Falar Televisão

Todos ficam a ganhar

Este final de tarde trouxe consigo uma notícia que veio abanar, mais uma vez, com o panorama televisivo nacional: José Fragoso saiu oficialmente da RTP e tem já a sua espera o cargo de diretor de programas da TVI. Surpreendente? Nem por isso. Há muito que se adivinhava esta transferência, justificada pela privatização da RTP que dava como certa a saída do atual diretor de programas. Bastou o PSD (partido que prometia essa mesma privatização) ter ganho as últimas eleições legislativas para se tratar apenas de uma questão de tempo até à consumação desta saída de Fragoso.

E a verdade é que, a partir de agora, todos ficam a ganhar. Por um lado, a TVI que, com um novo diretor de programas, põe fim a um longo interregno de 6 meses sem um rosto na chefia da direção de programas e deposita assim em Fragoso a solução para todos os graves problemas que têm vindo a acontecer desde há umas semanas para cá na estação (ainda) líder em Portugal. Fragoso chega a Queluz de Baixo numa altura em que a estação acentua de forma negra o declínio tremendo nas audiências, com um horário nobre que perde cada vez mais vezes para a concorrência e com cancelamentos de programas que se tornaram autênticos “flops” televisivos. Desta forma, o ex-diretor de programas da RTP irá ter o papel de um autêntico messias na Televisão Independente.

Por outro lado, a RTP também fica a ganhar. Não havia nome melhor para a substituição de Fragoso do que o nome de Hugo Andrade. Ex-diretor adjunto de programas do canal 1, Hugo Andrade deu já provas dadas do seu excelente trabalho ao longo dos últimos três anos no relançamento do canal RTP Memória e, a meu ver, também não irá desiludir enquanto estiver à frente da direção de programas da RTP.

  • Mas será que após tantos flops na RTP, vai conseguir carregar a TVI? :S
    Se a RTP for privatizada, a SIC e a TVI podem perder a guerra de audiências. Apesar de ter vários flops emburracados na grelha, a rtp tem programas bastantes interessantes. Mas isso se alguem souber dar conta do novo canal.Mas mesmo assim, não vejo a RTP a ter uma ficção nacional como a da TVI ou a da SIC que está a crescer, é a tipica imagem da TV publica que não se preoucupa(va) com as audiências

  • O Engraçado é que preoucupando – se ou não, há programas que se ageitam bem em termos audiométricos, como o caso das manhãs e das novelas da hora do almoço e a informação.

    Mas será que com a privatização, vai haver um refresh total da RTP? É que são mesmo bastantes flops e o que acontecerá ao programa do Malato, o do Fernando mendes, Catarina Furtado etc? Óptimos apresentadores, mas condenados a apresentar meios fiascos, excepto o Fernando

  • Meteo@lentejo

    penso que o trabalho que José Fragoso vai desenvolver na TVI vai ser completamente diferente do que desenvolvia na RTP.
    Na RTP não havia preocupação com as audiências, a preocupação maior era prestar serviço público e apostar em programas que têm de constar de uma televisão publica.
    Na TVI a principal objectivo deverá ser manter a liderança e penso que José Fragoso pode surpreender.
    Confesso que estou muito expectante para ver o trabalho que irá fazer na TVI. 

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close