Falar Televisão

O feitiço virou-se contra o feiticeiro

Foi na noite de ontem que ficámos a conhecer os primeiros quatro finalistas da segunda temporada da Casa dos Segredos. Se, na primeira edição, Ana Isabel, António, Ivo e Vera foram os eleitos, nesta serão cinco os contemplados a levar o dinheiro acumulado durante o jogo para casa. Inesperadamente, e ao contrário do que muitos pensavam inicialmente, Fanny deixou de ser a concorrente mais aplaudida nas galas de domingo, precisamente pelo facto de ter iniciado uma “relação” com João M.

Com o pedido de casamento realizado por Diogo no dia 2 de outubro, a natural de Oliveira de Azeméis depressa se esqueceu de tal convite, aliando-se de forma gradual ao jovem algarvio. Se, no início, conseguiu encobrir o que sentia, afirmando que estava a jogar, atualmente já ninguém acredita nas suas palavras.

A postura de Fanny acabou por destruir a boa imagem que os telespetadores tinham sobre si. Aliás, devem ser os próprios pais os únicos a acreditar na vitória da filha. São também eles os culpados, nomeadamente o “senhor Fernando”, por ter alimentado a polémica com Diogo.

O que aqui escrevo não passa de uma autêntica conversa de café, mas a verdade é que, por vezes, o orgulho acaba por ser mortífero. Não tenho dúvidas de que o abandono do pai da concorrente do estúdio, os seus constantes ataques de raiva, a sua postura, deixaram de lado uma possível conversa com Diogo, que levassem a um consenso entre ambos. Neste sentido, a própria imagem de Fanny seria melhor vista junto dos telespetadores, na medida que a presença do seu noivo nas galas poderia levá-la a pensar que ele ainda estava à sua espera.

Nada disso aconteceu e, por esse motivo, a consumidora compulsiva é agora vista como a má da fita. O facto de não ter noção sobre o que os portugueses pensam sobre si vai provocar em alguma tristeza quando, no domingo, dizer adeus ao jogo e a João M.

Como reagirá Fanny?

  • Alda

    O português deste texto é deplorável!!
    Quando dizer???? É quando DISSER!
    Que lástima!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close