Falar Televisão

Portugal Pergunta

FalarTelevisãodestaque

FalarTelevisãodestaque

Foi com grande apreço que vi a RTP apostar numa inovação – não que a ideia seja original-  que permita finalmente aos portugueses atentos e interessados em fugir à rotina da dinâmica instituída do político entrevistado em estúdio por um jornalista que faz as perguntas que julga são aquelas que as pessoas querem saber.

Agora e confiando inclusivamente no processo de seleção, as perguntas vão certamente ao encontro do que as pessoas querem verdadeiramente saber. Que bom que será ouvir a opinião pública questionar o Primeiro-Ministro e ainda outros intervenientes e membros do Governo pouco habituados a dar entrevistas e esclarecimentos e nada melhor que um cidadão comum dotado de bom senso a refletir a maioria do pensamento do povo.

Confesso que o maior risco será mesmo a escolha dos portugueses que vão poder ser ouvidos. Pegando na amostra dos espetadores que participam nos mais diversos fóruns de opinião, quer em televisão quer na rádio, as perguntas e conclusões que fazem e o equilíbrio que delas se tira está longe de ser alcançado e o risco entre o jornalismo e o reality show, nesta linha ténue entre entretenimento e informação, podem aproximar uma boa ideia em propaganda camuflada.

Confio e gosto do profissional Carlos Daniel que vai moderar o debate. A sua competência e rigor garantem-me – até que me provem o contrário- que para o formato mais do que as ideias o mais importaste será sempre o conteúdo e contraditório para o qual lhe reconheço preparação. A inovação é precisa e corajosa desde que se respeite um produto final que se pede globalmente satisfatório.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close