Falar Televisão

Fartos das “babes”

O próximo fim de semana trás consigo um duro teste à RTP. Pela primeira vez, a estação pública assegura a cobertura televisiva de um festival de verão. E que festival… O Optimus Alive é, sem sombra de dúvidas, o maior festival de verão a acontecer em Portugal. Pela localização, pelo cartaz, por todo o mediatismo. O que duplica a dificuldade da tarefa da estação pública.

Com mais ou menos arrojo, até agora, a SIC Radical lá seguiu, competentemente, com a cobertura deste festival e de outros festivais. Este ano, a RTP conseguiu roubar o Alive ao temático de Carnaxide. Mas uma coisa é certa, será necessário uma excelente performance para agarrar de vez com esta transmissão nos próximos anos. E a olhar para a forma bafienta como a estação pública trata a música, através de, por exemplo, programas como o TOP Mais, o risco para que esta cobertura saia furada e fique aquém do razoável é relativamente considerável.

Mas uma coisa também é certa, ao provocar a mudança de “media partner”, parece que a organização do Optimus Alive foi a primeira a fartar-se dos loocks arrojados e das “babes” da SIC Radical…

 

 

Tags
  • jrsneto

    Tu certamente não deves assistir ás coberturas dos festivais feitas pela sic radical e para finalizar elas não são “babes” são apresentadoras e profissionais da musica.

  • Daniel Marques

    Olá Pedro Esteves,
    Não tens conhecimento de todo o caso. A SIC propôs à Optimus fazer o mesmo que fez com o Rock in Rio. A Optimus apenas respondeu quando faltara um mês para o festival. Visto que, na minha opinião, foi uma falta de respeito. A SIC a partir daqui desfez o convite, visto que num mês é complicado organizar tudo, e a Optimus foi ter com a RTP, ou a RTP foi ter com a Optimus – qualquer coisa assim.

    Infelizmente é um pena, por que a SIC Radical transmite os festivais na perfeição, como já o provou.

  • NC

    Existe por vezes alguma futilidade nos comentários da Sic Radical nas transmissões em festivais mas as babes são as normais apresentadoras do Curto-Circuito além de envolver profissionais do ramo musical como a Ana Ventura, Nuno Calado, António Freitas e outros mais.
    Ter passado para a RTP não é bom para o consumidor porque esta apesar de ter muitos canais não pode ter um completamente dedicado para interromper a programação enlatada e transmitir quando bem lhe apetece os directos. A RTP fazer isto destruindo as tardes e noites da RTPN (tem de dar as notícias) ou 2 (muito certinha na sua programação)? Não me parece.

  • Ana

    Não concordo muito com “O Optimus Alive é sem sombra de dúvida o maior festival de verão a acontecer em Portugal”, tudo bem que tem um bom cartaz, mas o SW também não está mal. Mas pronto isso são opiniões. Quanto à transmissão, pelo menos este ano e no que toca ao RIR, achei que foi feito um bom trabalho por parte da sic radical, quanto à rtp, tenho as minhas dúvidas. Para já o único ponto a favor é mesmo terem a Filomena Cautela nas emissões.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close