Falar Televisão

No caminho certo?

Boa noite! No Falar Televisão de hoje debruço-me sobre o caminho que está a ser traçado pela SIC em busca do sucesso e liderança. O canal de Francisco Pinto Balsemão iniciou o novo ano com resultados acima do esperado e assim parece começar a trilhar um caminho seguro. Resta saber por quanto tempo.

Foram ontem revelados os resultados audiométricos do mês de janeiro e, tal como A Televisão anunciou, a TVI manteve-se intacta na liderança, a SIC conseguiu consolidar o segundo lugar e a RTP permaneceu na terceira posição. Assim, conclui-se que a estação de Carnaxide foi a generalista que mais cresceu face ao mês anterior. Alcançou 23% de share, mais 1,3% do que em dezembro de 2011. Isto acresce as esperanças de que o canal de Luis Marques se consiga aproximar da líder TVI e, com isso, alcançar melhores resultados.

A administração e de mais trabalhadores esforçam-se por alcançar o sucesso. Destaca-se também a informação, que se tem vindo a mostrar mais sólida e prova disso são os resultados conseguidos no primeiro mês do ano, com uma média de 29% de share.

Muito se especulou com a entrada de Júlia Pinheiro, não só para a apresentação do programa das manhãs, bem como, para a direção de gestão e desenvolvimento de conteúdos. Sabe-se o peso que a profissional tem no público em geral, no meio audiovisual e até dentro da própria estação e isso é uma mais valia. A SIC tem no seu interior, bons profissionais quer sejam jornalistas, diretores, editores, apresentadores, entre outros. Todavia, será este o caminho certo?

Sem dinheiro para apostar em formatos inovadores e interessantes, o canal acaba por lançar algo que não é novidade para o grande público, como é o caso de Gosto Disto!, Ganha Num Minuto ou Dr. White, mostrando a convicção da estação no humor em tempos de crise e isso parece agradar a quem, de fora, assiste aos programas. De qualquer forma, parece não se estar a dar mal com esses formatos, isto porque foi precisamente o programa apresentado por César Mourão e Andreia Rodrigues, juntamente com a novela Rosa Fogo, os grandes impulsionadores para o avanço das audiências em janeiro.

Outra das lutas que parece não cessar é a das manhãs. O canal parece cada vez mais decidido e aposta bastante no horário antes da hora de almoço. Em concorrência direta com Você na TV! e Praça da Alegria, Queria Júlia tem vindo a avançar, embora muito ligeiramente, nas audiências e há quem diga que se deve, em grande parte, ao lade-in de Cartas da Maya – o Dilema.

Na minha opinião, a SIC está pronta para nos surpreender ao longo do ano de 2012 mesmo tendo em conta a fortíssima concorrência da TVI e da RTP que, apesar de tudo, apresenta conteúdos capazes de causar surpresa. Nas manhãs, a tarefa complicar-se-à um pouco pois o programa de Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira está melhor que nunca, com um público muito bem delineado e uma estratégia definida. E, de certa forma, penso que essa é a falha do programa de Júlia Pinheiro, isto porque Queria Júlia, que está prestes a comemorar o seu primeiro aniversário, por ser um programa relativamente novo, ainda não tem um público bem definido. Isso acaba por fazer com que ande na corda bamba em busca do que realmente o faz crescer.

Se este é o caminho certo ou não, apenas o tempo o dirá…

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close