Falar Televisão

Volta, Catarina!

Falar_Televisao 2012

Boa noite. Nesta edição do «Falar Televisão» centro-me na falta que Catarina Furtado faz à RTP e que aspetos positivos traz à estação.

Desde «Com Amor Se Paga» que não vemos o rosto da RTP num programa de destaque na grelha do canal do estado. Neste formato, e como é habitual, o rosto do eterno «Chuva de Estrelas» da SIC, estação que a popularizou, esteve magnifica e com uma performance fantástica.

Há tempos, a Notícias TV informava os seus leitores amantes da televisão de que Catarina seria uma aposta para um programa de cariz social (já não é a sua estreia, após «Príncipes do Nada» – um programa excelente que retrata a realidade nos países em desenvolvimento), mas o sucesso deste está, desde já, posto em causa. Primeiro: só o facto de se tratar da versão portuguesa implica um custo inferior ao necessário para uma boa produção, ainda para mais na RTP; e segundo: só pelo programa ser transmitido pela RTP é, infelizmente, sinal de pouca audiência.

Claro está que a sua telegenia e o seu talento ajudam, disso ninguém tem dúvidas, não fosse Catarina a cara da RTP mais importante e a mais dispendiosa, tornando-se também num possível alvo para uma transferência “milionária” de canal – recorde-se da TVI, que nunca escondeu a vontade de a ter na equipa de apresentadores.

É esclarecedor o impacto que Catarina tem no canal público e seria, portanto, urgente o seu regresso aos grandes formatos. Ainda antes do programa ao estilo «Extreme Makeover», porque não apresentar um outro formato? Fica a ideia, Hugo Andrade e companhia…

Até lá.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close