Falar Televisão

Rir é mesmo o melhor remédio!

A última novela que acompanhei foi Laços de Sangue. Apesar de não ter visualizado os últimos capítulos da trama, vi os suficientes para perceber como é que um núcleo cómico consegue dar vida a uma novela e, ainda mais, captar a atenção de novos telespetadores. Na SIC, esta tem sido uma aposta notória, e o reaparecimento de Armando Coutinho em Rosa Fogo, uma mítica personagem da produção que ganhou um Emmy, vem provar que os portugueses precisam de se divertir com os novos projetos de ficção nacional.

Já chega de dramas, tristezas, injustiças, egoísmos ou invejas! Para sentir estes condimentos basta viver um dia normal no quotidiano comum a todos os seres humanos. Assim sendo, e para colmatar essa abundância de más energias, é importante existir um canal que consiga elevar o nosso humor e boa disposição. Não, não me refiro a um canal de televisão, mas sim a uma forma que leve os telespetadores a sorrirem depois de um dia de trabalho repleto de stress.

A notícia de que a versão portuguesa de Dancin’ Days vai contar com um núcleo cómico bastante especial, torna-se assim num dos aperitivos desta nova novela. Num clima de crise geral, o facto de um seguidor de uma dada produção chegar a casa e saber que se pode realmente distrair com algo que a anime é mesmo muito importante, simbolizando igualmente um aumento da audiência.

O sucesso de Armando Coutinho em Laços de Sangue não se deveu apenas e só ao talento de João Ricardo, mas igualmente ao feedback que os telespetadores deram ao canal de Francisco Pinto Balsemão. Da mesma forma, as peripécias entre as personagens de Dânia Neto e Débora Ghira deram que falar pelo guião da novela, pela expressividade das atrizes, e pelos portugueses terem demonstrado que queriam mais delas.

Espera-se então que ocorra o mesmo com Dancin’ Days, partindo do pressuposto de que os atores escolhidos consigam chamar a atenção dos seguidores das novelas da SIC e, igualmente, da TVI.

Será que esse objetivo será cumprido?

  • Joaquim da Garça

    Claro que tinham de falar só de novelas da “vossa” SIC -.-‘ Enfim…. Grande imparcialidade! Não haja dúvida…

  • Anónimo

     Mesmo!!! A imparcialidade não é o forte de algumas pessoas que escrevem na rubrica “Falar Televisão”. Por isso, vou começar a decorar nomes. Hoje foi o “Diogo Santos”. Veremos os próximos. Espero que comecem a aprender a serem imparciais. Poderia falar das grande novelas da TVI que são as melhores do nosso país e passa muitas dos outros, mas não! Decidiram falar das da SIC. Enfim,…  E depois a última frase parecia uma frase dita por algum director da SIC, a promover os produtos SIC, assim, à descarada. Enfim… É por estas e por outras que o site “A Televisão” não vence grande prémios como o de melhor blog/site de TV. Aprendam meus caros! IMPARCIALIDADE!!!                                          

    • Luis fernandes

      Vocês às vezes parecem ter uma panca… Desculpem a má educação, mas eles falaram das novelas da SIC porque a última novela que ele assistiu foi LDS. Ele não poderia falar de outras que nunca pôs os olhos em cima não é verdade? E ainda tentou expressar que a TVI também apostava.

      O mais engraçado é que quando só se fala da TVI, não existe parcialidade pois não? Engraçado, aliás, muito engraçado.

  • Diogo Santos

    Por acaso não tenho o hábito de ver novelas. Para bom entendedor meia palavra basta, tal como diz a minha avó. Ninguém está a dizer que a ficção da TVI não aposta em núcleos cómicos. Destaco a da SIC pelo regresso do Armando Coutinho a “Rosa Fogo”, pelo facto de ter visto uma boa parte dos capítulos de “Laços de Sangue”, e pela aposta da SIC nesta área em “Dancin’ Days”. 

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close