Fora de Série

O Sexo e a Cidade

sex_and_the_city11


Sex & the City – Opening

Tendo como cenário a cidade de Nova Iorque a série foca as relações de quatro amigas, três delas na casa dos trinta e uma outra Samantha, nos quarenta. Elas são jovens, desejáveis e inseparáveis e confiam umas nas outras para contar as aventuras e desventuras das respectivas vidas sexuais, tão diferentes como a própria natureza de cada uma delas.

Carrie Bradshaw é colunista num jornal de Manhattan onde tem uma coluna na qual fala sobre relações amorosas intitulada Sex & the City. É a principal narradora ao longo de todos os episódios da série contando não só episódios da vida dela mas também das amigas sendo continuamente crítica de tudo o que pode ter impacto na vida sexual das mulheres actuais, já tentou quase tudo, está constantemente desapontada com o amor mas regressa sempre aos braços de Mr. Big.

Miranda Hobbes é uma advogada ruiva determinada a ser bem sucedida profissionalmente e apesar de se apaixonar é completamente racional e a mais prática das quatro. Charlotte York trabalha numa galeria de arte, vem de uma família rica e prestigiada com altos padrões morais, é a mais romântica e sensível de todas elas mas demasiado insegura o que torna os seus relacionamentos impossíveis quando consegue ter alguém. Finalmente Samantha Jones trabalha como Relações Públicas e é a voz da luxúria nos encontros com as amigas, ninfomaníaca por defeito, está sempre à procura de sexo escaldante sem compromisso e quase sempre consegue aquilo que quer.

A série acaba por aliar comédia ao drama ao focar assuntos como o papel da mulher na sociedade actual e os problemas inerentes a estas, cancro da mama, aborto, passando por cenas de conteúdo explicitamente sexual. A série de culto teve seis temporadas e deu origem a dois filmes.

Quem é quem?

Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) – é a narradora da série, uma vez que cada episódio é pensado segundo o tema que ela aborda na sua coluna para o The New York Star. Ninguém consegue captar tão bem a essência da busca do amor na cidade de NY como Carrie Bradshaw o faz. Solteira e fabulosa, Carrie inspira-se na sua própria experiência bem como na das suas melhores amigas abordando desde a dependência emocional à independência sexual. E ainda assim no meio de tudo isso procura ela própria o amor. Ao longo dos anos a única pessoa que conseguiu com que Carrie se apaixonasse e lhe partiu o coração foi Mr. Big, os dois tem uma relação única com química sexual inegável mas o medo de Big em comprometer-se fala mas alto sempre e todas as vezes que Carrie tenta desligar-se ele surge novamente na sua limousine e Carrie volta sempre para ele até ele se ter casado. Aí surge Aidan, bom coração, giro, honesto e pronto a comprometer-se, Carrie apaixona-se por Aidan, ainda assim envolve-se novamente com Big (agora casado), quando cai em si confessa a Aidan a traição e acaba a relação. Voltam a estar juntos novamente na Temporada 4 e quase se casam mas as dúvidas de Carrie falam mais alto e esta acaba endividada. Muda-se como colunista para a Vogue depois da decisão de Big mudar-se para a Califórnia. Diz adeus ao passado e enfrenta um novo futuro. A sua carreira está de vento em popa com o lançamento de um livro mas Carrie torna-se cínica em relação ao amor. Conhece Jack Berger (que era também escritor) e envolvem-se. No entanto numa viagem a Califórnia Carrie volta a ver Big e dormem juntos mas mesmo sexo sem compromisso com Big não é simples. Carrie volta a rever Jack Berger e decidem sair juntos e dar-se uma nova oportunidade mas acabam por separar-se porque Berger não consegue lidar com o sucesso de Carrie. A sorte de Carrie com os homens acaba por atirá-la para os braços do artista Aleksandr Petrovsky que com o seu charme europeu e carisma inato a conquistam. Além de tudo isto, Carrie é conhecida pelo seu bom gosto pela moda, o que a faz gastar todo o seu dinheiro em sapatos (Manolo Blahnik ou Christian Loubotin) ou em roupas das casas de moda mais aclamadas e pela vida que a grande cidade proporciona. Outro motivo de orgulho é o seu apartamento de um quarto em Upper East Side, que finalmente compra e é a sua casa por toda a série.

