Falar Televisão

Mérito próprio?

Até há bem pouco tempo, eu era daqueles que acreditava que o tempo mais chuvoso de outono se iria refletir nas audiências e o consumo iria finalmente subir a valores dignos de qualquer época alta. Mas, ao contrário do que esperava, e depois de na passada semana ter já dedicado grande parte destas linhas à problemática de resultados apresentados da Marktest, o consumo esse não conseguiu escalar a valores tão significativos quanto isso. No entanto, há um sinal evidente de como alguma coisa mudou, principalmente depois da mudança para a hora de inverno. E esse sinal é a subida da RTP.

Esta foi uma semana brilhante para o primeiro canal do estado. Nos últimos dias, a RTP1 conseguiu liderar nos principais horários diários. De manhã, a Praça da Alegria conseguiu evidenciar-se e, aproveitando o facto de Manuel Luís Goucha se encontrar sozinho na condução do Você na TV, liderou folgadamente nos primeiros dias da semana. À tarde, e com a habitual hegemonia do Jornal da Tarde, as novelas brasileiras conseguiram, também elas, disparar nesta primeira semana em confronto com a reposição de Perfeito Coração da SIC que, definitivamente, parece não conseguir dar conta do recado. No final de tarde a subida foi abismal: a mudança de hora voltou a oferecer a preferência dos espetadores ao Portugal em Direto e ao Preço Certo que têm liderado confortavelmente. Também à noite, o Elo Mais Fraco de Pedro Granger tem mantido uma subida discreta de resultados.

Mas face a isto, resta-me fazer uma pergunta: Esta subida deve-se a mérito próprio do canal público ou à negligência das privadas? É que, mesmo sabendo que em televisão a glória de uns é a correspondente derrota de outros, esta ascensão da RTP1 acontece na altura em que as privadas ficaram com mais fraquezas à vista. E não me parece que esta ascensão do canal público, na generalidade dos seus horários, tenha algum tipo de consistência e seja realmente “merecida”…

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close