Fora de Série

Gossip Girl

Neste novo Fora de Série trago um dos produtos para adolescentes que tem feito furor nos últimos tempos: Gossip Girl.

Uma série de Josh Schwartz e Stephanie Savage, produzida para o canal de tv norte-americano, The CW, inspirada nos livros de Cecily Von Ziegesar,.

Gossip Girl mostra as vidas de alunos dos Colégios Constance Billard (para raparigas) e St. Jude’s (para rapazes), considerados a nata de Manhattan. Retoma o estilo das séries de adolescentes de culto desde Beverly Hills  90210, The OC, 90210, fazendo-o de um novo ângulo: todas as histórias e contratempos dos alunos são relatados anonimamente por uma rapariga cujo pseudónimo é “Gossip Girl”, que os publica no seu blog homónimo.

Ao trazer ao de cima aquilo que há de mais decomposto e enraizado na sociedade nova-iorquina, a forma como estes se misturam e os seus fracassos, expondo-a abertamente, o blog desta rapariga bisbilhoteira faz algo mais: põe o dedo na ferida mais profunda. E remexe de tal forma que acorda cisões, questionando vícios, manias e tradições. Estas fofocas levianas e, aparentemente, superficiais, aproximam das massas as vidas dos colunáveis de Manhattan, mostrando-nos os “quem”, os “o quê”, “quando”, “como”, “onde” e os “porquês” de forma simples, clara e transparente.

Exclusões sociais, toxicodependência, sexo, distúrbios alimentares, violência doméstica, alcoolismo e traição são abordados sem máscaras, sem rodeios ou meias verdades, apenas com o filtro do que os sentidos podem apreender.

Por cenário, temos Upper East Side, onde reside a elite de Nova Iorque, os seus charmes, excentricidades e ridículos.

Todos os episódios da série começam com estas palavras narradas pela Gossip Girl como forma de assinatura de todos os posts do seu blog:

“And who am I? That’s one secret I’ll never tell  Until then, you know you love me, XOXOGossip Girl…”

“E…quem sou eu? É um segredo que nunca vou revelar…até lá, vocês sabem que me adoram, beijinhos…Gossip Girl…”

 

TRAILER: 

http://www.youtube.com/watch?v=hPKvFVYEOKg

       

PERSONAGENS PRINCIPAIS:

 

 

Serena Van der Woodsen (Blake Lively) – Bonita, e atraente, Serena é o tipo de rapariga de que os rapazes gostam e quem as raparigas adoram odiar. Frequentadora assídua das festas da alta sociedade tem um passado ligado a drogas e álcool. Foge de Nova Iorque depois de ter dormido com Nate, o namorado da sua melhor amiga, Blair Waldorf. De regresso, mais simpática, madura e humilde, conhece Dan e apaixona-se por ele. Contudo, estes dois mundos antagónicos chocam constantemente, de forma espontânea, ou por estímulos exteriores. Será Serena capaz de conciliar amor com diferença social?

 

alt

 

 

Blair Waldorf (Leighton Meester) – Melhor amiga de Serena e namorada de Nate. Tão bonita quanto venenosa, é conhecida como “Queen B.”, a verdadeira rainha de Upper East Side. Arrogante e emproada, raramente perde a pose altiva, que esconde as suas gigantescas fragilidades emocionais. Tem uma relação amor/ódio com a mãe, Eleanor Waldorf, por quem foi criada de forma fria e castradora e que incutiu na filha todo o tipo de complexos e preconceitos. Dadas as suas carências afectivas, Blair confia demasiado nas pessoas, levando algumas facadas pelas costas. Inteligente, batalhadora e calculista, não olha a meios para atingir os objectivos. Apaixona-se por Chuck Bass, mas aceitará ela bem o único facto espontâneo da sua vida?

 

 

 

 

Dan Humphrey (Penn Badgley) – Tímido, introvertido e recatado, é o rapaz sombra. Não gosta muito de socializar com os outros alunos de St. Jude’s, porque não se identifica com eles e também porque é alvo de separatismo, uma vez que é bolsista. Simpático, justo, lutador e modesto, sonha ser escritor. Criado numa família humilde, mas muito calorosa, desenvolveu laços afectivos muito estreitos com o Pai, Rufus, e a irmã, Jenny. Quando Serena, a sua paixão de infância, se apaixona por ele, vê a sua vida mudar radicalmente.

