Falar Televisão

Rescaldo dos «VMA»

Falar Televisão

Decorreu ontem mais uma edição dos Video Music Awards, e aqui vou eu dar a minha opinião sobre o evento. Em cinco tópicos, eis o que achei da noite MTV:

(1) Gira o disco e toca o mesmo. De facto, as cerimónias de entrega de prémios da MTV estão totalmente viciadas. Os vencedores são quase sempre os mesmos (nomes tão «batidos» como Taylor Swift ou Selena Gomez tornaram-se um habitué neste tipo de eventos). E a razão do loop é só uma, pois, regra geral: quem tem uma fanbase mais jovem… ganha automaticamente!

(2) As desilusões. Tudo indicava que Lady Gaga e Katy Perry seriam as grandes atrações, mas, a meu ver, não corresponderam às expectativas. A apresentação de «Applause» foi demasiado previsível: um constante «muda de roupas e cabelos» encaixado num tema bastante fraco. Já a eterna California Girl também levou uma música com pouco conteúdo e, definitivamente, não provocou o «Roar» que era esperado.

(3) Miley e os ursos. Que ninguém tenha dúvidas: a Hannah Montana já era. Miley Cyrus está mais «louca» que nunca e protagonizou situações completamente impensáveis em palco. Quem viu, sabe bem: as performances de «We Can’t Stop» e «Blurred Lines» estavam repletas (carregadinhas, carregadinhas!) de referências sexuais. Ah, e não se percebe bem aquele fascínio todo por peluches, assim como os totós que usou na sua atuação. Lá está, não havia necessidade…

(4) O herói dos VMA 2013. Valeu Justin Timberlake para salvar a noite, oferecendo-nos uma atuação impecável dos grandes hits da sua carreira. E disse ele: «I don’t deserve this award», quando recebeu o «Michael Jackson Video Vanguard Award», uma distinção que reconhece o seu impacto na indústria musical. Discordo, Justin. Indiscutivelmente, mereceste a premiação e ainda nos brindaste com uma belíssima atuação em modo *NSYNC.

(5) One Direction vaiados. Lady Gaga abandonou a cerimónia depois do público ter vaiado os One Direction. A cantora foi ter com os rapazes e disse-lhes (vídeo) que mereciam todo o sucesso que tinham. Gostei da atitude, sim senhor. Não é por não simpatizarmos com X ou Y que temos a liberdade de humilhar as pessoas. E quer se goste ou não, estes cinco jovens têm talento e já estão a fazer história no mundo da música.

Pronto, é esta a breve avaliação que faço dos MTV VMA 2013. Aguardemos agora pelos Europe Music Awards em novembro!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close