Falar Televisão

Séries à força

E depois do final de “Conta-me como Foi”, da estreia de “Estado de Graça” e “Último a Sair”, a estação pública vai voltar a apostar na produção nacional, com o lançamento da terceira temporada de “Pai à Força”. De facto, e para quem gosta de uma boa série nacional, esta é das poucas que vale a pena ver. Apesar de alguns problemas ao nível técnico ou de construção de diálogos entre personagens, a prestação de todos os atores, como Pepê Rapazote ou Isabel Abreu, merecem especial atenção. Por outro lado, esta próxima temporada promete novos profissionais com renome na área da representação, como Sofia Sá da Bandeira (‘Adelaide’ em ‘Laços de Sangue’), Vera Alves (de ‘Morangos com Açúcar), e João Didelet.

De facto, este “Pai à Força” merece continuar a ser aposta da estação pública. As histórias do costume são colocadas de lado, e a RTP1 oferece-nos um progenitor com a sua vida dividida entre o lado familiar e o profissional. Hospital, filhos, e um lado amoroso são elementos centrais nesta história que, apesar de tudo, acaba por cativar os telespectadores no horário onde é exibida. Por outras palavras, e com estreia prevista para meados de setembro, a programação de “Pai à Força” deverá centrar-se no horário de “Maternidade”. Antes do “Telejornal”, pelas 19:00, e ao domingo, os portugueses passarão a contar com uma oferta televisiva diferente da habitual (filmes +  novelas brasileiras + “Morangos” + Fernando Mendes), tal como José Fragoso, o novo director de programas de Queluz de Baixo, já havia feito no passado.

Ao fim e ao cabo, exige-se apenas uma continuação do bom trabalho que tem vindo a ser feito por esta série, não só à equipa de produção e de actores, mas igualmente à direcção de programas do primeiro canal. Afinal, se este “Pai” tem sobrevivido, então convém referir que tal realidade se tem devido à boa gestão da sua programação.

Esperemos então pelo final dos últimos dias de calor, para ficar a conhecer os novos episódios desta grande série nacional!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close