Falar Televisão

Esta casa não é para crianças

Sou um eterno curioso por audiências e, mais do que consultá-las diariamente, gosto de vê-las segmentadas por classes sociais, géneros, idades, entre outras categorias. Talvez por ser um estudante de marketing, não sei, mas é, de facto, algo que gosto de ver. E desde o início da segunda temporada do reality-show do canal de Queluz de Baixo que me tenho deparado com um dado curioso e ao mesmo tempo preocupante.

As diferentes emissões de Secret Story 2 são os programas mais vistos, em média, pelas… crianças. Exactamente, pelos cidadãos portugueses com menos de 12 anos. Desengane-se quem pense que as crianças consomem maioritariamente os Morangos com Açúcar ou programas do género.Hoje em dia os mais pequenos preferem é ver coisas de “adultos”, nomeadamente A Casa dos Segredos. Se é só culpa deles, não importa aqui, mas não deixa de ser preocupante que as crianças do nosso país vejam, maioritariamente um programa como estes. E, ainda para mais tendo em conta o casting deste ano, qual será a opinião dos psicólogos sobre este facto?

Talvez ao olharem para estes números, os responsáveis da TVI nem pensem neste facto, mas seria de todo importante começarem a refletir sobre isto. É que, para nós adultos, há certas coisas que não fazem confusão, mas para os mais pequenos certamente que não há ainda uma explicação para o facto de haver um concorrente a tomar banho com uma toalha a tapar o órgão genital, ou uma mulher que tem dois peitos bastante grandes.

Como disse anteriormente, a culpa também pode ser dos pais, mas, como todos sabemos, o “fruto proibido é o mais apetecido” e só com um grande controlo os mais pequenos deixariam de ter acesso a este formato.  E esta casa não é, de todo, para crianças, bem pelo contrário…

  • Anónimo

    Concordo!

  • Carlos

    Os púdicos do costume…

  • Anonimo

    Os miúdos hoje sabem mais do que nós sabiamos com a idade deles. Não é por nada que já vi casos extremos ocorrerem nas escolas. Hoje, para eles, sexualidade já é ‘quase’ uma cosa banal…

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close