Falar Televisão

Quem gosta, gosta… e pronto!

Na passada quinta-feira fez um mês que estreou o «Gosto Disto!», o programa de situações insólitas, sketchs humorísticos e que exibe os vídeos mais visionados na internet. À partida, estamos perante um programa barato que «põe a nu» as fragilidades financeiras da estação; à primeira vista, trata-se de um programa que não pretende ser arrojado e que se contentará em obter os mínimos. Mas, nos tempos que correm, o formato, por ser de humor, até pode resultar…

Havia dúvidas, incertezas, mais “contras” do que “prós” em relação a este formato. Ainda antes de estrear, já algumas vozes se levantavam para condenar ao fracasso este programa, por poder ser pouco arrojado para o horário nobre, por assentar numa fórmula barata, por ser mais do mesmo e mostrar algo já gasto. Em suma, ninguém acreditava no formato e esperavam que o «Gosto Disto!», dentro de pouquíssimo tempo, se esgotaria e sairia do ar. Pior: que logo desde o início tivesse fraquíssimas audiências!

Mas parece que o tiro «saiu pela culatra» a muita gente! Afinal, o programa está a cumprir mais que o que prometia. E, irrisoriamente, foi um sucessor à altura (por vezes até se aguenta melhor!) dos «Diários» do «Peso Pesado 2»!

A dupla de apresentadores até funciona bem. Andreia Rodrigues cumpre o seu papel e, por ser namorada de quem é, conseguiu saltar do «Fama Show» para o horário nobre, acumulando este programa com o que já fazia anteriormente (e ganhando assim mais uns «trocos», a menos que tenha abdicado de uma remuneração extra por se contentar com o «prémio» de poder aparecer!); César Mourão, a revelação do humor dos últimos anos, craque do improviso e da criação de personagens caricatas, foi a escolha certeira. O conteúdo pode não ser espectacular porque, convenhamos, não traz nada de novo; a fórmula, essa, já está farta de ser testada pela própria SIC ao longo dos últimos tempos (com o «’Tá a Gravar!», «Não Há Crise» ou «’Tás Aqui, ‘Tás Apanhado»). Apesar do conteúdo poder ser ligeiramente diferente do que a estação tem apresentado, a questão é que a essência é a mesma e o estilo também!

E, para não cansar (apesar dos vídeos serem diferentes diariamente, o formato pode chegar a um ponto de saturação por ser sempre semelhante), reinventaram o programa. O César Mourão acabava por «vestir», diariamente, diferentes personagens, dando origem a diferentes sketchs (cada um melhor que o outro), trazendo diversidade ao programa (a verdadeira «lufada de ar fresco» do formato); este é o ponto fulcral, aquele que poderá ser o grande catalisador de audiências. A par deste trunfo do programa, há também a mais recente novidade: a participação diária dos ‘Homens da Luta’. Quando se pensava que o formato poderia não ter por onde se expandir, conseguiram trazer novidade, dando ritmo e mais conteúdo, «injectando-lhe» mais humor. E, apesar dos ‘Homens da Luta’ não estarem tanto na «boca do povo» como estavam há pouco menos de um ano, a verdade é que ninguém lhes fica indiferente e a maioria da população acha-lhes piada. Um tiro certeiro!

Daniel Oliveira conseguiu pôr no ar um formato satisfatório. Acredito que faça «omeleta sem ovos», que tenha que andar às voltas com o orçamento, que tenha que se pôr à prova para que a SIC ponha no ar um formato convincente. Mais uma vez, mostrou o seu valor e fez jus ao cargo que ocupa na estação. Conseguiu que a SIC tenha no horário algo perfeitamente concretizável por cada canal, mas que só ela, por força das circunstâncias, põe no ar!

O que também ajuda o programa é a grande promoção que a SIC faz, diariamente. Todos os dias, nos vários intervalos, surge uma promo nova, mostrando o conteúdo do programa que vai para o ar nesse dia. E, nessa promo, pode-se logo ver qual o sketch do César Mourão que vai para o ar, bem como o dos ‘Homens da Luta’. Esta insistência da estação é fundamental para «abrir o apetite» dos telespectadores. Aliás, toda a promoção nunca é de mais!

Com um mês no ar e sem saber quando é que o programa vai chegar ao fim, acho que a estação de Carnaxide pode sorrir de satisfeita. Pelo menos por enquanto… O «Gosto Disto!» cumpre, fica acima da média da estação, surge muitas vezes no TOP5 e, curiosamente, não se ofusca com uma novela nova na concorrência (que já habituou o seu público às novelas). Quem acreditava que o programa se esgotaria, que não teria bons resultados, que seria um flop arrasado pela novela da concorrência – era o meu caso, confesso! – enganou-se redondamente! A estação de Carnaxide sai duplamente a ganhar, pois apesar de conseguir boas audiências (e ter segurado o horário), gasta pouco dinheiro com o formato (e sempre poupa uns «trocos» para gastar posteriormente… ou não!). E, por aí, enquanto uns ficam admirados com os resultados alcançados pelo programa, outros vão ficando com azia…

  • Anónimo

    Ups! Este texto pareceu-me muito… com muito fanatismo pela SIC. Desculpe (ao que escreveu). É que o programa em questão não é líder, embora no artigo nunca digo isso, mas também não dizem que não é! Onde está a imparcialidade jornalística??! Sei que vão já dizer que estou com azia e blá-blá-blá, mas não estou, porque simplesmente não sou director de nenhuma área de nenhum dos outros canais, por isso, não sou eu que tenho que estar com azia. Quem deve estar é o director da RTP 1, que o programa “Elo Mais Fraco” perde para “Gosto Disto!”. Já eu, tanto me faz como me fez!

    • luis fernandes

      Por favor, deixem-se de parvoíces.Além da RTP ser um canal publico, não deve ligar para as audiências pois é o que menos importa.Por outro lado, em Portugal há muito aquela visão de liderar ou não, mas estar no TOP5 COM quase 1 milhão de espectadores é muito bom. 

  • Abaixo aos burrros

    Ai!!! Esta site anda cada vez mais fanático!!! Eu já nem falo por vezes… Mas desta vez abusaram um pouco… para um site sobre tv em geral…

  • Daniel Marques

    Gostei dessa da “… outros vão ficando com azia…”. Parabéns André Costa!!

  • Paulo

    O site está mesmo completamente tendencioso favorecendo a SIC.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close