Falar Televisão

Momentos de (pouca) mudança

Falar_Televisao 2012

20 anos depois da sua criação, a SIC estreou no seu horário nobre a série documental «Momentos de Mudança» que mergulha a fundo nas maiores transformações vividas pelo país de 1992 a 2012.

Os casos que todas as semanas nos entram pela casa dentro, mostram pessoas normais, que podiam ser nossos vizinhos e que em vinte anos experimentaram, lado a lado com o país, mudanças profundas e marcantes.

Em 1977, a RTP estreava Gabriela, a verdadeira de cravo e canela, e passaram então a maioria dos portugueses a jantar  na companhia da jovem humilde, mas muito sensual. 5 vezes por semana os portugueses juntavam-se para ver  o cheiro do cravo e a cor da canela, num  pais onde escasseavam os televisores. O ritual, juntava vizinhos na casa com televisor mais próxima, clientes em cafés com expediente alargado e os nem os homens escapavam à febre da novela apimentada que marcou uma sociedade.

35 anos passados, e num país que se diz agora digital, continuam nos mais remotos lugares de Portugal e quem sabe bem perto de nós numa grande metrópole, a haver pessoas que para verem televisão ainda têm que se deslocar a casa dos vizinhos e dos familiares. Estranhe, quem for mais distraído que provavelmente para voltar a ver Gabriela, agora num remake que voltou a espalhar esta mania. Não que não existam em casa dos portugueses, provavelmente mais do que um televisão, das mais modernas e com todos as aplicações possíveis e imaginárias mas que graças à digitalização do sinal, que 7 meses depois da sua implementação ainda apresenta falhas, recorrentes que ultrapassam o limite do razoável.

A tese do investigador da Universidade do Minho, Sérgio Denicoli, veio há dias despoletar um terramoto junto da entidade reguladora e da empresa que alegadamente beneficiou com o processo, pouco claro, da implementação da televisão digital terrestre.

A promiscuidade que coabita entre as empresas e o poder político não é nova e já existia há 3 década atrás. No entanto a seriedade de todo o processo (na elaboração das leis, dos regulamentos, dos concursos, das adjudicações e das alterações subsequentes) deveria ter constituído o superior interesse da população.

Talvez ninguém em televisão se preocupe com aqueles que não a podem ver, por serem já muitos os que a veem, mas Portugal merece mais , maiores, e melhores momentos de verdadeira mudança.

  • iluminado

    Bando de presunçosos, sic fanáticos, nao tem nada mais útil
    para fazer que dizer bem da sic, já chateia, nota-se tao bem neste falar tv , o
    vosso fanatismo pela sic, nem tentam esconder, bando de preguiçosos inúteis,
    vão trabalhar mas é bando de putos mimados , devem ter papás ricos, ne, sabem o
    que é a vida, se pensam que se pode passar a vida a escrever coisas sic
    fanáticas sem nexo nenhum!!!

    Cresçam e apareçam, bando de presunçosos inúteis, corja do
    piorio!

    E acabem com esta rúbrica deplorável, que pede um fim há
    tanto tempo, visto que não vale mais que o “material” que que cai nas
    sanitas!

    Agora apaguem isto manipuladores!

  • iluminado

    Bando de presunçosos, sic fanáticos, nao tem nada mais útil
    para fazer que dizer bem da sic, já chateia, nota-se tao bem neste falar tv , o
    vosso fanatismo pela sic, nem tentam esconder, bando de preguiçosos inúteis,
    vão trabalhar mas é bando de putos mimados , devem ter papás ricos, ne, sabem o
    que é a vida, se pensam que se pode passar a vida a escrever coisas sic
    fanáticas sem nexo nenhum!!!

    Cresçam e apareçam, bando de presunçosos inúteis, corja do
    piorio!

    E acabem com esta rúbrica deplorável, que pede um fim há
    tanto tempo, visto que não vale mais que o “material” que que cai nas
    sanitas!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close