Fora de Série

Once Upon a Time

once-upon-a-time-abc-01-550x380

Era uma vez, uma série encantada sobre um conto de fadas que é transportado para o presente e que traz muitas surpresas. A Branca de Neve, o Príncipe Encantado, a Rainha Má… todos eles estão nesta irresistível aventura fantástica. Era uma vez, Once Upon a Time em mais uma edição de Fora de Série, a sua rubrica semanal dedicada às séries do pequeno ecrã aqui d’A Televisão.

Once Upon a Time tem o selo da ABC e talvez por isso se centre num tema mais familiar. Contudo, este drama televisivo tem muito para oferecer para além do conto de fadas. As surpresas são constantes e as histórias inesperadas. Once Upon a Time conta a história de uma pequena vila que vive sob uma maldição, pois as pessoas que nela habitam são personagens de um conto de fadas que estão no presente e não se recordam do passado.

Os episódios desta série são uma constante viagem entre o conto de fadas, o presente e as semelhanças entre ambos. Vamos descobrindo novas ligações entre essas duas realidades. Existe, sem dúvida, uma componente familiar, mas a história é tão rica e dinâmica até, que creio que é uma das melhores séries que estreou na presente temporada nos EUA. Apesar de ainda não ter chegado à televisão nacional, quis deixar aqui esta sugestão.

Avancemos para o percurso habitual neste Fora de Série.

Quem é quem?

Emma Swan (Jennifer Morrison) é uma das personagens centrais desta trama. Teve um filho – Henry (Jared S. Gilmore) – que deu para adoção e que acabou a viver com a Rainha Má (Lana Parrilla) na curiosa vila de Storybrooke. Emma é a única pessoa que consegue deixar a vila, estando os outros presos na mesma sem conseguir sair. Contudo, a verdade, é que ninguém se apercebe desse facto. Apenas o pequeno Henry tenta que as pessoas acreditem na sua história, mas ninguém acredita que esta seja mais do que proveniente da imaginação do rapaz.

A Branca de Neve (Ginnifer Goodwin) também está nesta aventura. No presente é a professora do pequeno Henry e também vai ouvindo e começando a acreditar nas suas histórias. Assim como Emma. A Rainha Má é que não está para aí virada, pois na realidade, foi ela que criou toda esta maldição. Existe ainda o Príncipe Encantado (Josh Dallas) e outras tantas personagens características dos contos de fadas.

Por que não devo perder esta série?

Eu diria que Once Upon a Time é perfeita para aqueles que apreciam um enredo que vai sendo desvendado lentamente mas ao mesmo tempo que seja leve. A cada episódio conhecemos mais pormenores do conto de fadas, mas também do presente. Percebemos as ligações entre ambos e vamos contactando com novas personagens. Se por um lado existem alguns aspetos previsíveis (afinal de contas quantas vezes nos contaram a história da Branca de Neve?) é na dinâmica – presente/passado – que está a verdadeira essência da série e as surpresas acontecem.

Desengane-se se acha que se trata de uma série infantil, lá porque aborda os contos de fadas que tantas vezes ouvimos na nossa infância, não julgo que essa seja uma limitação da série, mas antes uma mais-valia, particularmente numa televisão em que proliferam os dramas médicos, juvenis (sim, séries melosas e Morangónicas), esta prima pela diferença. Se eles vão viver felizes para sempre? Sim, tenho a certeza que sim (é um conto de fadas!), mas o processo para alcançar essa felicidade é que me atrai e interessa.

Deixo também uma palavra para o elenco que conta com alguns nomes bastante conhecidos de todos nós, mas outros nem tanto e que conseguem provar o seu talento, sem margem para dúvidas e acrescentam uma dose de credibilidade às suas personagens. De destacar o facto de todos os atores desempenharem duas personagens que apesar de serem a mesma, são muito diferentes.

Do ponto de vista do vestuário e cenografia, é importante dizer que são fenomenais. Os efeitos especiais por vezes pecam um pouco (ecrã verde…), mas a caracterização das personagens é fenomenal.

O que podia ser melhorado?

Era dar mais episódios por semana. Contudo, importa realçar que não é no primeiro episódio que se fica “viciado” nesta história, mas com o tempo acabamos por entrar neste mundo de fantasia e querer saber tudo o que este esconde. Imperdível.

FIM.

Mas o Fora de Série, esse, regressa já para a semana.

Até lá, boas séries.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close