Falar Televisão

Otimismo de plástico

As declarações que Júlia Pinheiro continua a fazer sistematicamente à imprensa dando conta que os resultados da SIC têm sido, nas suas palavras, fantásticos e o futuro que se aproxima será de sucesso continuam a tocar no absurdo.

Depois de uma primavera que trouxe um renascimento de resultados à estação de Carnaxide, com a primeira edição de Peso Pesado e a novela Laços de Sangue a renderem excelentes números no horário nobre, a SIC está atualmente numa nova e pouco inesperada crise de resultados. A pressa em exibir Peso Pesado logo em maio deste ano acabou por enfraquecer a nova aposta no programa nesta reentre, já para não falar no fracasso contínuo dos programas da manhã e da tarde e também do final de Laços de Sangue, ingloriamente substituída por Rosa Fogo.

É triste, mas atualmente a estação de Carnaxide tem apenas em Alma Gémea, Alta Definição e mais um ou dois programas, verdadeiros produtos com potencial e com segurança suficiente para garantir a liderança no horário. Tudo o resto, são apostas inseguras, enlatados ou até mesmo programas com qualidade mas que não se conseguem impor na grelha diária da estação.

Por muito falsas e forçadas que sejam estas declarações de Júlia Pinheiro, já não há mercado que acredita na apresentadora e leve a sério declarações como “a SIC vai ser líder num instantinho”. Líder? Só mesmo no Cabo!

 

 

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close