Falar Televisão

Será confiança a mais?

Já passaram três meses desde a estreia de «Louco Amor». A grande aposta da TVI para a ficção nacional deste ano percorreu vários caminhos, e atualmente é a aposta chave da estação.

Depois de um primeiro mês com audiências elevadas para os parâmetros atuais da estação, e de um segundo mês a manter uma posição firme contra a grande aposta da concorrência, «Louco Amor» começou a dar sinais de alguma fragilidade. O mês de julho ficou marcado por uma grande descida audiométrica da novela, e pelo surgimento das primeiras derrotas contra «Dancin’ Days», a sua maior rival.

Estamos perante duas novelas de excelente qualidade, com grandes interpretações, e elencos de luxo. As duas estações apostaram em grande, e não querem dar o braço a torcer, mas a verdade é que a novela da SIC tem causado grandes surpresas perante os admiradores de televisão. Nunca antes se viu uma novela da SIC a fazer estes números perante uma novela com marca TVI.

Muitos justificam a queda de «Louco Amor» por um abrandar na história, sem grandes acontecimentos, quando na concorrência está a ocorrer um dos momentos «chave». Eu concordo, pois é notória a perda de ritmo de «Louco Amor» que leva a um afastamento do público, mas penso que não será a única razão para a queda de audiência.

Na verdade, o que me traz aqui hoje é o percurso que a TVI tem traçado para a novela. Depois de uma aparição aos sábados à noite, onde os seus episódios têm tido uma duração maior que o normal, a novela vai ocupar mais um espaço, desta vez, ao domingo. Assim, a novela é emitida todos os dias.

Será esta medida aceitável? Para mim não! Nunca concordei com a emissão de novelas ao Domingo, com exceção a casos especiais, o que não aconteceu ontem. De facto, a novela vem preencher um espaço vazio, que necessitava de um produto, mas com tantos programas na gaveta sem estreia prevista, era mesmo necessário ocupar mais um horário com a «novela do ano»?

É caso para perguntar se não será confiança a mais por parte da TVI ao colocar um produto com uma emissão tão excessiva, quando este vem sendo «pisado» pela concorrência, e que, mais tarde ou mais cedo, poderá causar desgaste, sendo esta uma segunda razão para a queda de audiências que «Louco Amor» tem tido.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close