Falar Televisão

Críticas contra críticos

Muitos são os que lançam críticas pela aposta da estação de Queluz de Baixo nos mais jovens, pelo facto de vários atores com experiência na área da representação serem preteridos a outros cujo talento não está comprovado. Mas também é verdade que, muitos dos que criticam, acabam por cair na ironia da vida.

Por outras palavras, quantas vezes várias caras bem conhecidas dos telespetadores não apontaram os aspetos negativos de Morangos com Açúcar, na falta de experiência que os jovens têm para integrar um projeto na ficção? Quantas vezes não li que é uma afronta para qualquer ator olhar um jovem sem carreira na representação a receber convites para novelas de horário nobre? Por fim, quantas vezes não nos deparámos com críticas que tinham como objetivo alertar as direções de programas que alguém estaria a necessitar de participar numa nova produção?

Assim sendo, resta-me esclarecer que nada tenho contra essas críticas. Muitas são as caras que passam pelas novelas que nos levam a questionar como chegaram lá, e também por esse motivo quinzenalmente escrevo uma edição da rubrica Esqueceram-se de Mim.

No entanto, é importante salientar que muitos dos que já criticaram Morangos com Açúcar, aceitaram participar na série de Queluz de Baixo. Não será este “sim” um autêntico contrassenso, uma antítese? Esta crónica dá seguimento à participação de Anita Guerreiro na nona temporada desta produção, e destina-se a todos aqueles da sua geração que, com toda a razão, tentam passar uma mensagem importante ao canal da Media Capital. Afinal, não se faz boa ficção, sem bons atores.

O problema coloca-se quando profissionais com uma carreira de vários anos acabam por aceitar convites para uma série e um elenco que já criticaram. Curioso?

Não sei se este é ou foi o caso de Anita Guerreiro, mas sempre me ensinaram que “quem desdenha quer comprar”. Alerto para esse tipo de comentários, uma vez que ninguém sabe o dia de amanhã, ou melhor, o projeto que se segue em televisão!

  • Luis Santos

    Anita Guerreiro não só nunca criticou os MCA como sempre os apoiou. Fazer uma participação na série não é mais do que uma prova de humildade. E, caso ainda não tenham reparado, os MCA estão a mudar a sua estrutura. São agora muitos mais aqueles que participam tendo por base um grande e bem sucedida carreira. MCA são cada vez mais uma Escola de Actores.

  • Diogo Santos

    A crónica não se dirige necessariamente a Anita Guerreiro, tal como está explícito.
    Releia o último parágrafo.

    Cumprimentos,
    DS

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close