Fora de Série

Grey’s Anatomy

Anatomia de Grey, é uma série médica norte americana produzida para o canal de televisão ABC.

Grey´s Anatomy é uma série médica tipicamente americana, que bebeu influências em ER, House (entre outros) centrada na vida da interna de cirurgia, Meredith Grey (Ellen Pompeo) e dos seus colegas, as suas vidas amorosas, dificuldades e realizações profissionais e pessoais.

Meredith Grey é uma jovem pacata e humana que é seleccionada para Interna de Cirurgia no Seattle Grace Hospital (SGH), onde a sua mãe, Ellis Grey fora uma conceituada cirurgiã. Lá conhece aqueles que virão a ser os seus melhores amigos, vive as primeiras grandes desilusões profissionais e luta para manter o seu relacionamento com o seu superior Dereck Shepherd e para esconder que a sua mãe sofre de Alzheimer.

No frenético Hospital central de Seattle, Meredith tem que fazer valer as suas capacidades, para se afirmar como profissional e tem também que se forçar a sair do seu mundo sombrio e um quanto distorcido. É a sua caminhada enquanto médica, juntamente com os seus amigos e companheiros de jornada, que reflecte amplamente o seu amadurecimento enquanto ser humano, que Shonda Rhimes nos dá a conhecer.

Personagens actuais a conhecer:

A série apresenta um grupo inicial de 5 internos (agora já residentes), dos quais 3 ainda mantêm a sua posição do SGH:

Meredith Grey (Ellen Pompeo) – Inteligente, sensível, compreensiva, extremamente humana e amiga do seu amigo, Meredith é muito trabalhadora e esforçada, apesar de já ter instintos médicos bastante aguçados, talvez fruto da convivência diária com a mãe, de ter crescido por corredores de hospitais, ou talvez apenas pela sua queda natural para a medicina.

Apesar disso, Meredith não teve uma vida fácil e ainda vive atormentada por fantasmas do passado: a sua infância pautada pela negligência da mãe, abandono do pai e falta de retaguarda familiar e de uma figura presente como sustento. Isso tornou-a bastante vulnerável emocionalmente, conferindo-lhe uma grande labilidade emotiva e indecisão, o que a tornam insegura. Sombria e distorcida (dark and twisted) é assim que a própria se descreve.

Envolve-se amorosamente com o neurocirurgião Dereck Sheperd, o que lhe vai custar alguns dissabores, principalmente para tentar manter esta relação feita de avanços e recuos.

Cristina Yang (Sandra Oh) – Cristina Yang é-nos dada a conhecer como interna do primeiro ano de Cirurgia e rapidamente cria uma forte afinidade com Meredith e se torna a “sua pessoa”. É a sua melhor amiga e confidente e andam quase sempre juntas, protegendo-se mutuamente.

Cristina é inteligente, determinada e competitiva. Luta pelos seus intentos e normalmente consegue atingi-los.

Autoritária e mandona, adquiriu estas características para esconder a sua fragilidade e medos interiores. Também ela sofre com o passado, principalmente com a morte do pai nos seus braços, num acidente de viação, quando esta tinha apenas 9 anos, algo que nunca conseguiu ultrapassar. Aparentemente, demonstra uma grande falta de tacto a lidar com os outros, podendo mostrar-te bastante agressiva e até sem maneiras. Contudo, tornando-se amiga, é de uma lealdade canina, faz de tudo para proteger aqueles que ama, mantendo o seu bem estar, mesmo que seja em detrimento dela própria. Envolve-se com o cirurgião cardio torácico, Preston Burke, com quem acaba por formar uma equipa tácita, até que sofre um grave desgosto de amor que a deixam vazia, a nível pessoal e profissional, uma vez que este era o seu mentor.

Alex Karev (Justin Chambers) – É um dos melhores amigos de Meredith. Perspicaz, trabalhador e responsável, a Alex não teve uma vida fácil e lutou muito para formar-se em medicina.

