Falar Televisão

Perder o Norte

Um pouco por todo esse país há jovens a quererem ser famosos. A desejarem entrar em programas de televisão. Uns porque pensam que é tudo um mar de rosas, outros porque acreditam mesmo ter um talento que os distingue de tantos outros portugueses. É por isso que, ano após ano, há mais candidatos aos Morangos com Açúcar, pessoas a quererem ser A Voz de Portugal, o Ídolo de Portugal, o mais mentiroso de Casa dos Segredos, entre outros.

Foi nessas pessoas e nos pais dessas pessoas de que me lembrei quando tomei conhecimento da situação por que passa Sara Norte. Aquela menina que as pessoas da minha geração recordam de Médico de Família, perdeu, de facto o Norte, e vive agora uma situação bastante complicada. Será julgada, segundo a imprensa, no próximo dia 21, e incorre numa pena de prisão que poderá ir dos 5 aos 30 anos.

Quem, como eu, gosta de estar atento à imprensa, certamente que reparou que todas as revistas que saíram hoje, deram muito destaque ao caso. Embora esteja ausente dos ecrãs há muito tempo, esta infelicidade que lhe aconteceu na vida trouxe-a de novo para as luzes da ribalta, pelos piores motivos, e, desculpem-me a radicalidade, arruinou uma carreira que ainda poderia ser relançada. É triste ver o destaque que tem sido dado, afinal de contas, para lá da atriz Sara Norte há a jovem cidadã Sara que não está livre de errar. Todos nós cometemos erros e ninguém pode lançar uma pedra, pois não está livre de seguir o mesmo caminho. Mas, infelizmente, nesta altura, Sara é filha de Vítor Norte e Carla Lupi e foi uma das actrizes mais conhecidas aqui há uns anos. E isso faz toda a diferença.

É por isso que talvez este seja mais um motivo de reflexão para todos aqueles que, de alguma forma desejam seguir o mundo da televisão. Estarão dispostos a lidar com tudo isto? Com a falta de emprego? Com o esquecimento das produtoras? Com as consequências dos erros que podem vir a cometer?

Há ainda que esquecer outro dado importantíssimo neste caso. É que a tudo isto, Sara carrega nas costas o apelido e o facto de ser filha de quem é. Oxalá consiga dar a volta por cima, quando tudo chegar ao fim.

 

  • Eugénia Gaspar

    NADA A DIZER OU COMENTAR. OBRIGADA

  • Eugénia Gaspar

    NÃO COMENTO, OBRIGADA , JÁ DISSE E O REPITO 1

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close