 

 

 

 

Nate Archibald (Chace Crawford) – Rico Bonito, popular e jogador de lacrosse. A mãe pertence à alta sociedade e o pai, com quem gosta de correr no Central Park, é um ex-capitão da Marinha e toxicodependente. Desde sempre fora namorado de Blair, tendo um relacionamento tumultuado. É confuso, e indeciso, tendo (tal como Blair) um enorme vazio emocional, não sabendo o que realmente quer para si. É o melhor amigo de Chuck Bass e, por serem filhos únicos, cuidam um do outro como irmãos.

 

 

 

 

Jenny Humphrey (Taylor Momsen) – É a irmã mais nova de Dan, com o qual tem uma relação de profunda amizade. Quer sempre a aparentar mais idade do que a que tem, e considera as colegas do colégio Constance Billard melhores do que ela. Pretendia ficar amiga de Blair para ser popular, mas acabou por “destroná-la”. É muito amiga de Eric, o irmão de Serena. Ela tem muito talento com a máquina de costura e sonha em tornar-se designer de moda, chegando a trabalhar com Eleanor Waldorf,  a conhecida designer, mãe de Blair.

 

 

 

 

Chuck Bass (Ed Westwick) – Multimilionário, prepotente, egocêntrico e frio é o “diabo” de Gossip Girl. Grande adepto de sexo e álcool é órfão de mãe e o pai não lhe dá atenção e por isso Chuck não consegue demonstrar sentimentos, o que atrapalha a sua relação com Blair Waldorf, por quem se descobre apaixonado e com quem vai viver um relacionamento conturbado de avanços e recuos.

 

 

CURIOSIDADES:

Todos os títulos dos episódios derivam de nomes de filmes, como “The Debarted” e “The Departed” ou “Serena also rises” e “The Sun also Rises”.

Blair e Chuck ganharam a preferência do público e tornaram-se o casal favorito da série, que primeiramente ia ser voltada para Dan e Serena.

Ed Westwick fez o casting  inicial para ser Nate Archibald, só que os produtores acharam que ele se ajustava mais como Chuck Bass.

Stephanie Savage conta que Constance Billard é baseada na escola particular para meninas Nightingale-Bamford, onde ela estudou, localizada no bairro central da história, e que se inspirou nas suas experiências enquanto estudante.

A banda de Rufus “Lincoln Hawké o nome do personagem de Sylvester Stallone no filme O Lutador, de 1987.

A emissora The CW mantém um blog,  “Gossip Girl“, sempre actualizado com as vidas dos “betinhos” de Upper East Side.

Chuck e Serena vivem no famoso Palace Hotel, situado no nº 455 da Madison Avenue.

A série fez tanto sucesso nos EUA, que Gossip Girl ficou um nick no Second Life.

Alguns dos personagens da série seguem as características originais dos livros, outros não. Jenny nos livros é citada como tendo cabelos castanhos e na série é loira.

Em 2010 ganhou os prémios para melhor série dramática de tv, melhor actor (Chace Crawford como Nate Archibald) e melhor actriz de tv (Leighton Meester com Blair Waldorf) e melhor vilão de tv (Ed Westwic, Chuck Bass) 

 

O QUE PODE SER MELHORADO?

Como série de adolescentes, Gossip Girl mostra-nos um mundo longe do que consideramos o estereótipo do mundo adolescente comum. Sexo, drogas e “rock ‘n roll” não me parece ser o quotidiano normal de qualquer adolescente, independentemente da sua nacionalidade.

A idade avançada dos actores torna mais falsa a sua interpretação e aquilo que querem transmitir. Falta o olhar adolescente, num corpo adolescente em constante adaptação. Por melhor que queiram fazer e parecer, actores adultos a interpretar adolescentes provocam muita falta de veracidade.

Os personagens “adultos” são-nos apresentados como mais imaturos e inconsequentes do que os próprios “adolescentes”, cuja trama de vida parece mais adensada e intrigante do que as vidas dos respectivos progenitores.

 

PORQUE NÃO DEVO PERDER ESTA SÉRIE?

É uma série que foge dos estereótipos das comuns séries para adolescentes. É irónica, forte e, por vezes, chega a retratar a vida daquela sociedade de forma tão crua que somos forçados a acreditar que aquilo realmente poderia acontecer.

É ligeira e simples, de forma que cada episódio nos envolve sem nos obrigar a grandes considerações, tornando-se perfeita para relaxar.

A vida dos alunos é contada de forma tão dinâmica que nos apercebemos do “prazer” que a “menina bisbilhoteira” tem em contar cada aventura e o segredo da sua identidade (na série) torna-se uma forma de querer seguir os altos e baixos destes personagens únicos.

Tags

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close