Falar Televisão

É para levar a sério?

Consultar as audiências diárias é um hábito que mantenho desde há muito tempo. Uns dias vejo os números com surpresa, outros dias já sem grandes espantos. Mas hoje, sexta-feira, houve um programa que se destacou com um resultado que ninguém esperava. Falo de Querida Júlia e do resultado que lhe ofereceu uma, hipotética, vitória contra o Você na TV de Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira.

Facto: Júlia Pinheiro conseguiu uma audiência média de 3,1%, face aos 3,0% de Goucha e Cristina. Contra-facto: a quota de mercado do programa da manhã da SIC situou-se 2,2 pontos percentuais abaixo do concorrente da TVI.

Sem acesso a uma análise detalhada do confronto direto entre estes dois programas, falar em vitórias e derrotas e extremamente subjetivo neste caso. Olhando para as últimas semanas, em que As Cartas da Maya se têm arrastado no horário até às 10 e meia da manhã e Júlia Pinheiro tem começado o seu programa mais de 20 minutos depois de o Você na TV ter começado, a verdade é que o Querida Júlia tem conseguido audiências médias superiores, apesar de continuar com quotas de mercado residuais. Deste ponto de vista, e olhando para a surpresa desta quinta-feira, Júlia continua de facto em vantagem na audiência, mas no que toca ao share Júlia ainda perdeu para a TVI. O que leva a querer que a vantagem de ter começado 20 minutos mais tarde que o Você na TV tenha tido alguma supremacia sobre qualquer outros fator

É bem provável que Júlia tenha, de facto, perdido, mesmo que por uma unha negra. No entanto, 27% de quota de mercado para um programa que passou grande parte do último ano abaixo dos 17% de share, é fantástico. No entanto, para quê dar ênfase a isto, quando amanhã a Marktest poderá já regressar com uns míseros 17 ou 19 pontos de quota de mercado para o Querida Júlia?

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close