Desde os maus tratos que sofreu, até ter que tomar contar dos restantes irmãos, por incapacidades dos pais, alcoólicos e toxicodependentes. Contudo, a vida dura que teve não o desmoralizou. Alex é considerado um pouco convencido, arrogante e presunçoso, sendo também um excelente médico, com bons instintos e mau firme e talhada para o corte. Amigo do seu amigo, está sempre disposto a ajudar o próximo, sempre à sua maneira seca e aparentemente insensível.

 

 

 

Do grupo inicial de internos, destaca-se ainda George O´Malley (T.R. Knight) que faleceu, atropelado por um autocarro, ao salvar uma jovem e Izzy (Isobel) Stevens (Katherine Heigl), que após quatro anos de prática médica no Hospital de Seattle, recebe a notícia de que está gravemente doente com um cancro terminal que, apesar de o conseguir vencer, lhe causa graves problemas e levanta questões que a levam a deixar o Hospital.

Para além dos Internos, a série mostra-nos outras personagens a reter:

Dereck Shepherd (Patrick Dempsey) – Chefe de neurocirurgia, é sensível, de bom trato, humano e bastante calmo e paciente. Apesar de ser bastante duro e teimoso com ele próprio. Dereck apaixona-se por Meredith mal chega a Seattle e inicia um conturbado romance com esta, principalmente após ser descoberto que é casado com outra cirurgiã neo-natal de renome Addisson Montgomery.

De moral exemplar e com uma bondade única, Dereck encanta tudo e todos, o que aliado à sua beleza natural lhe conferem o epíteto de Homem de sonho, Mcdreamy, como é conhecido na série. Um dos seus maiores sonhos enquanto médico é encontrar tratamento para doenças incuráveis e chega mesmo a formar equipa com Meredith para tal.

 

 

 

Miranda Bailey (Chandra Wilson)É a mentora oficial do grupo de internos que seguimos, e a pedra de toque do serviço de cirurgia do Hospital. Íntegra, batalhadora, inteligente e dura, não parece ter grandes falhas. Não lhe são atribuídos grandes romances, ao contrário da restante equipa médica.

Compenetrada no seu trabalho e dedicada, Bailey é ao mesmo tempo, engraçada, irónica e doce, tornando-se uma das personagens mais carismáticas da série.

 

 

 

 

 

Richard Webber (James Pickens, Jr.) – É o chefe de serviço de cirurgia. Inteligente, sempre um passo acima dos demais, mostra-se calmo, determinado e lúcido nos momentos mais importantes. Tem sempre a palavra certa no momento certo, todas estas qualidades, levam-no a chefiar com mão de ferro o seu serviço, de tal forma, que até chegamos a esquecer que é um simples homem com falhas e indiscrições, como qualquer outro.

Ainda vive atormentado pelo caso amoroso que teve no passado com Ellis Grey e luta contra os seus problemas de alcoolemia.

 

 

 

 

Callie Torres (Sara Ramirez) – Assistente de cirurgia é bastante obstinada e determinada e bastante social, embora se revele muito impulsiva, principalmente quando é contrariada.

Herdeira de uma grande fortuna, renuncia a tudo quando conhece Arizona Robbins, assistente de Pediatria, com quem inicia um relacionamento, mesmo contra a vontade dos seus familiares, com quem corta relações.

 

 

 

 

 

 

Mark Sloan (Eric Dane) – Dono de um enorme charme natural, Mcsteamy (como é conhecido) é considerado um grande mulherengo. Foi durante anos o melhor amigo de Dereck, até que o traiu ao dormir com Addisson, mulher deste. A partir de então, a relação de ambos nunca foi a mesma. Contudo, e apesar desta capa frívola e leviana, Mark é um homem profundo, interessante, capaz de grandes gestos de amor, se deixar as aparências de lado e se esforçar, mostra uma vertente encantadora, o que o torna um dos personagens mais ambíguos da trama.

 

 

 

 

 

Tal como uns saem da história de Meredith, outros personagens vão surgindo ao longo da série, tal como na vida, para provar que esta não é estável, mas em constante mutação, caracterizada por estas entradas e saídas de pessoas e sentimentos.

