame de advocacia e a traficar droga para o seu amigo/colega “Trevor”. E no exacto momento em que ia fazer uma entrega e se apercebe que é uma armadilha, cai no gabinete de entrevistas de “Harvey” e cativa-o de tal forma que não lhe nega acesso a toda aquela sabedoria que “Harvey” lhe transmitirá.

À primeira vista, não parece ser uma premissa assim tão interessante. Lá diz o ditado que uma imagem vale mais que mil palavras e, nesta série, este ditado está em qualquer segundo do episódio.

Em primeiro lugar, temos uma personagem com bastante personalidade e capaz de espantar até o espectador que demora a ser surpreendido.

Em segundo lugar, temos um pupilo/discípulo que quer ser como Harvey mas com coração.

Em terceiro lugar, temos personagens secundários capazes de nos deixar a gargalhar durante vários segundos com aquilo que dizem e aquilo que fazem.

E em quarto lugar, temos casos que nos deixam agarrados desde o primeiro minuto porque, de facto, a construção inicial é feita de forma a que não possamos dizer adeus aos minutos seguintes. Além disso, é engraçado ver uma pessoa que nunca contactou com o ramo legal, aventurar-se neste mundo.

Tendo estreado no início deste verão, Suits arrecada, por episódio, uma média de 4.3 milhões de espectadores sendo a terceira melhor cotada do canal. Ainda acha que não são razões suficientes para a agarrar? Fique comigo mais um pouco e prometo-lhe que, no fim, estará completamente rendido.

Apresentação

Personagens

Harvey Specter (Gabriel Macht) – Uma das personagens principais da série. Com uma forte personalidade, atitude e rigor, Harvey é o melhr advogado de Nova Iorque e está sempre pronto a vencer qualquer caso que lhe apareça no caminho e se há coisa que ele não faz é desistir até ter aquilo que quer.

Mike Ross (Patrick J. Adams) – Juntamente com Harvey, forma a dupla vencedora que é o motor da série. Com a ajuda de Harvey, Mike ergue-se de uma vida má e sem futuro para abraçar todo um novo leque de experiências capazes de o mudar emocionalmente.

Donna (Sarah Rafferty) – A assistente de Harvey. Tal como ele, tem uma forte personalidade e uma carga de comédia bastante grande aos ombros. Quando entra em cena, deslumbra pela sua beleza e deslumbra com os seus diálogos.

Rachel Zane (Meghan Markle) – A assistente legal da firma. É aquela que mostra a Mike toda a firma e aquela que está sempre ao seu lado em qualquer altura. Mike vê nela uma aliada e uma confidente e é esse o primeiro passo para a amizade que floresce ao longo dos 12 episódios.

Louis Litt (Rick Hoffman) – O arqui-inimigo de Harvey, se é assim que o podemos denominar. É ele que está encarregado de humilhar os estagiários e luta com o seu arqui-inimigo pelo respeito e pela adoração de todos os investidores da firma.

Jessica Pearson (Gina Torres) – A figura do poder na série. A chefe de Harvey e aquela que mantem a racionalidade, a frieza e o controlo de todos os assuntos da firma. Também ela tem uma personalidade forte e choca, muitas vezes, com a de Harvey e de Louis.

Porque não devo perder esta série?

Suits é mais um hit do canal americano USA. Estreada no início da silly season, a série marcou logo uma posição na televisão muito por causa do seu leque de personagens diversificado e interessante e, sobretudo, pelo seu toque de comédia.

Em apenas 45 minutos, é-nos dado a conhecer um caso que vai sendo construindo de forma bastante dinâmica e sempre ligado a um passado ou a uma acção do leque de personagens. E talvez por causa dessa elevada dinâmica, o tempo passa a correr e quando damos por nós, já o episódio está no fim.

Além disso, a parte pessoal das personagens está bastante bem construida pois vai sendo intercalada à medida que enveredamos pela parte legal e embora saibamos pouco delas, o véu que vai sendo levantado permite-nos voltar sempre expectantes no episódio seguinte e encontrar sempre qualquer coisa nova numa história que, à partida, não parecia ser nada de especial.

O que podia ser melhorado?

A meu ver e talvez porque a série tem uma primeira temporada pequena, não consegui (ainda) notar alguma falha na história ou na montagem dos episódios. No entanto, noto um certo tédio em um ou outro episódio, mais ou menos a meio, mas que rapidamente passa nos minutos seguintes.

Onde posso ver?

Actualmente, a série ainda não poderá ser vista em qualquer canal nacional.

Curiosidades

  • A série conta já com a renovação para uma segunda temporada de 16 episódios com estreia marcada para o próximo verão.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close