charlotteCharlotte York (Kristin Davis) – trabalha numa galeria de arte e tem uma visão optimista do amor e do romance tendo em conta o cenário de NY. Nasce na classe média alta, é a mais conservadora e tradicionalista do grupo e muito idealista. Charlotte sempre soube o que queria ter na sua vida, queria casar-se, ter um amor verdadeiro e queria um marido rico, giro e que pertencesse à alta sociedade. Trey MacDougal surge como o Príncipe Encantado mas o casamento não era nada do que ela estava à espera. Arrastou o marido para a terapia sexual, confrontou a mãe de Trey e deixou de trabalhar na galeria de arte quando se casou. Quando decidem ter filhos, não conseguem logo e iniciam tratamento de fertilidade e consideram a adopção. Trey confronta Charlotte com a decisão de ter filhos e ela não vê futuro na relação e o casamento deles acaba mas ela continua a acreditar no amor. Aqui surge Harry Goldenblatt, o advogado que trata do divórcio, Charlotte acaba por envolver-se com ele e ter sexo escaldante e percebe que está a apaixonar-se por um homem que representa tudo o que ela achava que não queria. Charlotte acaba por converter-se ao Judaísmo por amor mas fica tão stressada que acaba por separar-se de Harry. Charlotte finalmente reencontra Harry e voltam a ficar juntos.

mirandaMiranda Hobbes (Cynthia Nixon) – Miranda é uma advogada inteligente e orgulhosa da sua carreira. Torna-se sócia da firma onde trabalha a muito custo e tem um apartamento próprio. Eleva as expectativas tanto na vida pessoal como na vida profissional. Empenha-se na sua vida amorosa mas acaba por abandonar a procura do amor. Terra a terra e “durona” não se abre facilmente, disfarça a vulnerabilidade com o cinismo em relação aos homens daí estar quase sempre sozinha ao longo da série. Até surgir Steve Brady com o qual inicia uma relação mas continua com dúvidas por causa da simplicidade com que Steve encara a vida e acabam por separar-se mas mantêm a amizade. Quando Steve tem cancro nos testículos, Miranda acaba por apoiá-lo e tem uma noite de louca paixão acabando por ficar grávida, decide fazer um aborto mas à última hora decide não o fazer e ter o bebé, com o apoio de Carrie e Steve nasce Brady Hobbes. A relação com os amigos mantém-se apesar de agora ser mãe solteira. Miranda e Steve voltam a entender-se e acabam por casar-se e ir viver em Brooklyn.

Samantha Jones (Kim Catrall) – Samantha é a mais velha do grupo, a bonita e sedutora RP, seduz qualquer homem, de qualquer idade. Sabe exactamente o que quer e na maior parte das vezes é bem sucedida nomeadamente com o sexo oposto. Irradia confiança em tudo o que faz, quer seja com os clientes, quer seja a arranjar uma mesa no restaurante mais chique da cidade ou mesmo a seduzir o homem mais sexy na sala. Samantha não tem problemas com a sua sexualidade e tem o maior número de amantes durante a série, desde treinadores de wrestling, a estudantes passando por agricultores. Esqueçam casamento, Samantha só pensa em relações de uma noite só e tem orgulho nisso. Chega inclusive a experimentar uma relação lésbica mas acaba por não resultar. A sua conquista seguinte é o magnata hoteleiro Richard Wright que parecia ser perfeito para Samantha mas à medida que a relação progride Samantha deixa de se sentir só atraída para passar a estar apaixonada por Richard e declara-se, quando descobre a traição deste acaba por ficar com o coração partido. Decidem dar-se mais uma oportunidade mas acabam por separar-se. Samantha conhece então Smith Jerrod e a última coisa que lhe passa pela cabeça é ter uma relação monogâmica com este. Contudo Smith conquista-a de uma forma que nenhum outro havia feito. Apesar de negar (às amigas e a ela mesma!) acaba por apaixonar-se irremediavelmente por ele. Acaba por ter um cancro e com o apoio das amigas e de Smith Jerrod ultrapassar mais esta batalha.