Owen Hunt (Kevin McKidd) surge para retirar Cristina da letargia a que se havia acomodado, iniciando um romance explosivo e intenso com ela. Owen sofre de stress pós traumático de guerra, após ter vivenciado os horrores e atrocidades da guerra do Iraque, onde esteve com Teddy Altman (Kim Raver), cirurgiã cardiotorácica que surge no Hospital e vai ajudar Cristina a subir no mundo da cirurgia cardio torácica, o seu grande sonho, adormecido desde a saída de Burke, mas que também vai disputar o coração do tenente Owen.

Tal como no resto do mundo, o SGH não é imune à crise e esta obriga à fusão com o Mercy West Hospital, de onde surgem outros personagens interessantes, como Jackson Avery (Jessie Williams) e April Kepner (Sarah Drew), também residentes de cirurgia, que encontram alguns problemas de adaptação no novo Hospital.

Abertura oficial

(primeira temporada):

Todas as outras temporadas têm abertura igual: apenas os créditos, no inicio de cada episódio, seguido de um separador.

Porque não devo perder:

Anatomia de Grey tem drama, romance, comédia, intriga, nem sempre bem doseados, mas bem intrincados, tornando-se numa série de culto e fácil de seguir. O enredo é bastante leve e motivador, e os casos médicos, apresentados numa perspectiva humana e reflexiva fazem-nos parar para ver. A história da equipa médica, da sua ascensão no mundo médico, os seus amores, desilusões e dúvidas existenciais prendem-nos ao ecrã.

Algumas Falhas:

O drama tornou-se demasiado centrado nas questões amorosas dos médicos e profissionais de saúde e perde-se nestes meandros, tornando-se demasiadamente baseada em sexo. Os casos médicos apresentados são tão raros que a série ganhava mais se fosse buscar doenças do dia-a-dia, com as quais os espectadores se pudessem identificar mais.

Curiosidades:

  • Antes de ser anunciada com o nome Grey´s Anatomy, a série esteve para ser Complications.
  • O nome Grey´s Anatomy é proveniente de Henry Gray, autor do livro médico Gray´s Anatomy, propositadamente alterado para fazer referência a Meredith Grey, personagem principal da série.
  • O edifício da empresa de comunicações Fisher e Fisher ABC KOMO, a Fisher Plaza, é usado para filmar muitas das cenas de exterior da série. Enquanto que a maior parte das cenas de interior são filmadas no Sepulveda Ambulatory Care Center, na Califórnia.
  • A música desempenha um papel fundamental em Grey´s Anatomy, músicas como Chasing Cars (Snow Patrol) ou How to save a life (The Fray) foram usadas como meios privilegiados de divulgação e promoção da série. Cada episódio da série possui o nome de uma canção. O episódio 18 da 7ª Temporada é totalmente musical.
  • Os títulos dos episódios geralmente têm algo a ver com o tema ou a moral da história do episódio e esta moral é narrado pelo voice-overs ouvidos no início e no fim de cada episódio.
  • Exceptuando alguns casos, a maior parte dos episódios começam e acabam com uma narração de Meredith Grey.  O texto narrado refere-se, em muitos casos, aos nomes dos episódios ou a conflitos e enredos dos personagens.
  • Desde que Addison Montgomery se mudou para Los Angeles, os episódios crossover tornaram-se bastante comuns na trama de Grey’s Anatomy, assim também como em Private Practice.
  • A série foi indicada e nomeada para vários prémios: Emmy, Globos de Ouro para melhor série dramática, melhor argumento, melhores actriz secundária (Katherine Heigl, Sandra Oh, Chandra Wilson, Isaiah Washignton).

 

Grey´s Anatomy é uma série moderna, que apesar de todas as incorrecções médicas e do índice de confraternização afectiva de alguns protagonistas da série, tem uma grande legião de fãs por todo o mundo, por conseguir aproximar-se destes através da emoção, do drama e da intensidade com que estes são focados, tornando-se verdadeiramente viciante. Uma lufada de ar fresco nos dramas médicos, que apesar de não trazer nada de novo, muda o ângulo de abordagem do tema, proporcionando-nos uma outra visão.

 

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close