Falar Televisão

Um ano depois, já não conta!

De segunda a sexta, assistimos a Agora é que Conta, o concurso que surge na TVI aquando da polémica transferência de Fátima Lopes. Prometia-se um programa ganhador, inovador e sobretudo, distinto, pois nunca antes se pagara “contas na televisão”. Concordando ou não com a descrição da altura, a verdade é que, um ano depois e agora na condução de Leonor Poeiras, de quando em vez substituída por Marisa Cruz, a promessa da estação de Queluz de Baixo não é mais do que uma fonte de rendimento para o canal.

Cada vez mais, e agora passando para o campo da especulação, acredito que a 21 de Setembro de 2010, quando Fátima Lopes surgiu pela primeira vez com um projeto, num outro canal privado que não a SIC, tudo não passou de uma estratégia. A tal data, Júlia Pinheiro já estaria mais do que convidada para integrar os quadros da SIC e quiçá a decisão já estivesse pensada. Especulando, ou não, as nossas hipóteses aumentam, e facto é o descontentamento de Fátima Lopes ao abandonar o canal que a fez nascer e crescer. Quem nos não diz que a apresentadora não sabia já das propostas da estação de Carnaxide a Júlia Pinheiro? E quem poderá provar, senão a própria Fátima, uma certa amargura pelo canal que a “arrumou” nos talk-shows, enquanto ao lado a colega e amiga de profissão explorava todo e qualquer formato, assumindo a “cara” da estação líder?

Dúvidas que, não existindo o poder e a influência uma Oprah Winfrey em Portugal, nunca nos serão clarificadas. Ainda assim, do que falamos hoje no Falar Televisão é do concurso das tardes da TVI, que, e rematando o assunto da sua criação, poderá não ter passado de um meio para arrastar Fátima Lopes, quiçá descontente, do canal liderado por Francisco Pinto Balsemão. Ainda assim, este “meio” poderá estar a chegar ao fim, ou não, tudo depende das estratégias definidas por José Fragoso, o homem do leme de Queluz de Baixo, que não há muito tempo navegava por mares mais públicos e mais no centro de Lisboa.

A derradeira questão é: está ou não na altura de terminar com este concurso, que poderá não ter passado de uma estratégia da TVI? O que estará preparado para a essencial rentrée do canal, com a reformulação de o A Tarde é Sua e mudança de visual de Você na TV ? Será que os quinze minutos destinados ao diário da Casa dos Segredos 2, tomarão proporções maiores? Quem sabe o reformulado talk-show de Fátima Lopes, agora preparado para a sua apresentação, não traga um novo horário que suprima da grelha da TVI, este concurso que muitos desejam não existir, pelo desgaste televisivo de que é alvo.

Estou certo de que, esta questão que a muitos assiste, desaparecerá na primeira quinzena do mês próximo, mas… Será que o Agora é que Conta sofrerá a mesma resolução da nossa questão?

  • Anónimo

     Na minha opinião, este programa realmente provoca um desgaste televisivo e já devia de pertencer ao passado. Alias, acho que isso só não aconteceu porque traz dinheiro à TVI. 
      Segundo o blog Mais TVI (um blog muito conceituado e sério) o programa “Agora É Que Conta” tem os dias contados. O mesmo blog afirma que o concurso terminará no próximo dia 14 de Outubro. O blog não menciona a fonte, porém acho que esta decisão vai mesmo acontecer. E eu concordo com ela. Agora, o que não sei é o que irá substitui-lo. Será um novo concurso ou o “A Tarde É Sua” irá conseguir preencher o horário dele? Perguntas que ficam no ar e que, para as quais, obteremos respostas, ao que tudo indica, já no próximo mês.

    • Vítor Carvalho

      Anónimo, 
      Acredito mesmo que, a acabar o concurso (nada indica que aconteça), existe como preencher o horário. “A Tarde é Sua” perdeu cerca de uma hora, para que fosse possível a transmissão de “Ilha dos Amores” e portanto, pode recuperá-la. Da mesma maneira, o “Diário – Casa dos Segredos 2” pode sofrer um aumento no período de exibição, dados os escassos 15 minutos, que pouco ou nada chegam para informar os seguidores do “reality-show” 

      • Anónimo

        Sim, mas e depois do ss2?

        • Vítor Carvalho

          Morangos com Açúcar, como é já hábito.

  • Tiago Madeira

    Concordo, o AEQC foi uma estratégia para arranjar algo a Fátima Lopes enquanto a Júlia Pinheiro ainda estava na TVI, até porque nessa altura já se falava imenso na saída da Júlia… Por isso tenho a certeza que tudo isto não passou de uma estratégia…

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close