Mr. Big/John James Preston (Chris Noth) – O nome diz tudo. Desde que entra em cena, ele é extremamente bonito e tão inacessível. Cavalheiro, conhece Carrie ao colidir com ela na rua acaba por apanhar os pertences da mala desta sem nunca comentar o conteúdo da mesma, os preservativos. Durante toda a série ele entra e sai da vida de Carrie mas nunca sabemos exactamente o que se passa com ele. Ele é o típico nova-iorquino, homem da cidade, adora jazz. O seu sorriso e o levantar de sobrancelhas é irresistível e quando ele aparece na casa de Carrie no triste aniversário dela com champanhe gelado e balões, Carrie apaixona-se irremediavelmente e mais uma vez por ele. O comportamento imprevisível dele é o que mais atrai Carrie. Bem sucedido em tudo, desde o carro com chauffeur, o apartamento, os fatos Armani. Trabalha algures no mundo financeiro, tem uma predilecção por mulheres bonitas, modelos e actrizes nomeadamente, vai à Igreja com a mãe todos os Domingos. O que é mais frustrante na personagem é que realmente nós sabemos que ele se preocupa e que ama e sabe no fundo que Carrie é a mulher da vida dele. E faz com que ela acredite que podem ficar juntos para sempre mas Carrie vê-se de coração partido na maioria das vezes em que tenta ter algo mais sério com Big.

Carrie nunca consegue separa-se totalmente de Big, tornam-se amigos e por causa do passado deles juntos ele consegue sempre que ela fique com ele quando está sozinha ou com medo. Quando comunica a Carrie que vai para a Califórnia, Carrie compara a saída dele de NY com o edifício da Chrysler sair de NY. É quanto o Big significa para ela. Desde que ele se muda, eles mantém o contacto telefónico e cruzam-se algumas vezes. Uma angioplastia faz com que Big abra o coração a Carrie expressando os verdadeiros sentimentos que tem por ela apesar de Carrie saber que esperar por Big é impossível.

Curiosidades

  • Devido aos ataques terroristas do 11 de Setembro de 2001, imagens das Torres Gémeas que apareciam no genérico de “Sexo e a Cidade” foram substituídas por representações do Empire State Building a partir da quarta temporada
  • A Entertainment Weekly distinguiu “Sexo e a Cidade” como a quinta melhor série televisiva dos últimos vinte e cinco anos e o videoclip de “Girl”, das Destiny’s Child, é uma homenagem à série
  • Cynthia Nixon (Miranda) é loira e teve que pintar o cabelo de ruivo para ser aceite no elenco e todos os brincos usados por na série eram falsos, a actriz nunca furou as orelhas e recusou-se a fazê-lo para a série
  • A última palavra pronunciada na série é “Fabulous”
  • Existem visitas guiadas de autocarro em Nova Iorque aos locais mais comuns de “Sexo e a Cidade
  • Kim Catrall recusou por duas vezes o papel de Samantha Jones, felizmente o namorado e produtor da série lá acabou por a convencer a entrar no episódio piloto
  • Chris Noth (Mr.Big) é a única personagem além das quatro amigas que aparece tanto no primeiro como no último episódio

Por que não posso perder esta série?

Cativa desde o primeiro episódio pelo facto de nos identificarmos com os dramas pessoais destas quatro mulheres, com as relações, com os homens, as frustrações pessoais e profissionais, os problemas e as alegrias…ainda conseguimos sonhar com o facto de não podermos ter uns sapatos Manolo Blahnik’s ou uns Christian Louboutin como os da Carrie ou um vestido Dior que custa uma pequena fortuna mas pelo menos naqueles 30 minutos de série a pessoa está completamente divertida e absorta no mundo de NY.

Onde posso ver?

Existem todas as temporadas em DVD bem como os dois filme.

Passou na SIC e na SIC Mulher mas actualmente não passa em nenhum canal

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close