Falar Televisão

Ir ainda mais à luta, pá!

Falar_Televisao 2012

Estreou este fim de semana na SIC o aguardado programa dos Homens da Luta. E o que é preciso mesmo é ir à luta, coragem que poucos têm. Coragem para fazer frente aos senhores doutores deste país. Coragem para sair do sofá. Coragem para dizer umas quantas verdades a quem as precisa de ouvir. Contudo, esta nova aposta da SIC para os sábados à noite em nada me surpreendeu, o programa não foi nada do “além” e possui um registo a que já nos habituaram.

A temática de «Sábado à Luta» não é propriamente a mais estimulante, mas é preciso referir que faltam programas assim na televisão. A estreia deixou muito a desejar, sim. Porém, deve-se apostar mais em formatos deste género. Fazem falta programas sobre a atualidade do país, com (ou sem) humor, com um bom grafismo, um bom estúdio e, acima de tudo, uns bons apresentadores. Programas que toda a gente comenta no dia a seguir no café ou no trabalho. Programas que demonstrem alguma qualidade e que não sejam feitos à “pressão”. E tudo isto não aconteceu ainda com a nova aposta da SIC. Sim, estamos em crise para acontecerem coisas esplêndidas, tais como as que acabei de referir. Mas acreditem que ainda é possível inovar…

Apesar de ainda estar no seu início, «Sábado à Luta» podia ser um programa com mais luta. E com mais garra. Afinal de contas, o que vimos foi mais do mesmo. Do mesmo a que já estamos plenamente habituados, em programas como «Gosto Disto!», por exemplo. É que um programa de sábado à noite deveria ter outra preocupação, outra dinâmica, outro rigor totalmente diferente daquele que «Sábado à Luta» demonstrou na estreia.

No entanto, colocando de parte todas estas opiniões, os irmãos Jel e Falâncio merecem um aplauso pela incrível ousadia que os caracteriza. Acredito que não seja nada fácil esta exposição perante agentes da polícia, habilitando-se a ficarem com uma parte do corpo mais negra. Mas o importante é mostrarmos que o povo ainda tem voz. E, além disso, algo ainda mais importante: irmos à luta, camaradas!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close