Falar Televisão

O Norte deixou de ter «Alegria»

Falar_Televisao 2012

Falar_Televisao 2012

Fazia no dia 18 de setembro de 2013 18 anos que a «Praça da Alegria» chegou à antena da RTP1. Um formato transmitido de segunda a sexta a partir dos estúdios da estação púbica no Porto. Manuel Luís Goucha e Anabela Ribeiro foram as caras que estrearam e abriram os braços a este projeto. Ao longos dos (quase) 18 anos, passaram pelo programa Eládico Clímaco, Tânia Ribas de Oliveira, Serenella Andrade, Merche Romero, Hélder Reis, Ana Viriato, Sónia Araújo e Jorge Gabriel.

Para começar, é de louvar que um programa esteja no ar quase 18 anos. Atualmente, com a pressão das audiências, que se veio a acentuar com a crise, quando um programa não obtém os resultados esperados é posto de parte. A «Praça da Alegria» é um formato de respeito na RTP1. Pelo seu passado, pela sua história e principalmente pela seu local. A «Praça» era um dos únicos, se não o único, programa de reconhecimento feito a partir da cidade do Porto. Parece que isso acabou… A RTP será, agora, uma nova RTP. Tal como tem sido noticiado, a mudança é praticamente total passando pela grelha, grafismos, cenários e formatos.

Esta decisão é uma demonstração do centralismo da televisão portuguesa. Como consegue chegar a um público mais vasto e variado, deveria dar o exemplo para se mostrar digna e evoluída. Parece que quanto mais se avança no tempo, mais se recua nas decisões. No que toca à RTP, esta foi sem dúvida uma má decisão porque a «Praça da Alegria» vai deixar de ser a «Praça da Alegria». Esta mudança irá retirar toda a sua identidade e história. Um programa feito a partir do Norte não será igual a um feito a partir do Centro ou do Sul. A «Praça» dava voz às regiões do Norte, às pessoas e ao público. Os temas e a maneira como eram tratados era diferente. A estrutura, o modelo e a maneira de pensar também. É disto que a televisão portuguesa precisa! É preciso fazer diferente, com talento e criatividade.

A partir de segunda-feira, a «Praça da Alegria» será transmitida a partir de Lisboa, dia em que a estação pública arranca com um novo slogan, «Portugal sempre ligado». Não deixa de ser engraçado, pois Portugal deixará de estar «ligado» de Norte a Sul do país.

Desejo muito sucesso à nova dupla constituída por João Baião e Tânia Ribas de Oliveira, que irão sofrer, de certo, com esta decisão. Para Jorge Gabriel e Sónia Araújo, desejo, igualmente, muito sucesso no novo desafio profissional, o programa «Aqui Portugal» que será transmitido aos sábados à tarde.

Até sexta-feira!

  • fernando f

    concordo plenamente! o norte perdeu hoje expressão! a verdade é essa! a PRAÇA DA ALEGRIA! nunca mais será a mesma!! e espero que isso se reflita nas audiência de forma expressiva! é o que esta direção merece. não apelo a boicotes! porque cada um tem de ver aquilo que acha melhor mas, eu como nortenho que sou, sentiria-me feliz ver que esta decisão só prejudicou mais do que deu a beneficiar! Uma palavra de apreço aos apresentadores que demonstraram ser profissionais mesmo numa situação complicada e de injustiça como esta. FOI “TRISTE” VER O PROGRAMA DE HOJE! Repito espero que as audiência das manhas da rtp passem a ser nulas! pois é isso que a direçao merece

  • ml

    Será que a Praça ainda era esse programa do Norte? A verdade é que hoje em dia já não tinham qualquer pudor em debater crimes à moda do Correio da Manhã como faz a concorrência. Este já não era o programa que dava a conhecer o Norte ao país. Era um programa já gasto e desfasado deste tempo. Com todo o respeito pelos profissionais envolvidos mas o programa precisava de uma lufada de ar fresco. Oxalá a nova Praça o seja.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close