Falar Televisão

Sousa & Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa é um daqueles ativos que nenhuma estação gosta de ver fugir. Com a saída de Júlio Magalhães da TVI, no início do ano, o fim do espaço semanal de comentário do professor esteve seriamente em risco de acontecer. Algo completamente impensável, por parte da TVI, gerando assim algo único e caricato na televisão portuguesa. Júlio Magalhães já exercia funções no Porto Canal, como diretor geral, mas aos domingos fazia uns “biscates” na TVI, que é como quem diz, aparecia em Queluz de Baixo para se sentar a “moderar” o comentário do professor. Por outras palavras, a fazer o boneco para dupla fenomenal “Juca e Marcelo”, digna de um qualquer programa de info-entertainment.

Obviamente que com Judite Sousa o boneco vai-se modificar, e muito. Judite tem uma postura muito mais rigorosa e clássica, apesar da convivência com o comentador e, por exemplo, já ter estado a moderar Marcelo Rebelo de Sousa noutras ocasiões, como por exemplo, as emissões eleitorais da RTP, até há bem pouco tempo. No entanto, a partir do próximo domingo Marcelo Rebelo de Sousa arrisca-se a ter (finalmente!) um moderador a sério no seu espaço semanal. Acabou-se o monólogo do professor, face ao acenar de cabeça e sorrisos de Júlio Magalhães. Judite Sousa não se vai deixar intimidar e não perderá ocasião de perguntar, interpelar e discutir tudo o que for dito por Marcelo Rebelo de Sousa.

Resultará melhor do que a fórmula de sucesso de todos estes anos com o Júlio Magalhães? Claro que sim. Com Marcelo, tudo resulta.

 

  • Anónimo

    Concordo plenamente! O Júlio Magalhães deveria ter saído definitivamente da TVI em Janeiro. Não se pode ter tudo e ele decidiu por um caminho que não a TVI, por isso, deixá-va-a definitivamente! Bem sei que só lá ficou para a TVI tentar segurar o Marcelo durante mais uns aninhos, visto que o contrato deste último estava a terminar. Mas pronto… Lá vinha o Júlio todas as semanas a Lisboa fazer o quê? Moderar o comentário de um comentador político de 40 minutos. Nem ia apresentar o jornal. Ia moderar o comentário! Era algo descabido! E para piorar ele nem tinha muito intervenção. Só lia as perguntas dos telespectadores, dizia ao Marcelo para apresentar os livros e dividia os tema. Concordava sempre com o professor, mostrando um sorriso e acenando com a cabeça… Nada disto vai acontecer com a Judite! Ela vai ter mais intervenções, vai questionar, vai falar… Afinal o jornalista não é um boneco do professor! Era isso que o Júlio parecia. A Judite não o vai ser! De certeza.  

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close